Sugerida a implantação da fábrica de lajotas no presídio regional

Vereadores Osni Freitas (PDT), Amarildo Farias (PDT), Ivanildo Pereira (PSL), Bruno Hartmann (PSL) e Jair Junior (Podemos) estão pedindo a volta da fábrica de lajotas para facilitar a pavimentação de ruas.

Este projeto utilizado na administração de Fernando Coruja e Décio Ribeiro permitiram a pavimentação de dezenas de rujas. No programa, os moradores das ruas entram com o cimento para a fabricação e participam da produção das lajotas. O maquinário para a produção é fornecido pelo poder público que também se encarrega do assentamento das lajotas nas ruas.

Funcionou bem naquela época e os vereadores estão, desde o início da legislatura, defendendo o retorno do programa.

Os vereadores em questão estão sugerindo que ao invés da mão de obra dos moradores – o que seria muito complicado e inviabilizaria o programa devido às questões legais que isso implicaria-, se instale esta fábrica no Presídio Regional de Lages, utilizando a mão de obra dos detentos.

A sugestão está bem fundamentada conforme pode ser constatado no requerimento:

lajotasa

Assalto realizado ontem (12) à noite em uma farmácia da Av. Marechal Floriano

Foi na Farmácia Copacabana. Dizem que este mesmo sujeito já teria assaltado outra farmácia na semana passada. Foi preso, mas solto em seguida. O nome dele é Érico Marques, tem 19 anos.

Utiliza uma faca para assaltar.

Figueredo pede à Celesc que crie programa que facilite a troca de padrão

Vereador Pedro Figueredo (PSD) está sugerindo à Celesc a criação de programa para famílias declaradas baixa renda, que facilite o pagamento para a troca de padrão de entrada de energia elétrica, onde atenda as normas técnicas.

Justificativa:

A presente moção tem como objetivo sugerir a viabilidade de criação de um programa direcionado às famílias de baixa renda para facilitar a aquisição do novo poste padrão de entrada de energia elétrica, exigido pela CELESC.

Considerando que, é frequente a interrupção de energia quando possuem débitos a serem pagos referente a contas atrasadas, com isso quando as famílias encontram maneira de negociar suas dívidas se deparam com mais um empecilho, a troca do poste padrão de entrada de energia elétrica que atenda as normas técnicas.

Considerando que, haja possibilidade de parcelado, descontado diretamente na conta de Luz do consumidor seria uma das maneiras de viabilizar e incentivar o pagamento assíduo dos débitos, desta forma, tanto o consumidor como o Estado entraria em acordo sem percas.

Considerando que, é essencial oferecer suporte aos mais necessitados, que na maioria das vezes possuem em seu grupo familiar crianças menores de dez anos que não podem ficar sem energia em suas residências para a manutenção das atividades mínimas da vida do ser humano.

 Considerando que, este programa e/ou projeto é de fundamental relevância, posto que, possui um papel específico, onde trabalha da tentativa de minimizar as problemáticas que mais afetam as mais diversas áreas, a fim de garantir direitos a todo e qualquer cidadão catarinense.

Carmen apoia investigação para apurar denúncias de desvios de recursos

A deputada Carmen Zanotto reforçou nesta quarta-feira (12) apoio às investigações que estão sendo realizadas pelo Ministério Público e órgãos de controle para apurar denúncias de desvios de recursos que foram direcionados às ações de combate à pandemia do coronavírus.

“Os órgãos de investigação exercem um papel importante de apurar todos os ilícitos que foram praticados por maus gestores, que estão se aproveitando deste momento grave para enriquecer com recursos que deveriam salvar vidas”, afirmou a relatora da Comissão Externa de Enfrentamento à Covid-19.

A audiência debateu a transparência de gastos com representantes do Ministério Público, da Controladoria-Geral e do Tribunal de Contas da União.

Segundo a parlamentar, o aprofundamento das investigações se faz necessário para separar os gestores que compraram com sobrepreço para atender à emergência de saúde “daqueles que agiram de má-fé”.

Acidente na área industrial

5° BATALHÃO DE BOMBEIRO MILITAR

Tipo: Acidente de trânsito
Gênero: Acidente de trânsito com lesões corporais
OBM que realizou o atendimento: Lages
Viaturas: ASU-446 e ABTR-167
Data: 12/08/2020
Local do ocorrido: BR-116, Área Industrial, Próx. Hotel Martelo
Município: Lages
Horário: 09h34min

Histórico: A guarnição de Lages foi acionada para atender a um acidente de trânsito no endereço citado. Ao chegar no local, foi constatado o referido acidente envolvendo um veiculo Fiat Strada, cor branca, conduzida por masculino de 28 anos que nada sofreu e um Chevrolet Astra cor prata, conduzido por masculino de 24 anos o qual foi atendido pelos socorristas do ASU-446, o qual apresentava sinais e sintomas normais, estando estável, com dores na região da clavícula e sangue saindo de um dos ouvidos sendo conduzido ao Hospital. O local ficou aos cuidados da guarnição do ABTR-167 e posteriormente da Polícia Rodoviária Federal.

Nos próximos dias deveremos viver a pior fase da pandemia

Hoje temos 6 leitos UTI disponível, os do maternidade entregues segunda, não tem nenhum funcionando, a média de morte na UTI é de 47%, devemos ter até dia 30 mais de 3.000 casos confirmados. Então a expectativa do governo do Estado é que nesses próximos 15 dias nós vamos viver a pior fase da doença.

Lages acaba de ser classificada com índice gravíssimo no COVID 19. A partir de agora as decisões de enfrentamento são tomadas pelo governo estadual. Se for assim, é até possível que tenhamos o fechamento do transporte coletivo novamente, até a partir de segunda feira.

Levantamento mostra o índice de contaminação na Serra. Tem mais de três mil casos

Levantamento semanal realizado pelo setor de comunicação da Amures, aponta que os casos aumentaram consideráveis 33,08% no período de sete dias. A atualização finalizada às 14h dessa quarta-feira (12), aponta que os 18 municípios registram 3.005 casos positivados, 1.884 recuperados e 49 óbitos.
Lages continua como a cidade com o maior número de casos, chegando a marca de 1.894 confirmados. Seguido por Otacílio Costa com 218 e Correia Pinto com 191. Os recuperados desses municípios são 1.225, 122 e 69 respectivamente.

Uma informação nova adicionada a partir desse levantamento, são os percentuais de crescimento nos últimos em 22 dias.
Bom Jardim da Serra, por exemplo, saltou de 1 para 21 casos positivados no período. Cresceu 2.000% em apenas 22 dias.

Rio Rufino é outro caso que chama a atenção. Não apresentou mais nenhum novo caso positivo de coronavírus no mesmo período. Permanece com 14 registros.
Os óbitos foram registrados em 10 municípios. E representa uma taxa de letalidade da ordem de 1,63% na abrangência da Serra Catarinense.