Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

Lages.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
Foram derrubadas as árvores próximas ao aeroporto de Lages

4db91c15_57f6_4d6d_9a2b_d30fbc67818d.jpg

Fotos: Jota Damasceno

A Infracea - empresa que administra o aeroporto Correia Pinto -  solicitou à prefeitura a derrubada de 60 pinheiros (pinus) próximo ao aeroporto de Lages que estariam atrapalhando o pouso e decolagem dos aviões.

4c85745b_1e68_4697_a216_af5e36a27e61.jpg

A Defesa Civil do município tentou localizar o proprietário, mas não teve êxito. Assim ela própria fez o corte nesta tarde de sexta-feira. Em vista disso, não pode também ser feito o aproveitamento da madeira, porque, para isso teria de ter a autorização do proprietário.

 

 Por que foi feita a retirada dos pinus?

Os pinus oferecem o risco de interferência nos dados gerados pela antena da Estação Meteorológica de Superfície (EMS) - estação anemométrica, com 12 metros de altura, responsável por coletar informações de intensidade e direção do vento com confiabilidade, primordiais ao piloto durante uma aproximação já que as informações corretas servem para o piloto poder saber a quantidade de potência no motor da aeronave para efetuar o pouso adequadamente, e também para evitar surpresas provenientes de vento forte ou turbulência. No caso de uma informação equivocada, o avião poderá arremeter (retomar o voo depois de falhas no procedimento do pouso ou quando o piloto não tiver referência visual da pista). Nesta Estação há um sensor de barômetro. Um dos suportes é a biruta do vento, essencial principalmente para dias de estabilidade visual, mas em dias de mau tempo o dispositivo da Estação é fundamental.

Sexta, 08 de Março de 2019 20:19
Escrito por: Olivete Salmória | Última atualização em Sexta, 08 de Março de 2019 22:11

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código