Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

Lages.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
Acusada pelo assassinato de policial vai novamente à juri amanhã

O julgamento de  Maharish Blue do Amaral e Silva, acusada de matar o companheiro, o policial civil Ari dos Santos em 2013, acontece amanhã (20), no tribunal do juri de Lages. O crime ganhou repercussão pela forma com que foi planejado e executado. A 1ª Vara Criminal fará a distribuição de senhas para o público que deseja acompanhar. 

geraldo.jpg

O Salão do Júri tem capacidade para acomodar 140 pessoas sentadas. “ Como já ocorreu na primeira vez, vamos disponibilizar mais cadeiras para aumentar esse número para 250 lugares”, reforça o titular da vara, juiz Geraldo Correa Bastos.

Maharich é acusada pelo assassinato do policial civil Ari dos Santos, em junho de 2013, em Lages. Era companheira da vítima. Em outubro de 2014 - no primeiro julgamento- , ela foi condenada a 16 anos de reclusão em regime fechado, porém o julgamento foi anulado pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina. 

A época, Maharish mantinha um caso amoroso extraconjungal com o artesão Geovan Brasil de Oliveira. Os dois planejaram a morte de Ari. Com isso, receberiam o seguro de um veículo e a pensão para quitar dívidas e fugir para São Paulo.  A ideia era simular um acidente de carro.

Em 17 de junho, a enfermeira dopou o companheiro. Em seguida, Geovan o espancou até a morte. Eles colocaram o corpo do policial no banco de trás do carro com o objetivo de jogá-los numa barragem para aparentar um acidente.

 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código