David Moro pode ficar inelegível por oito anos

No último dia 5, foi proferida uma sentença contra o vereador David Moro (MDB) que se for confirmado em segunda instância (pois acredito que deverá recorrer), ficará inelegível por oito anos. Foi condenado a pagar uma multa de três vezes o seu vencimento (cerca de R$ 26 mil) e ainda fica proibido de fazer qualquer contrato com o poder público pelo prazo de cinco anos.

A ação foi movida pelo Ministério Público por improbidade administrativa. Refere-se ao envolvimento de seu filho que foi detido “em inflação análoga ao crime de tráfico ilícito de entorpecente”, com quem foi encontrado um aparelho celular Iphone de propriedade da Câmara de Vereadores que estava à disposição do vereador David Moro.

Na época, ao ser interpelado, o vereador sustentou que havia deixando o celular guardado dentro do guarda-roupa, uma vez que tinha dificuldade de manusear o Iphone e tirou o chip para colocar em seu próprio celular. O filho o encontrou e passou a usá-lo sem o seu consentimento. Alegou que foi “vítima da situação”. Ocorre que ao receber o aparelho celular o vereador tem de assinar um termo de responsabilidade.

Após o fato ocorrido em agosto de 2016, o Iphone foi devolvido à Câmara, mas sem o chip e o próprio aparelho apresentava alguma avaria. Na sentença, a juíza ainda faz a ressalva de que desconhece que, pela ação, o vereador David tenha passado por algum processo disciplinar dentro da Câmara, o que seria natural diante das circunstâncias. Mas ali nenhuma providência neste sentido prospera. A questão é de responsabilidade sobre a coisa pública e ai houve negligência e por isso, o vereador foi penalizado e poderá perder seus direitos políticos por oito anos.

Significa dizer que se a sentença for confirmada em segundo grau, David estará fora das eleições do ano que vem. Foi em vista desta ação que o vereador já havia se ausentado da mesa, onde ocupa o cargo de 1º secretário, sob a alegação de que estaria com problema de garganta.

Grande incêndio em São Joaquim

Um incêndio de grandes proporções atingiu o depósito de bins empresa Serra frutas em São Joaquim. O fogo por volta das 18h00min. Havia queima de campo aos arredores da empresa. O depósito contém quase 5 mil unidades de bins e o corpo de Bombeiros teve grande dificuldade no deslocamento por conta de um outro incêndio em campo na localidade do Boava há mais de 15km da Serra Frutas que está localizada na área industrial de São Joaquim.

https://saojoaquimonline.com.br/bombeiros/2019/08/17/incendio-de-grande-proporcao-consome-deposito-de-bins-na-serra-frutas-em-sao-joaquim/

Odila: “minha equipe é técnica e competente”. Não foi cometido nenhum ato ilícito, diz ela

Falando a respeito do conteúdo do relatório final da CPI do Pronto Atendimento ao Correio Lageano, a secretária da Saúde, Odila Waldrich disse que as acusações são muito graves e que os supostos crimes precisam ser provados. 

A CPI está pedindo a sua exoneração, como de duas outras funcionárias da saúde. A secretária afirma que é o prefeito que vai avaliar se alguém será exonerado. 

Odila frisa que está com a consciência tranquila, pois sabe que não cometeu ato ilícito. Conta que em janeiro, ela e sua equipe descobriram o desvio de medicamentos e na época foi registrado um boletim de ocorrência na delegacia.

Além disso, abriu uma sindicância interna para apurar o ocorrido e responsabilizar os autores. “Minha equipe é técnica e competente. O que temos que fazer agora é esperar a investigação do Ministério Público, que é o órgão capaz de investigar”.

Sobre os casos de homicídio culposo (que não há intenção de matar), em que alguns médicos são acusados pela CPI, a secretária destaca que esses crimes precisam ser provados. “São acusações graves, que necessitam de provas. Os médicos já buscaram seus advogados e nós também”.

A Polícia Civil de Lages também contará com ajuda de cães

O novo delegado regional, Fabiano Schmitt informou em entrevista ao Correio Lageano que já está em andamento com a possibilidade de ser implantado até o final do ano, de um canil da Polícia Civil. Entende que isso agregará valor às investigações.

“Nas buscas de apreensão, o cachorro é um gênio imprescindível”, diz ele. O projeto do canil não é apenas para procurar entorpecentes mas também para localizar pessoas desaparecidas. Hoje são bem conhecidas as habilidades do cão para tais ações. 

Marcius quer criar um um Fundo Estadual de Proteção Animal

No encontro que reuniu os deputados estaduais na Casa D’Agronômica, na quarta-feira (14), o deputado Marcius Machado (PL) apresentou a proposta ao governador Moisés da Silva (PSL) para a criação de um Fundo Estadual de Proteção de Animal.  

O parlamentar já havia solicitado ao secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino, um estudo de viabilidade da criação do fundo, ele explica que a conversa com o governador reforça sua busca pelo bem-estar animal.  

“A proteção aos animais é um avanço, não podemos mais ver agressões ou maus-tratos e simplesmente fingir que o problema não é nosso. A responsabilidade é de todos, conto com o apoio das protetoras e do próprio governador para conquistar o melhor para os nossos animais”, enalteceu o deputado Marcius.  

A criação de um fundo estadual de proteção e bem-estar possibilitará a captação de recursos para ações voltadas à causa, através da implementação de políticas públicas com diversos fins, como evitar o atropelamento de animais silvestres, castrações e também as medidas preventivas de zoonoses e outras moléstias em relação aos animais abandonados.

A melhoria da BR 282 foi abordada durante o café da manhã com Bolsonaro

“Mostramos ao presidente e também ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, a necessidade de melhorias na BR 282 entre Florianópolis e Lages, onde as colisões frontais e a dificuldade de transitar na rodovia são muito acentuadas, inclusive destinamos recursos orçamentários para este trecho por meio de uma emenda parlamentar para o ano de 2020”, ressalta Carmen Zanotto, após participar, juntamente com a bancada catarinense, do café da manhã com o presidente Bolsonaro, nesta quinta-feira.

Além de melhorias na BR 282, a deputada reforçou a necessidade da federalização da rodovia Caminhos da Neve, que liga a Serra catarinense ao Rio Grande do Sul, em especial a ponte das Goiabeiras.

Como parlamentar da área da saúde, a  deputada Carmen Zanotto apresentou ao presidente Bolsonaro  a situação dos tetos financeiros e do “per capita”, pois Santa Catarina comprovou que teve um teto financeiro estourado, parte desses recursos foram recuperados, mas ainda existe um crédito.

“Continuaremos com a pauta das diferenças per capitas entre os três estados do Sul. Santa Catarina está fazendo a sua parte, portanto, precisamos do devido reconhecimento e dos recursos necessários para fazer frente aos exames de média e alta complexidade, assim como os procedimentos de cirurgia e oncologia e do total de serviços prestados sendo remunerados devidamente”, conclui a parlamentar.

Entre os pedidos da bancada catarinense estão as obras de infraestrutura rodoviária, com prioridade para as BRs 470, 282, 280, 163 e 285; além de Contorno Viário da Grande Florianópolis; e barragens de contenção de cheias.

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni; do Gabinete de Segurança Institucional, General Augusto Heleno; da Secretaria de Governo, Eduardo Ramos; da Secretaria da Presidência da República, Jorge de Oliveira também participaram da reunião.