Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

lages.png

 

unnamed_21.jpg

 

lages_parque_jonas_ramos_peq.jpg

 

Arquivo

 
21 Outubro 2017
Prefeitura gasta R$ 414 mil por ano somente com o serviço de vigilância eletrônica

Os arrombamentos de creches e unidades de saúde já estão se tornando corriqueiros. Há casos em que os larápios voltam ao local mais de uma vez em uma só semana.  Em algumas unidades a coordenação de Segurança e Trânsito mantém sistema eletrônico de vigilância, vigilância pessoal e até ronda em algumas delas.

Mesmo assim, o executivo Jacinto Bet reclama que “não temos dado conta de evitar todos estes arrombamentos. Esta é uma realidade que assola o país, mas estamos fazendo o máximo possível.” 

A prefeitura já manter contrato de vigilância monitorada com a Casvig (Orsegup) desde a administração passada e gasta R$ 414 mil por ano. Agora está sendo negociado com a empresa alguns ajustes, especialmente no sentindo de obter certas garantias com relação a segurança destes prédios, responsabilizando-a por alguns dos arrombamentos já que o serviço não está sendo eficiente, pois não consegue reduzir o número de tais eventos. 

Em todos os prédios municipais há o sistema de sensores de presença com alarme. Ao disparar acionam um vigilante motorizado (duas pessoas que fazem este serviço) que se desloca para o local e também comunica aos que fazem a ronda, mas infelizmente sempre chegam tarde. São 206 pontos monitorados. Tem locais com até 30 sensores de presença. Mas esses arrombamentos ocorrem em 3 a 4 minutos, porque os malfeitores vão com destino certo o que torna difícil a chegada da viatura em tempo de contê-los.

Jacinto10.jpg

“Mas há um dado interessante de que estes arrombamentos, roubos e danos causados ao patrimônio, se somados em um ano todo, não atingem o valor do salário de 10 vigias. Não é tanto os prejuízos financeiros como a sensação de insegurança que isso gera”, explica Jacinto.

“Só o fato de ter uma janela arrombada em sua casa dá uma revolta tão grande que você nem avalia o valor do prejuízo que, as vezes, nem é tão grande”, lembra. Hoje a prefeitura tem 90 vigias efetivos, já que os contratados foram dispensados. Só os contratados eram um total de 120. Com 90 vigias e 206 pontos para atender, a alternativa foi a adoção do sistema eletrônico.

Mas Jacinto não vê a situação com pessimismo, pois a tendência é modernizar com novos equipamentos e já estão sendo instaladas grades reforçadas em todas as janelas destes prédios públicos.

21 Outubro 2017
Batalha quer que a prefeitura confirme valores que o estado deixou de repassar para a saúde

Mauricio01.jpg

 

“Muitas matérias tem sido veiculadas e publicadas na imprensa a respeito dos repasses e dívidas da Secretaria Estadual da Saúde. As informações apontam R$ 768 milhões em dívidas. Só o município de Lages tem mais de R$ 3 milhões para receber desses repasses estaduais. Portanto, para esclarecer, gostaria de saber da Prefeitura se esse saldo corresponde ao divulgado, pois com esse valor vários procedimentos poderiam ser realizados, amenizando o problema da saúde no município”, justifica o vereador Maurício Batalha ao explanar seu pedido de informação questionando o executivo sobre os valores obrigatporios não repassados ao município.

Aprovado em plenário, o documento será encaminhado ao prefeito Antonio Ceron (PSD), que terá até 30 dias para responder aos questionamentos.

 

Última atualização em Sábado, 21 de Outubro de 2017 14:36
21 Outubro 2017
Águia 4 está sem operar desde setembro. Ainda aguarda a peça que virá da França

maxresdefault.jpg

O vereador João Chagas (PSC) fez uma moção reivindicando providências por parte do governo, em relação ao serviço de suporte aéreo da Polícia Militar. Para que o helicóptero Águia 4, volte a operar em Lages e região.

Sugere ainda a criação de um fundo emergencial para que não afete os serviços essenciais em momentos de crise, como no resgate e transporte de pessoas.

“Os serviços aéreos de Florianópolis, Joinville e Blumenau, que estavam suspensos e aguardavam manutenção ou contratação de seguro para voltarem a voar, já estão operando. Somente o helicóptero de Lages ainda está parado. Nossa região não pode continuar sem esse serviço”, enfatizou Chagas.

Desde setembro, o helicóptero Águia 4 não está operando.

 

 Em nota oficial, o governo estadual esclarece que a aeronave encontra-se parada devido à necessidade de manutenção programada e obrigatória para a troca de uma peça chamada FCU, que funciona como um carburador do helicóptero. O comando da 5ª Companhia do Batalhão de Aviação da PM já está providenciando o componente novo, que é fabricado na França e será importado de lá, e a promessa é de que nos próximos dias o Águia 4 voltará aos céus da Serra Catarinense.

 

21 Outubro 2017
Semana que vem a Infraero dirá se aceita ou não administrar o aeroporto regional

unnamed_46.jpg

O Aeroporto Regional de Correia Pinto foi o principal tema do Gabinete Itinerante realizado pelo deputado Gabriel Ribeiro na noite de sexta-feira, na Câmara de Vereadores de Correia Pinto.

O aeroporto está com todos os equipamentos prontos para operar. O governador terá agenda com o presidente da Infraero, Antônio Claret de Oliveira, na próxima semana, quando será acertado o ponto final desta história de quase duas décadas: a Infraero deverá assumir a administração do aeroporto.

O prefeito Celso Rogério destacou que a operação do aeroporto será a redenção econômica do município. 

 

Estrada de ligação entre Correia Pinto e Palmeira

unnamed_47.jpg

Outro ponto importante foi a ligação Correia Pinto-Palmeira, um trecho de quase 50 quilômetros para o qual se chegou a estudar a possibilidade de uma obra por meio de Parceria Público Privada (PPP). O público cobrou uma explicação. Gabriel Ribeiro disse que há dois problemas: com a PPP, a empresa fará a obra com o dinheiro que deixará de pagar em impostos.

Primeiro, ressaltou o parlamentar, o momento é de crise e o Estado teria que abrir mão de arrecadação. Segundo, o Tribunal de Contas tem se manifestado contrário às renúncias fiscais.

Depois, Gabriel Ribeiro relatou a série de pavimentações e restaurações que o Estado está fazendo da Serra Catarinense e, antes de começar uma nova obra, a prioridade é concluir as outras.

Fotos: Tarcício Poglia

 
 
20 Outubro 2017
Produtores concluem que é preciso buscar novas matrizes de truta para melhorar a qualidade da produção

unnamed_45.jpg

Nesta sexta-feira, 20, no Campo Experimental de Piscicultura da Serra, os técnicos da Epagri ouviram os piscicultores da região.

Neste encontro foram colhidas as demandas, as necessidades e as dificuldades para que seja aplicada uma linha de trabalho, especialmente nas pesquisas para a produção de truta em médio prazo, e mais rapidamente, contemplar a criação de outras espécies nativas como o jundiá ou a traíra.

Uma das preocupações abordadas em relação aos alevinos de truta é a constatação de que há casos de consanguinidade, e que estão prejudicando a cruza. Ou seja, há muita reprodução da espécie do mesmo sangue (de pai para filho, de irmão para irmão), fato que está diminuído o vigor dos peixes.

Pesquisa que poderá atestar a qualidade dos alevinos deverá ser feita, em breve, dentro do próprio Campo Experimental, ou em parceria com o Centro Agroveterinário (CAV), e assim, fazer um mapeamento genético para saber o grau de parentesco das espécies existentes na região.

“Nessa fase de melhoramento, se for preciso, vamos buscar novas matrizes de fora do Estado, ou até mesmo do País, se for necessário”, afirmou gerente da Epagri de Lages, Vilmar Francisco Zardo.

20 Outubro 2017
De janeiro a setembro foram criadas 409 novas vagas de emprego em Lages

unnamed_1.jpgunnamed2_2.jpg

Neste ano, segundo dados do Caged, Lages teve um saldo positivo do número de vagas criadas de janeiro a setembro. Um total de 409.

Proporcionalmente, o melhor desempenho ds cidades serradas é de São Joaquim com 381 vagas. Nos últimos dois anos Lages vinha com saldo negativo com mais demissões do que abertura de novas vagas. 

 

20 Outubro 2017
Hampel vai receber comenda nacional

Quem está sendo agraciado com uma comenda Nacional é o Ex-vereador e Coordenador da Defesa Civil Nacional, Mushue Dayan Hampel Vieira.

Os trabalhos e as ações que vem sendo desempenhados são diversificados e de grandes abrangência ultrapassando em algumas atividades as fronteiras do Brasil no Departamento sobre Prevenção e Preparação de Desastres.IMG_20171020_WA0044.jpg

unnamed_41.jpg

20 Outubro 2017
4.600 atletas participarão de 27 modalidades nos Jasc de Lages: veja a composição das chaves

 

A etapa estadual da 57ª edição dos Jasc será realizada de 3 a 11 de novembro, em Lages e é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, em parceria com a prefeitura e Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Lages. 

Participarão dos Jasc  4.600 atletas de 97 municípios disputando 46 troféus em 27 modalidades: atletismo, ciclismo, ginástica artística, ginástica rítmica, judô, karatê, taekwondo, natação, remo, tiro (armas curtas, armas longas e ao prato), triathlon, xadrez, basquetebol, bocha, bolão 16, bolão 23, futebol, futsal, handebol, punhobol, tênis, tênis de mesa, voleibol e vôlei de praia.

Confira como ficou a composição das chaves:

Basquete masculino

Período de competição 6 a 11/11. Local: G.E Ivo Silveira/G.E do C.A.V.

Chave A: Joinville, São José e Chapecó.

Chave B: Blumenau, Lages e Joaçaba. 

Chave C: Videira, Içara e Balneário Camboriú.

Chave D: Rio do Sul, Jaraguá do Sul, São Bento do Sul e Brusque.

Basquete feminino

Período de competição: 3 a 8/11. Local: G.E Ivo Silveira/G.E C.A.V.

Chave A: Chapecó, Joinville e Balneário Camboriú.

Chave B: Blumenau, Florianópolis, Rio do Sul e Itajaí.

Bocha masculino

Período de competição 3 a 5/11. Local: Canchas do Parque de Exposições.

Chave A: Chapecó, Blumenau, Salto Veloso e Gravatal.

Chave B: Timbó, Nova Trento, Dionísio Cerqueira e São Ludgero.

Chave C: Caçador, Ipira, Agrolândia e Lages.

Chave D: Criciúma, Santa Cecília, Xaxim e Joinville.

Bocha feminino

Período de competição 6 a 8/11. Local: Canchas do Parque de Exposições.

Chave A: Chapecó, Campos Novos e Trombudo Central.

Chave B: Itajaí, Jaraguá do Sul e Itapiranga.

Chave C: Blumenau, Quilombo e Timbó.

Chave D: São Ludgero, Florianópolis, Concórdia e São Carlos.

Bolão 16 masculino

Período de competição 9 a 10/11. Local: Pistas do Clube Caça e Tiro.

Chave A: Itajaí, Joinville, Caçador e Brusque. Chave B: Blunenau, Indaial, Timbó e Lages.

Bolão 16 feminino

Período de competição 8/11. Local: Pistas do Clube Caça e Tiro.

Chave A: Itajaí, Tubarão e Joinville.

Chave B: Blumenau, Caçador e Indaial.

Bolão 23 masculino

Período de competição: 3 a 5/11. Local: Pistas do Clube Caça e Tiro.

Chave A: Herval d’Oeste, Timbó e Lages.

Chave B: Rio do Sul, Curitibanos, Chapecó e São João do Oeste.

Chave C: Xanxerê, Joaçaba, Campo Alegre e Blumenau.

Chave D: Itajaí, ArroioTrinta, São José e Agrolândia.

Bolão 23 feminino

Período de competição: 5 a 7/11. Local: Pistas do Clube Caça e Tiro.

Chave A: Timbó, Chapecó e Seara.

Chave B: Itajaí, São João do Oeste, Rio do Sul e Blumenau.

Chave C: Lages, Xanxerê, São José e Rio Negrinho.

Futebol feminino

Período de competição: 3 a 8/11. Local Estádio Vidal Ramos Jr./Campo Amador/Vila Marista/Sesi.

Chave A: Lages: Chapecó, Tunápolis e Maravilha.

Chave B: Itajaí, São Carlos, Caçador e Lindóia do Sul.

Chave C: São José, Mondaí, Concórdia e Joinville.

Futsal masculino

Período de competição: 3 a 8/11. Local: G.E. Jones Minosso/G.E Clube Caça e Tiro/G.E Sesi.

Chave A: Itajaí, Armazém, Tubarão e Chapecó.

Chave B: Joinville, Bandeirante, Pouso Redondo e Curitibanos.

Chave C: Jaraguá do Sul, Blumenau, São Lourenço do Oeste e Joaçaba.

Chave D: Concórdia, Lages, Campos Novos e São Francisco do Sul.

Futsal feminino

Período de competição: 6 a 11/11. Local: G.E. Jones Minosso/G.E Clube Caça e Tiro/G.E Sesi.

Chave A: Brusque, Tubarão e Lages.

Chave B: Chapecó, Curitibanos e Joinville.

Chave C: Blumenau, Videira, Braço do Norte e Concórdia.

Chave D: Itajaí, Xaxim e Serra Alta.

Handebol masculino

Período de competição: 6 a 11/11. Local: G.E. Jones Minosso/Centro Serra.

Chave A: Itajaí, São Bento do Sul e Campos Novos.

Chave B: Chapecó, Saudades, Joaçaba e Içara.

Chave C: Blumenau, Xanxerê, Lages e Florianópolis.

Handebol feminino

Período de competição: 3 a 8/11. Local: G.E. Jones Minosso/Centro Serra

Chave A: Blumenau, Chapecó e Videira.

Chave B: Concórdia, Seara e Tubarão.

Chave C: Itajaí, Joinville, Treviso e Balneário Camboriú.

Punhobol

Período de competição: 8 a 10/11. Local: Campo do Clube Caça e Tiro

Chave A: Blumenau, Balneário Camboriú, Timbó e Lages.

Chave B: São Bento do Sul, Florianópolis, Rio Negrinho, Joinville e Pomerode.

Tênis masculino

Período de competição: 3 a 6/11. Local: Quadras do Serrano Tênis Clube/Quadras do Clube Caça e Tiro. 

Chave única

Brusque, Joaçaba, Indaial, Abelardo Luz, Videira, Lages, Campos Novos, Florianópolis, São Carlos, Caçador, Orleans, Rio do Sul, Itajaí, Morro da Fumaça, Joinville, Blumenau e Balneário Camboriú. 

Tênis feminino

Período de competição: 3 a 5/11. Local: Quadras do Serrano Tênis Clube/Quadras do Clube Caça e Tiro. Chave única.

Joinville, Lages, Blumenau, Florianópolis, Balneário Camboriú, Abelardo Luz e Itajaí.

Voleibol masculino

Período de competição: 3 a 8/11. Local: G.E AABB

Chave A: Concórdia, Braço do Norte e Pinheiro Preto.

Chave B: Chapecó, Xanxerê e Gaspar.

Chave C: Blumenau, Curitibanos, São José e Pouso Redondo.

Chave D: Itajaí, Lages, Pinhalzinho e Joinville.

Voleibol feminino

Período de competição: 6 a 11/11. Local: G.E. Colégio Santa Rosa.

Chave A: Chapecó, Brusque, Lages.

Chave B: Blumenau, Pinhalzinho, Joinville e Morro da Fumaça.

Chave C: Florianópolis, Videira, Curitibanos e São Lourenço do Oeste.

Última atualização em Sexta, 20 de Outubro de 2017 14:06
20 Outubro 2017
Previsão para segunda-feira: pode haver geada

unnamed_39.jpg

Temperatura muito baixa ao amanhecer e amena de tarde. Mínimas 1/8°C na maior parte do Estado, entre 5/12°C na maior parte do litoral e boa parte do vale do Itajaí e entre -3/0°C em vários pontos do topo da serra, baixadas e vales, geada forte isolada.  Máximas entre 18/22°C na maior parte de SC, 15/18°C no topo da serra/+ de 1300 m, 23/26°C em pontos do vale do rio Itajaí. Risco de geada em várias áreas de lavouras e pomares do oeste, meio oeste, centro e planalto sul, mais nas áreas acima dos 600/800 m, sendo moderada a forte pontual acima dos 900/1100 m e forte no topo da serra. 

Climaterra

 

Última atualização em Sexta, 20 de Outubro de 2017 13:55
20 Outubro 2017
Já chegaram os móveis da nova delegacia

download.jpg

O prédio da nova delegacia na esquina das avenidas Carahá com a D. Pedro II já está pronto e só aguardava ajardinamento e os móveis para sua inauguração.

Os móveis começaram a chegar na terça-feira, portanto a inauguração deve acontecer em breve.

Início  |  « Anterior12345678910Próximo »  |   Fim