Manfrói elenca os problemas na área da saúde

O secretário executivo da Amures, Walter Manfrói desfiou um rosário de problemas na área da saúde durante a audiência. Colocou os motivos da necessidade da abertura da nova torre:

“É um pleito da sociedade catarinense, seja dos deputados da região e do ex-governador Colombo, dos prefeitos e da população dos mais de 60 municípios que buscam diariamente atendimento neste hospital.”

Lembrou que a deputada Carmen Zanotto irá colocar todos os recursos de emendas neste hospital.

“Fizemos um levantamento hoje com os secretários de saúde da região e elencou-se as seguintes situações:

  1. A situação de superlotação da UPA de Lages com os leitos de observação 24 horas lotados, e ultrapassando as 24 horas por falta de leitos em hospitais.
  2. Falta de ambulatório para consulta em cirurgia pré-operatória;
  3. Fila para a radioterapia; Os agendamentos que eram para ser iniciados em abril e agosto, estão sendo realizados na data de hoje.
  4. Agendamento de consultas e cirurgias eletivas. Quando o paciente chega o médico encontra-se em férias ou qualquer outro motivo. O paciente vai embora sem ter sido comunicado.
  5. Sem sequência nos exames de mamografia: um dia faz 40 exames e no outro cinco ou seis.
  6. Exames de Raio X passando mais de 30 dias para o laudo:
  7. Falta de leitos da UTI pode levar à perda das cirurgias cardíacas por não cumprir a cota pactuada. Uma luta enorme da região para conseguir, e que nós poderemos perder
  8. Mais de 60 municípios catarinenses que recorrem ao HTR somam uma população de mais de 800 mil pessoas.
  9. Levantamento feito agora em 25/08, mostra que temos mais de 7 mil cirurgias eletivas represadas na região.
  10. Profissionais tendo de reduzir o número de cirurgias por falta de leito, e temos ali leitos fechados.
  11. Isso tudo, sem falar nos óbitos de pacientes por falta de leito de UTI aguardando vaga na emergência.

 

“Pelos dados retirados do Portal Transparência serão R$ 325 milhões a menos, e a continuar na tendência atual, em relação ao ano passado, com o acréscimo de aproximadamente R$ 4 bilhões e meio na arrecadação.  Questão do dinheiro, secretário, nunca tem, mas sempre tem desde que se defina prioridades. O que a Amures pede é que defina a abertura da torre do HTR como prioridade”, lembrou Manfrói trabalhou na Saúde (foi diretor financeiro da Secretaria estadual da Saúde no governo Raimundo)

Savian receberá capacitação no Programa Renova Cidades

O professor universitário de Lages Moisés Savian foi selecionado e fará parte do grupo de 60 catarinenses que receberão capacitação e formação do Programa Renova Cidades. Foram 31 mil inscritos em todo o país. Essa é a segunda edição da seleção pública de estudantes do RenovaBR. Em 2017 e 2018 o programa selecionou e capacitou diversas pessoas tendo contribuído na eleição de 17 lideranças como deputados estaduais, federais e até um senador.

Para Savian essa é uma grande oportunidade para se capacitar para ser um agente público. Ele destaca que “a complexidade da gestão pública exige muito conhecimento e é isso que busco no RenovaBR, conhecimento para melhorar a vida das pessoas da nossa cidade.”

Ressonância magnética do Tereza Ramos não será consertada

É de conhecimento de todos que o aparelho de Ressonância magnética do Hospital Tereza Ramos está desativado desde abril.  Os exames estão sendo contratados na rede privada tanto aos pacientes internados quanto aos da clínica de oncologia.

Pela justificativa dada pelo secretário estadual de Saúde, já foi adquirido um novo equipamento que ficará na nova torre.

Este que está parado hoje precisaria de conserto, mas não foi encaminhando porque pela data de validade, até o final deste ano não não poderá mais ser utilizado. Portanto não adianta consertar, até mesmo o local onde fica hoje teria de ser reformado.

 

“Não viemos aqui dar desculpas”, disse Zeferino

O vereador Jean Pierre (PSD) questionou o secretário Zeferino se os equipamentos já adquiridos para a nova torre não corriam o risco de perderem a garantia até a ativação.  Ele respondeu que o prazo passa a correr a partir de sua instalação. Hoje todos ainda estão encaixotados. Entre estes equipamentos está o maior e mais moderno tomógrafo que não existe em nenhum outro hospital de SC.

“Não viemos aqui dar desculpas, nosso objetivo aqui é tornar as coisas claras. A preocupação com saúde é de todos. Inclusive a minha!”, disse Zeferino.

Foto: Nilton Wolff

Citou também que no que diz respeito a calendário para entrega da obra “vem ainda da época em que o vereador Lucas era da imprensa, quando já se pedia um calendário. Já é uma demanda antiga”. Disse o secretário para lembra que a obra já era para ser entregue ainda em 2015.

Com relação a auditoria, Zeferino destacou que ela precisa ser realizada antes da obra ser finalizada. Uma vez esta estando finalizada, tem um prazo legal de 90 dias para recepção final.

“Se eu faço uma auditoria depois que ele for entregue este prazo se exígue e deixa de ter tempo cabível para resolver pois pode envolver recurso público, no sentido de montante a ser devolvido e até sujeito a não ser mais pago por conta de que já foi realizado”.

O que disse o secretário com relação ao prazo de ativação da nova ala

Foto: Nilton Wolff

“Com relação a pergunta que não quer calar e o motivo de estarmos aqui. O que podemos dizer é que nós trabalhamos com prazo de que a auditoria e tudo esteja realizada até o final de 2019. Como nós ainda temos alguns equipamentos que estão em processo de compra, da ordem de R$ 13 milhões, acreditamos que o processo licitatório uma vez realizado, não significa que seguirá o trâmite normal, pois pode sofrer impugnação. Mas acreditamos que os equipamentos já estejam disponíveis no primeiro semestre do ano que vem, pois não são de produção em série – a empresa produz baseada em uma demanda de compra. A nossa ideia de ativação daquela ala nova, através de etapas, estaria programada a partir do segundo semestre do ano que vem. Se for possível antes, obviamente não haveria o porquê de estarmos protelando”, disse o secretário da Saúde, Helton Zeferino.

 

Vereador Lucas não quer revelar ainda qual partido deve aderir para concorrer a prefeito

Vereador Lucas Neves em entrevista ao Jornal Correio Lageano:

Há conversas que o senhor pretende mudar de partido, que teria recebido propostas do MDB, PRB, Podemos e Democratas. O senhor quer mudar de partido, para um que seja mais adequado a sua visão política?

Eu acho que isso não é mais segredo para ninguém, não há conversas, fui eu mesmo que falei na imprensa, vou mudar de partido. Partido se fosse bom não se chamava partido, isso é importante eu dizer, preciso de uma sigla para concorrer no ano que vem ao cargo de prefeito. Esse é o meu objetivo, não vou mais concorrer a vereador. Agora, por qual sigla vai ser? Neste momento estou avaliando diversas possibilidades, entre elas, essas que você citou. Inclusive, posso te dizer que a sigla para onde vou você nem citou na sua lista [A Colunista Olivete Salmória informou que será o PSL, o vereador, não confirma], este é o encaminhamento. E não estou buscando nada a respeito de alinhamento ideológico, estou buscando aquilo que seja bom para a cidade e que nos dê as melhores condições para que ‘a gente’ possa concorrer no ano que vem.

O senhor quer ser prefeito no ano que vem, acredita que já tem experiência suficiente para o cargo?

Se eu acreditasse que não ‘tinha’ experiência, não iria me colocar como candidato.

O senhor pode revelar qual o partido que vai para se candidatar a prefeito?

Não. No momento certo vocês vão saber, vamos informar da maneira mais correta que definirmos, e a maneira mais correta que tenho sempre, é através das minhas redes sociais, temos lá os nossos seguidores e, se vocês acompanharem as minhas redes sociais, no momento que a gente fizer esse anúncio, também vão saber, junto com a população.

OBs: É fato concreto que o governador Carlos Moisés já chamou o vereador Lucas para conversar sobre eleições e houve o convite para Lucas ingressar no PSL.

Ex-prefeito Tungo colocou o outdoor da Nova Painel abaixo e protela entrega dos documentos

Consta que o  ex-prefeito de Painel, José Belizário de Andrade, o Tungo, atacou de motosserra para derrubar a placa do empreendimento Nova Painel.

O empresário responsável pelo empreendimento Hélio Ribeiro está inconformado e não consegue entender a atitude do ex prefeito ao derrubar a placa com extrema violência.

“ Gosto da cidade de Painel e da região serrana, por isso escolhi esse lugar que tem grande potencial para crescer, fiz grandes amigos e os moradores merecem todo meu respeito, mas essa atitude violenta que foi filmada e fotografada como troféu é inconcebível, já não bastava a votação ocorrida na Câmara de Vereadores, que foi colocado em votação para mudança de área rural para urbana, porém seu grupo (ex prefeito) não aceitou e votou contrário, mas o prefeito pode fazer uma PL, eu paguei o trabalho de topografia exigido por lei e com toda ajuda da Amures para transformar a área de Rural para Urbana e trazer o desenvolvimento para a cidade” comenta. O ex-prefeito é o proprietário do terreno e já recebeu parte do pagamento conforme contrato.

O empresário Hélio Ribeiro tem vários empreendimentos pelo estado e decidiu por este projeto em Painel porque a cidade está no roteiro das cidades mais frias do Brasil, além de estar ao lado de Lages, uma cidade de grande porte que conta com aeroporto e linha comercial.

No total deve investir R$ 20 milhões na cidade. As obras que estavam previstas para iniciarem no segundo semestre de 2019 com prazo de finalização até final de 2020, está comprometida devido ao atraso da entrega da documentação por parte do dono do terreno.

Hélio garante que as obras irão começar no primeiro semestre de 2020 e o término em 2021, gerando mais de 200 empregos diretos.

A Nova Painel terá 406 lotes, dois hotéis, uma fábrica de artefatos de cimento e uma rua coberta com lojas, bares e restaurantes e até heliporto

Provavelmente o que motivou esta reação do ex-prefeito Tungo tenha sido o fato de que o empresário pretende concorrer as eleições do ano que vem a prefeito de Painel se chocando com a pretensão política de Tundo que também quer voltar à prefeitura.

“O ex-prefeito Tungo se revoltou ao saber que deixei meu nome à disposição para ser o futuro prefeito de Painel e logo em seguida mudou os acordos que nós tínhamos em contrato, foi no local e derrubou a placa e está dizendo que não vai deixar sair a Nova Painel”, completou o empresário.

O eficiente trabalho da Sparta na localização de entorpecente

A cadela Sparta da PM é que descobriu que havia entorpecente no bocal do tanque de combustível em um veículo – uma F1000, de Missal (PR) que foi abordado, às 13h30, desta quarta-feira, na Br 282, pela Polícia Rodoviária Federal.

Diante disso, o veículo foi levado até uma oficina mecânica. A droga foi encontrada dentro do tanque de combustível: 27 tabletes de pasta-base de cocaína e cinco de crack.