Marcius propõe abertura de CPI para averiguar o Pavisol

 

 

O vereador Marcius Machado informou que está colhendo assinaturas para instaurar uma CPI para apurar a respeito do Pavisol 2.

Disse isso na sessão de segunda-feira quando se discutia um pedido de informação de sua autoria para saber quantas ruas estão aguardando a execução das obras de pavimentação dentre desse programa.

A questão é que há muitos casos em que os moradores pagaram pelo serviço e não foi executado até hoje.  Entre outras coisas o vereador quer também saber para onde foi o dinheiro pago pelos contribuintes. Ele citou o caso de pelo menos duas ruas em que os moradores pagaram mais de 90% e a obra não foi iniciada.

O vereador Chagas contribuiu dizendo que no bairro Coral quatro ruas estão na mesma situação. Diante da proposta de CPI, vereadores da oposição entendem que precisa de casos mais concretos para justificar a medida.

Caso concreto me parece que há, mas não estou certa de que o assunto mereça uma CPI. Bastava um bom levantamento e o compromisso da prefeitura para que reúna esses moradores e esclareça quando e como as obras serão feitas. Tudo isso com o acompanhamento dos vereadores.

Também concordo que o Pavisol precisa ser revisto e até alterado, caso a falha seja mesmo do projeto. Muitos dos vereadores entendem que é hora do retorno das fábricas de lajotas. Só que não para esses casos. Esses pagaram pela pavimentação asfáltica e é isso que deverão receber.

Nova postura do Vereador Mendes

 

 

Aprovada mais uma sessão especial na Câmara. Agora para debater a destinação de resíduos da construção civil. Não é que o assunto não seja importante, mas até mesmo os vereadores se deram conta de que esse tipo de sessão e audiências já ultrapassou o limite ideal.

 

pastorMendes.JPG

Foto: Elisandra Pandin

O pedido é do vereador Pastor Mendes. Aliás, em sua estada anterior na Câmara o pastor não permanecia mais do que cinco minutos na sessão e raramente usava o microfone. Neste mandato está mais participativo até apresentando proposições.

 

Passarelas na BR 282

 

 

Depois de acompanhar o desenvolvimento das obras na BR-282, onde a duplicação no perímetro urbano possui extensão de mais de seis quilômetros e obter a informação de que há recursos junto ao Ministério dos Transportes para a construção de quatro passarelas na rodovia, os vereadores Anilton Freitas e Prof. Domingos, encaminham a moção legislativa 099/13 solicitando o projeto.

 

O documento aprovado na sessão deliberativa de terça-feira (16)), pede ao secretário Municipal do Planejamento e Coordenação Jorge Raineski que seja feito projeto para a construção de passarelas em tempo de o município receber os recursos.

 

As passarelas seriam implantadas na Rua Dom Pedro I e 2º Batalhão Rodoviário ligando o bairro Conta Dinheiro e Coral. Na Rua Campos Salles, ligando os bairros Santa Maria e Gethal, na Rua João José Godinho, ligando os bairros Frei Rogério e Passo Fundo e Avenida Edézio Caon, ligando os bairros Jardim Panorâmico e COHAB III.

Ginásios serão concluídos

 

2__2_.JPG

Foto: Fábio Ramos

 

O secretário Regional Gabriel Ribeiro esteve na Secretaria da Educação conversando sobre os ginásios que estão sendo construídos em nove escolas da região.

A secretária-adjunta, Elza Moretto, explicou que no ano passado a pasta precisou diminuir os valores dos repasses devido a dificuldades orçamentárias, e que uma programação foi feita para que a situação fosse normalizada a partir deste mês. Com isso, o ritmo das obras será acelerado.

“Com essa informação, trabalharemos com a meta de concluir todos os ginásios até o final do ano”, disse Gabriel Ribeiro.

LHS está costurando a polialiança

 

 

O senador Luiz Henrique está costurando uma ampla aliança para as eleições do ano que vem. Está chamando para a polialiança o PT e o PP em apoio a candidatura para reeleição de Colombo.

Tem argumento para convencer o PT: Dilma perdeu em  SC com  uma diferença de 500 mil votos e com essa aliança ela obterá uma diferença de um milhão de votos a seu favor.

Para isso tratou de convencer, em primeiro lugar, o seu partido, o PMDB, especialmente o deputado Mauro Mariani, candidato a candidato ao governo.

E já montou o esquema: Pinho Moreira assume o governo na desincompatibilização de Colombo e Mariani compõe a chapa de vice.  Sobra então a vaga ao Senado para a ministra Ideli. Afinal, ela mesma já contou que Dilma está sentido falta dela no Congresso.

Bradesco na Festa do Pinhão

 

O prefeito Elizeu Mattos esteve recentemente em Osasco (SP) onde manteve contato com a presidência da matriz do Bradesco.

 

Festa_do_Pinh__o___prefeito_fecha_parceria_com_Bradesco___encontro_com_dirigentes_do_Bradesco__1_.jpg

Foto: Nilton Wolff

Hoje o prefeito recebeu em seu gabinete dirigentes do banco em Santa Catarina. Um deles é João Alexandre Silva, diretor regional no Estado. Roberto Caieiro da Costa, gerente regional de Chapecó, e Luiz Fernando Duarte, gerente da Agência Centro de Lages, acompanharam o encontro, quando foi selada a parceria.

“Acertamos detalhes sobre a presença do Bradesco como um dos patrocinadores da Festa Nacional do Pinhão”, comentou Elizeu. “É uma parceria importante”, resumiu.

Presidente Nacional do PT Rui Falcão estará em Lages nesta sexta

 

 

 

O Partido dos Trabalhadores realiza na sexta-feira (19) em Lages o Seminário Estadual: Modo Petista de Governar e Legislar onde reunirá prefeitos, vices e vereadores eleitos pelo partido no pleito de 2012. O encontro será aberto pelo presidente nacional do PT Rui Falcão que fará uma análise da conjuntura internacional e nacional.

 

 

O objetivo do encontro é preparar o PT de Santa Catarina para as eleições de 2014. Para isso, a Direção Estadual partidária estabeleceu uma série de atividades para o primeiro semestre de 2013. Estão inseridas neste calendário as reuniões nas 33 microrregiões, a realização de um Encontro Estadual Extraordinário e o Encontro de Prefeitos, Vices e Vereadores desta sexta-feira.

 

Marta terá de pagar multa

 

 

O juiz da 93ª Zona Eleitoral (Lages), Antônio Carlos Junckes dos Santos, julgou procedente a Ação de Investigação Judicial Eleitoral interposta pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) contra Marta Regina Góss (PSD), ex-prefeita de Bocaina do Sul, condenando-a ao pagamento de R$ 32.243,50.
 
marta_goss.jpg
 
O motivo que gerou a condenação foi a demissão sem justa causa de sete funcionários temporários contratados pela prefeitura, durante o período vedado pela legislação eleitoral – que se inicia três meses antes do pleito e se estende até a posse dos eleitos.
 
O MPE argumentou que os servidores foram obrigados a assinar o Termo de Rescisão de Contrato, que constava que eles estariam pedindo a demissão e não que estariam sendo exonerados dos cargos, que foi o que de fato aconteceu.
 
 
A prefeita explicou que as demissões foram realizadas diante da necessidade de conter os gastos da prefeitura e que os servidores teriam sido contratados por tempo um determinado, que 

Refis vai beneficiar 12 mil contribuintes

 

 

Destacando a importância da aprovação da lei do Refis que foi aprovada pela Câmara, o procurador geral do Município, Fabrício Reichert explicou que hoje existem muitos processos que estão tramitando na Justiça para cobrança das dívidas para com a prefeitura, com valores tão pequenos que não se justificam. “Esses processos consomem um longo tempo e muitas vezes acabam custando até mais caro que o próprio valor inicial”, disse Fabrício. Explica que, mesmo sendo valores baixos, o município tem de ajuizar as cobranças.

 

Fabrício Reichert  - Progem_1.jpg

 

“Hoje temos aproximadamente 44 mil processos de cobrança impetrados; nossa perspectiva é reduzir em 30% este número com o Refis. Estamos falando em algo em torno de 12 mil processos que deixarão de tramitar na Justiça”

Fabrício Reichert

Procurador-geral do Município, na semana passada, quando a lei do Refis foi sancionada pelo prefeito.