Governador e entidades constroem uma nova proposta para os agrotóxicos

Após reunião na Casa d’Agronômica, nesta quinta-feira, 21, com entidades ligadas ao agronegócio catarinense, o governador Carlos Moisés propôs uma nova regra de transição para a tributação de agrotóxicos no estado. Os produtos seguem isentos de ICMS até 31 de dezembro e, a partir de janeiro de 2020, o imposto passará a ser por grau de toxicidade. O objetivo é promover o uso consciente dos produtos na agricultura em função do seu potencial tóxico para o meio ambiente e a saúde pública. 

“Ouvimos as reivindicações e, com equilíbrio, construímos uma alternativa que atende o setor produtivo e à sociedade, que apoia a produção de alimentos mais saudáveis. Entendemos que o prazo é necessário para que os agricultores possam ter o período de safra para a adaptação com as novas regras”, disse o governador.

A proposta é que os agrotóxicos sejam classificados em seis categorias, com variação na carga tributária de acordo com o grau de toxicidade. Os produtos alta e extremamente tóxicos não teriam redução na base de cálculo e permanecerão na faixa vermelha, com 17% de ICMS; já os que são moderadamente tóxicos, inseridos na faixa amarela, terão 12%; na faixa azul, há os produtos pouco tóxicos, cuja carga tributária será de 7%, e os improváveis de causar dano agudo, com carga de 4,8%; por fim, isentos de ICMS estarão os produtos biológicos e os bioinsumos, incluídos na faixa verde. 

Isso foi bom, mostra que dá para dialogar com o governador. Não é radical!

Luiz Marin também deverá deixar o Progressista

É evidente que o vereador Luiz Marin está desconfortável dentro do Progressistas, uma vez que o presidente, o vice-prefeito Juliano Polese já lhe deu mais de uma rasteira em suas pretensões. A informação que circula nos bastidores é de que deve também mudar de sigla assim que der. Aliás o Progressistas deverá perder seus dois atuais vereadores: Marin e Lucas Neves.

Para que partido deve se mudar o Tio Marin? Há quem diga que o PV já lhe formulou convite, mas devem surgir outros.

Feira da Expolages já está com 90% dos estandes comercializados

A pouco mais de 50 dias para a Expolages 2019, a Associação Empresarial de Lages está com cerca de 90% dos estandes da feira multissetorial comercializados. De 10 a 13 de outubro, o Parque de Exposições Conta Dinheiro, em Lages, abrigará empresas dos setores da pecuária, indústria, comércio e serviços que apresentarão aos visitantes o potencial da economia da Serra Catarinense.

A frente da ACIL desde 2016, o empresário Sadi Montemezzo destaca que sua gestão buscou dar uma visibilidade maior à feira multissetorial da Expolages, adotando um layout diferenciado e um novo conceito. “Focamos na exposição de produtos e serviços, em mostrar para o público o que é produzido e oferecido em Lages e região. A ideia foi oportunizar possibilidades de novos negócios”, frisou o presidente da ACIL.

Câmara abriu processo contra Moro, mas a mesa arquivou por considerar a denúncia improcedente

Depois de relutar em deixar o cargo na mesa e o presidente da Câmara, Vone Scheuermann ameaçar até a abrir processo contra ele, o vereador David Moro acabou entregando ofício pedido seu afastamento.

Há que se considerar também que este não é o único processo contra o vereador David Moro. Responde por outro processo referente a regularização fundiária. Só no bairro Habitação existem quase 500 famílias que encaminharam o processo para escrituração dos terrenos através do vereador, pagaram cerca de R$ 900,00 (quando pode ser gratuito) e até agora não receberam as escrituras. Situação do vereador é mesmo complicada.

Hoje o repórter Daniel Goulart foi em busca de informações sobre o processo disciplinar que a Câmara moveu contra David, na época em que a polícia descobriu o Iphone em poder do filho do Moro, em 2016. O relator foi o vereador João Chagas que o afastamento do vereador por 30 dias e o pedido de desculpa pública. Mas, a mesa da Câmara decidiu arquivar o processo sob a alegação de que  a denúncia era improcedente.

 

Tio Ligas vai instalar elevador no prédio do paço

O prefeito de Otacílio Costa Luíz Carlos Xavier – Tio Ligas, pretende instalar um elevador no prédio da prefeitura. Terá um custo de R$ 95 mil. Como a Câmara também funciona no mesmo local, a instalação do elevador será feito em parceria entre o Executivo e o legislativo.

“Para se realizar uma montagem de elevador predial é necessário que o edifício possua estrutura adequada para a instalação. É essencial que o engenheiro responsável pela obra realize uma análise da estrutura e da carga de energia, além de possuir um alvará de execução e aprovação”, relata Tio Ligas.  Por isso ele chamou, esta semana engenheiro e a empresa responsável para discutir a questão.

Já foram castrados cerca de mil cães e gatos este ano

De maio a agosto de 2019, a Prefeitura de Lages promoveu quatro mutirões de castração de cães e gatos.

Já foram efetuadas 955 castrações de cães e gatos de janeiro até hoje. “Neste mês de agosto este número passará de 1.000 e a estimativa é que chegaremos a 1.500 castrações de cães e gatos até o final do ano”, calcula o secretário Eroni Delfes.

“Em 2019 será batido o recorde de realização desta cirurgia animal, sendo que somente agora em agosto serão 300 castrações. O ano que mais procedimentos haviam sido realizados foi 2016, com 813 castrações”, afirma Delfes.

Secretário diz que já foi expedido pedido de conserto da ressonância

Foto: Mirella Guedes 

Uma das principais preocupações do serrano é o Hospital Tereza Ramos (HTR), especialmente quando se trata da nova ala que está com a obra praticamente concluída e sem funcionamento. O deputado estadual Marcius Machado (PL) esteve em reunião na terça-feira (20), com o secretário de estado da Saúde, Elton Zeferino. 

O secretário reconheceu a importância do HTR para toda a região serrana e afirmou que até o final desse semestre será realizada uma reunião com as lideranças locais para discutir sobre a abertura da nova ala. 

“Estamos estudando qual o melhor modelo para a gestão do hospital e para a contração das equipes que estarão atuando lá, após isso vamos marcar uma reunião com as lideranças para esclarecer as principais dúvidas sobre a nova ala”, explicou. 

Na oportunidade o deputado Marcius alertou o secretário que os equipamentos de ressonância e tomografia do hospital estão sem funcionamento novamente. “O problema começou em junho,  mês que o aparelho de tomografia também parou de funcionar. Há cerca de cinco mil exames de ressonância para serem feitos em Lages, não podemos deixar a saúde desamparada”. 

Zeferino pontuou que a ordem de serviço já foi expedida. “Já recebemos o pedido de conserto e também expedimos a ordem de serviço, mas ainda não temos um prazo para o reparo do equipamento”.