Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

251.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
22 Outubro 2018
Merísio anuncia mais um nome de seu secretariado
Candidato a governador pelo PSD, Gelson Merisio anunciou mais um nome técnico que irá compor seu governo caso eleito no dia 28 de outubro.
 
É a doutora Cristina Pires Pauluci, médica especializada em gestão, que liderará a pasta da Secretaria da Saúde.
 
Aos 44 anos, casada e mãe de dois filhos, Cristina é servidora de carreira da Secretaria de Estado da Saúde desde 2014. Atuou como médica reguladora e intervencionista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), onde também foi gerente estadual.
 
O anúncio foi feito em primeira mão a representantes da classe médica catarinense em um almoço na Associação Catarinense de Medicina (ACM) nesta segunda-feira.
 
“Estaremos muito bem atendidos se a Cristina chegar a ser a secretária. Gostamos muito do trabalho dela”, Cyro Soncini, avaliou o presidente do Sindicatos dos Médicos.
 
 
Última atualização em Segunda, 22 de Outubro de 2018 21:41
22 Outubro 2018
Lucas e Samuel gravaram apoio a Gelson Merísio
22 Outubro 2018
Entrega da ordem de serviço da revitalização foi adiada

Não vai mais acontecer amanhã, dia 23, a entrega da ordem de serviço para a revitalização do centro de Lages.

O prefeito Antônio Ceron achou melhor que isso aconteça após as eleições, possivelmente em um sábado, para também beneficiar o comércio. Ainda não há uma data precisa.

Mas, independentes disso a empresa Terra já pode ir trabalhando no local. A empresa vencedora da obra também ficará encarregada da demolição do ginásio do antigo Colégio Aristiliano Ramos que ainda está em pé.

A proposta é aproveitar o material para a construção de canchas de bocha próximo ao Ginásio Jones Minosso. Aliás, não sei se esta ideia continua valendo. Ela foi lançada quando da realização dos Jogos abertos.

22 Outubro 2018
Mobilização em prol da construção de um hangar para o Águia 4

Informamos semana passada que o governo do estado estava devendo o aluguel do hangar do aeroporto Correia Pinto, ocupado pelo helicóptero Águia 4 e recebeu uma notificação recentemente pedindo a desocupação. A dívida chega a mais de R$ 120 mil. Como o aluguel fica em torno de R$ 12 mil/mês, acreditamos que estaria inadimplente há 10 meses.

O secretário Regional, Juarez Mattos diz que a situação está sendo resolvida, mas há quem tema que o helicóptero poderá até ir para um hangar de propriedade do governo em Monte Carlo, que estaria inclusive desocupado e já foi ventilada a possibilidade do Águia 4 ir para lá. Para o deslocamento até Lages levaria cerca de 40 minutos. Subiria muito o custo para o abastecimento. Se já tem dificuldade para se deslocar estando aqui, muito mais reduzida seria a sua ação estando a tal distância.

 

MauricioBat.JPG

O vereador Maurício Batalha (PPS) está participando da articulação para que seja construído aqui um hangar para o Águia 4, ocupando um espaço junto às instalações do Polícia Ambiental, no bairro Universitário, onde está também a cavalaria da PM. Já existe inclusive um projeto prevendo uma construção mais moderna, em containers, que possibilita a rápida mudança, se necessário.

Com cerca de R$ 400 a R$ 500 mil já seria possível a implantação deste hangar, segundo Maurício. Ele está levando a ideia à deputada de seu partido, Carmen Zanotto e ao senador eleito Jorginho Melo para ver se há possibilidades de obter recursos de emendas para a construção deste hangar.

“Não podemos perder um equipamento destes que presta serviço não apenas na área de segurança, como na saúde, deslocando pacientes e na área ambiental”, salienta Maurício.

 

Comandante da 5ª Cia de Aviação, tenente coronel Antônio Fernando Pinheiro deverá ser removido para Florianópolis em breve e o major Marcos Paulo Rangel assumirá o comando aqui e já está acompanhando estas soluções.

22 Outubro 2018
Previstas mudanças no secretariado de Ceron

Há quem fale que o prefeito Antônio Ceron irá promover uma mudança no secretariado até o final do ano ou na entrada do terceiro ano da administração, crucial para dar um novo norte a algumas pastas que não deslancharam até agora.

Muita especulação nos bastidores após as eleições. Entre estas especulações estaria a de que tentaria trazer um representante do MDB para o secretariado. Obviamente que não significa aí o comprometimento do partido com a administração atual. O convite não passa pelo partido.

David2.JPG

E teria sido feito diretamente ao vereador David Moro, que tem adotado um comportamento isolado da orientação do diretório. Ele que, como funcionário público já atua no setor da Habitação, teria recebido convite para assumir esta pasta, na possibilidade do desmembramento da Assistência Social.

Davidprefeitura.jpg

Vemos, inclusive, que o vereador tem acompanhado algumas ações da prefeituira como esta da entrega da horta comunitária, no bairro Habitação.

O certo é que este enxugamento da máquina com a junção de algumas pastas não deu muito certo, especialmente nesta área e também no Desenvolvimento Econômico e Turismo. Uma acaba sendo engolida pela outra. Este arranjo também serviria para garantir a eleição do atual líder do governo, Gerson Omar dos Santos como presidente da Câmara, que deverá ocorrer em dezembro.

Gerson_dosSantos.JPG

Apesar de que parece bem encaminho o cumprimento do acordo firmado no início desta gestão que loteou os quatro anos entre Aidamar Hoffer (PSD), Luiz Marin (PP), Gerson dos Santos (PSD) e por último Lucas Neves (PP).

Pelas contas de analistas de plantão, ele teria garantido 12 votos. Mas, como a oposição tem a metade das cadeiras (oito) poderia, se quisesse, cooptar mais um e garantir a eleição de um outro presidente.

 

thiago0.jpg

Nos bastidores se fala até em convite que teria sido feito ao vereador Thiago Oliveira para ocupar a vaga de líder do governo. O vereador nega que tenha havido qualquer convite neste sentido.

Até a data da eleição muita especulação, algumas até desmedidas, deverá circular no submundo da política local também em relação a reforma do secretariado.

Última atualização em Segunda, 22 de Outubro de 2018 22:01
22 Outubro 2018
Prefeito mandou abrir processo administrativo sobre dados do portal transparência

0_11.jpg

Depois de um longo discurso falando a respeito do quanto afeta a vida e os familiares dos homens públicos quando saem acusações pela imprensa, o prefeito Antônio Ceron observou que determinou abertura de processo administrativo para apurar a questão dos gastos com cartões corporativos e deu prazo de 30 dias (tempo recorde) para a conclusão. Disse que confia em seu secretariado e que se quiserem atacar que façam contra ele que já tem bastante experiência nesta lida. Atribui as críticas a adversários que tentam desestabilizar sua administração.

0_12.jpg

De qualquer forma o secretário de Planejamento e Obras, Claiton Bertolluzi reiterou que nunca esteve na Flog’s Pastelaria e que a compra de pastéis foi com o cartão de Suplemento de Fundos, para uma homenagem dos Dia das Mães, às funcionárias da pasta, que inclusive foi noticiado.

De fato, esta informação contida no Portal Transparência foi alterada após a divulgação. A Flog’s foi substituída pelo nome de um outro restaurante.

Já o secretário de Administração e Finanças, Antônio Arruda, disse que o Portal Transparência não dispõe de espaço para especificar as informações e por isso é que acabou sendo divulgada informação errada.

Mas diz que basta lhe solicitar a informação que no mesmo dia ele expede a nota detalhada da despesa. O que tentei explicar é que o portal visa a transparência das contas públicas, portanto não se permite que divulgue dados errados, trocados ou confusos

A imprensa não tem por que duvidar das informações que lá constam. Se houver dúvida sobre o que lá está é porque não está cumprindo sua função.

 

Última atualização em Segunda, 22 de Outubro de 2018 16:47
21 Outubro 2018
Nota de Esclarecimento de Gilberto Roconi

Cartão Corporativo foi utilizado de forma regular e não em Lages

O superintendente da Fundação Cultural de Lages, Gilberto Ronconi, comunica que em respeito a denuncia ocorrida em programa de rádio nesta sexta-feira, dia 19 de outubro, sobre uso indevido de cartão corporativo, seguem os esclarecimentos:

Segundo os apresentadores do programa de rádio, o superintendente da Fundação Cultural teria usado o cartão para despesas em estabelecimento na cidade de Lages, mais precisamente no bairro Santa Helena.

Fato que não procede, o gasto foi realizado na cidade de Flores da Cunha, no estado do Rio Grande do Sul, após a participação da representação da Fundação Cultural de Lages e da Secretaria de Planejamento no 7º Congresso de Ativação das Praças do CEU (Centro de Artes e Esportes Unificados) realizado na cidade de Campo Bom em 12 de abril deste ano.

As despesas foram três refeições para dois funcionários da FCL e um da SEPLAN que representavam a Praça do CEU em Lages que é gerenciada através de gestão compartilhada pela FCL, Secretaria de Assistência Social, Educação e Fundação de Esportes. O total dos custos das três refeições é de R$ 65,00 (nota em anexo).

Acreditamos que tenha sido um equívoco por parte dos denunciantes, uma vez que os estabelecimentos têm nomes parecidos, mas em cidades distintas.

Certos que agimos dentro da legalidade, estamos disponíveis para mais esclarecimentos através dos nossos telefones ou diretamente na Fundação Cultural de Lages.

Atenciosamente,

Gilberto Ronconi

Superintendente da Fundação Cultural de Lages

0_10.jpg

21 Outubro 2018
TSE confirma decisão que permite a Merisio pedir apoio ao Bonsonaro
 
O ministro Jorge Mussi, do Tribunal Superior Eleitoral, confirmou decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina e negou pedido de suspensão das postagens de apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro nas redes sociais do candidato a governador Gelson Merisio, da coligação "Aqui é Trabalho".
 
Em sua decisão, Mussi, que é corregedor-geral da Justiça Eleitoral, diz:
 
“Como afirmam os próprios autores da cautelar, a propaganda em tese irregular consiste em postagem veiculada por Gelson Merísio em sua página na rede social facebook, com sua fotografia e a de Jair Bolsonaro, contendo a frase ‘melhor para SC’, acompanhada dos respectivos números de campanha. Em juízo perfunctório, entendo que a referida publicidade, tal como realizada, não contém afirmação sabidamente inverídica, visto que se limita a consignar que aquelas seriam as melhores candidaturas para os cargos de Governador de Santa Catarina e de Presidente da República (...).”
 
21 Outubro 2018
Maior manifestação da campanha foi em Joinville

Join.jpg

A caminhada em defesa ao Brasil, apoio a Jair Bolsonaro e Comandante Moisés, levou pessoas de diversas cidades da região que, lotaram as ruas de Joinville.

O domingo que antecede o fim de semana das eleições do segundo turno no Brasil e em Santa Catarina, foi marcado por uma gigantesca mobilização. Joinville, a maior cidade catarinense, foi a escolhida por Comandante Moisés para abrir a agenda da última semana de campanha.

Mesmo não sendo conhecido na época, ele obteve 39,16% dos votos a seu favor em Joinville. 

No Brasil inteiro milhares de pessoas sairam às ruas hoje em prol de Bolsonaro. Em Lages também houve manifestação, embora, tímida como sempre.

0_9.jpg

 

TRE determina a remoção de pesquisa ‘Fake’ 

Acatando pedido formulado pelo candidato ao Governo de Santa Catarina, Comandante Moisés, e sua sigla partidária, Partido Social Liberal (PSL), o juiz Jaime Pedro Bunn, deferiu medidas liminares determinando que a Coligação “Aqui é Trabalho” e candidato Gelson Luiz Merisio, além de outros representados, se abstenham de divulgar os resultados de uma pesquisa eleitoral ‘fake’, que começou a circular nas redes sociais, no mesmo dia em que o IBOPE divulgou sua pesquisa.

Na pesquisa falsa, sem registro na Justiça Eleitoral, Merisio aparece à frente de Comandante Moisés, situação que chamou atenção do juiz relator: “Ademais, chama a atenção que a peça atacada tenha surgido, segundo consta, logo após a divulgação da pesquisa registrada sob n. SC-08537/2018, que apresentou resultado diverso e favorável ao candidato representante (Moisés)”, destacou.

Uma das páginas na qual a pesquisa falsa foi divulgada pertence a um Diretório Municipal do PSD, partido do candidato Gelson Merisio, sendo que a liminar também determinou a imediata remoção do conteúdo.

 

REPÚDIO: FAKE NEWS

O Partido Social Liberal, juntamente com o seu candidato ao Governo de Santa Catarina, Comandante Moisés, vem a público repudiar o vídeo que circulou nesta sexta-feira (19) nas mídias sociais, utilizando as logomarcas PSL e Comandante Moisés 17, sem ter sido criado pela sigla ou coordenação de campanha e, também, sem a autorização dos mesmos. Tanto o PSL, quanto Comandante Moisés, condenam veemente essa prática. O processo, de número 0602089-42.2018.6.24.0000, ajuizado no TRE-SC, tem o objetivo de apurar os responsável pela produção e disseminação do vídeo.

 

“Há muitos boatos a respeito de vários assuntos, como futuras composições de governo, acordos políticos, apoios que darei ou não darei. Enfim, vejo que esta forma de uso das redes sociais é um desserviço à democracia e serve apenas para confundir e atrasar o eleitor que busca analisar ambos lados e escolher o melhor para o Estado e país”, declara Comandante Moisés, falando dos motivos que o levaram a se manifestar 

 

 
Última atualização em Domingo, 21 de Outubro de 2018 23:22
20 Outubro 2018
Vereador do Cerrito sugere que a Serra adote slogan das Leoas nos documentos oficiais
Início  |  « Anterior12345678910Próximo »  |   Fim