Empresas não instaladas nos terrenos doados dizem que a prefeitura não cumpriu sua parte

Vereadores cobraram recentemente do secretário de Desenvolvimento Econômico, Mário Hoeller de Souza, que prometeu a reversão dos terrenos doados a empresas que não foram ocupados para a finalidade proposta. Até hoje não conseguiu a reversão de nenhum deles.

Na semana passada ele disse que “São cerca de 500  mil metros de área doadas ao longo dos anos e que não estamos conseguindo reverter por conta da burocracia e a lei da ampla defesa. Enquanto isso há uma fila de empresas esperando um espaço para expandir”.

Diante desta declaração alguns empresários protestaram sob a alegação de que a prefeitura nunca cumprir a sua parte e só por esta razão alguns destes terrenos nunca puderam ser ocupados.

 

O loteamentos industriais até hoje não foram legalizados

 

 A prefeitura instaurou um processo administrativo em 2017 para a reversão de terrenos doados a empresas. Mas não teve sucesso porque está propondo a simples devolução das áreas quando a maioria das empresas já investiram muito no local, embora não estejam instaladas definitivamente lá. E só não fizeram isso porque a prefeitura não cumpriu sua parte. Não tem sequer projeto do loteamento dos loteamentos industriais São Paulo e São Francisco, criados há mais de 12 anos.  Não há também rede de esgoto e demais infraestrutura. Como não há projeto de desmembramento do loteamento, as empresas que lá estão não têm habite-se, escritura, etc… Não conseguindo sequer licença ambiental e regularização do imóvel e nem mesmo empréstimos bancários, porque para tudo isso precisa da matrícula do imóvel, que não possuem.

A empresa Graphel construiu sua unidade, mas não ocupou até hoje porque falta infraestrutura

Há inclusive um termo de Ajuste de Conduta em aberto para que a prefeitura proceda a regularização dos loteamentos industriais citados. Só no loteamento São Francisco existem cerca de 10 empresas instaladas e outras três a quatro aguardando a regularização.

4 comentários em “Empresas não instaladas nos terrenos doados dizem que a prefeitura não cumpriu sua parte”

  1. Esse sujeito, como já havia comentado, tinha que ser demitido… Eu pergunto, se ele trabalha na prefeitura, como pode estar quase todo dia buscando filho, filha, neto, neta, sem lá no colégio em horário de trabalho?
    Não só ele, como também aquele da cultura, esqueci o nome. Aquele que quase surrou o Jair Junior…
    Alias, são os dois , que gostam de bater no nobre edil…

  2. Sr Nevio como sei que o Sr existe.
    Posso convidá-lo a passar na secretaria e conhecer todo o processo o qual é o público e publicizado não temos medo algum de mostrar pelo contrário se o nosso estar senhor vai ter que esta exposta em uma parede todos os andamentos dos terrenos.

Deixe uma resposta para Mari Cancelar resposta