Nem adianta perguntar

 

Marcius Machado está indagando a prefeitura se existe algum projeto para a construção de uma passarela ligando o bairro Sagrado Coração de Jesus com o Fórum Nereu Ramos.

 

Pelo que sei, pelo menos existe a intenção, mas pode esquecer que não será nessa administração que se concretizará.

 

Aliás, esperávamos que nessas alturas do mandato, a prefeitura já começasse a finalizar algumas das obras iniciadas. Mas não há sinais disso.

 

Veja por exemplo que começaram as obras na Carahá para a construção da ponte ligando o centro até a rodoviária, mas também não está andando.

Ceron esteve com os candidatos do PSC

 

O PSC de Lages, que faz parte da coligação em prol das pré-candidaturas de Ceron prefeito e Sirlei vice, realizou um almoço nesta quarta-feira, com os filiados e seus 28 pré-candidatos a vereador.

 

Foto: Décio Batista

 

O encontro serviu para Ceron e Sirlei agradecer a todos pelo apoio e reforçar a mensagem que ele vem defendendo em favor de Lages.

 

“Estamos muitos felizes por tê-los conosco, o importante é levarmos aos lageanos nossas propostas e a certeza que queremos uma Lages forte” discursou Ceron.

Agenda do governador na sexta

 

Na manhã da próxima sexta-feira, 29 de junho, o governador Raimundo Colombo participará de dois eventos em Lages.

Às 8h30, será inaugurado o novo Pronto Atendimento do hospital infantil Seara do Bem.

E às 10h, na Acil, o governador autorizará incentivos fiscais para a instalação e ampliação de empresas no município.  

Obs: A inauguração da nova ala do hospital estava prevista para as 17h, e foi antecipada para às 8h30 em comum acordo entre a direção e o Governo.

O problema da TV Câmara

 

Segundo informação do Marcão, da TV Câmara, ele está tentando resolver o problema do som do canal desde segunda-feira.

 

O problema é com o equipamento da NET, quando conecta a TV Câmara. E a NET não permite que o pessoal da Câmara mexa nesses equipamentos. Está vindo um técnico da TVAL para resolver o problema em Lages.

Promotor que incomodou

 

A inconstitucionalidade da lei que trata da concessão do transporte coletivo em Lages foi argüida pelo Ministério Público, através do promotor Aurélio Giacomelli da Silva, quando ainda estava em Lages.

 

Esse promotor foi um dos mais atuantes em Lages, tanto que foi parar na Palhoça. Só não foi parar na Conchinchina porque o Ministério Público de SC não tem jurisdição por lá.

 

Marcius diz que não foi aumento

 

Marcius Machado observa que o projeto previa o reajuste, não o aumento dos vencimentos dos vereadores.

 

Mas, no final acabou se retirando o item que tratava do reajuste pelo INPC e o projeto acabou sendo aprovado.

 

É que a Câmara de Vereadores é obrigada, seis meses antes das eleições, fixar os salários do prefeito, vice, secretários e vereadores para a próxima legislatura.

 

Como ficou:

Os salários ficam os mesmos. Mas mesmo a lei não estabelecimento o reajuste pelo INPC, terão direito a ele, assim como também receberão o reajuste que os servidores municipais tiverem.

 

Quanto recebem:

 

Prefeito:  R$ 18 mil

Vice-prefeito: R$ 9 mil

Secretários e vereadores: R$ 7.400,00

 

 

 

Ainda sobre o reajuste….

 

Tem vereador que não se conforma com o que ocorreu. Estava tudo acertado nas comissões e quando foi à votação, Gean e Elói deram para trás.

 

E informam ainda que o Gean nem foi por causa do reajuste do INPC (que seria de 6%) mas por não concordar com o pagamento do 13º salário aos vereadores.

 

E ainda…. Observam que se fosse pago o valor que o vereador tem direito (75% do salário de um deputado estadual), os vencimentos iriam a R$ 10 mil

 

 

Será que foi estratégia?

 

Essa semana foi impossível acompanhar a sessão da Câmara através da TV Câmara. O som era péssimo. Não dava para entender uma palavra. Estranhei o fato de que em dois dias, ninguém acompanhou a transmissão para verificar que a transmissão estava péssima e consertar o problema.  Afinal, a Câmara gasta uma grana alta para manter no ar.

 

Tive de acompanhar através do site.

Vereadores querem reajustar salários

 

Na maior cara-de-pau, a mesa da Câmara colocou ontem em votação o reajuste salarial dos vereadores.

 

O processo era para ser muito rápido. O presidente já estava batendo o martelo, naquele ritmo de narrador de futebol (colocado em votação/quem estiver a favor permaneça como está…), quando o vereador Gean Vargas pediu espaço.

 

Foi ao microfone para dizer que votava contra. O mesmo fez, em seguida, o vereador Elói Bassin.

 

Aida Hoffer, Toni Duarte  e mesmo Marcius Machado se posicionaram a favor, dizendo que era apenas a correção do INPC.

 

Isso sem contar que já receberam o reajuste de 8% concedido aos servidores municipais.

 

Depois de todo o discurso de economia e congelamento de salários…..

 

Quem acredita em palavra de vereador?

 

Resultado….

 

 projeto foi retirado da pauta… Mas deve entrar novamente entre outras matérias para ser aprovada sem que sequer se perceba.

 

É hora do Observatório Social entrar em ação!