Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

Lages.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
Moacir Pereira disse tudo com relação ao Programa Mais Médicos

REGIME DE EXCEÇÃO

Mais Médicos: ditadura cubana revela caráter desumano com estúpida decisão

COMPARTILHE

Por Moacir Pereira

A estúpida  decisão da ditadura cubana, de cancelar abruptamente o programa Mais Médicos revela o caráter desumano dos regimes de exceção. Logo o governo de Cuba, que levou R$ 682 milhões do BNDES para construir o Porto de Mariel, que até hoje não produziu resultados e sobre o qual o regime castrista não pagou um único centavo.

Quer dizer: governos petistas concederam uma fábula para os cubanos, sem qualquer retorno, quando poderiam aplicar em projetos de pequenas e médias empresas aqui no Brasil, com benefícios excepcionais para a população e a garantia de pagamento.

O acordo revela a brutalidade imposta pelo governo cubano e a subserviência ideológica do lulopetismo. Primeiro: o governo do Brasil pagava R$ 11,6 mil por mês de salários aos médicos. E Cuba repassava apenas R$ 3 mil. Surrupiava 75% do valor total, numa expropriação da “mais valia” que revoltaria qualquer marxista.

A ditadura cubana impôs, além disso, a proibição de os médicos virem com suas famílias. Claro, o regime é tão justo e bom que seus ditadores temiam evasão em massa.

Criada a crise pelo retorno dos cubanos ficam dúvidas sobre a assistência médica às populações carentes. Está na hora de mudar a lei brasileira, impondo aos médicos recém-formados das universidades públicas um mínimo de retorno àqueles que viabilizaram e pagaram seus estudos. Cumpririam dois anos, remunerados, de serviços às comunidades do interior.

Sábado, 17 de Novembro de 2018 13:51
Escrito por: Olivete Salmória | Última atualização em Sábado, 17 de Novembro de 2018 13:55

Comentários  

 
#4 João Machado 18-11-2018 18:07
Acho que é o contrario... Quem é ditador, é o Bolsonaro e ponto final.. Essa imprensa canalha que não fala a verdade...
 
 
#3 Nevio S. filho 17-11-2018 17:26
Um cara sem moral, que se aposentou precocemente com cargos ganhos de Amin, um cara que sempre bajulou a ditadura militar, um parasita do serviço público, vem falar de Ditadura Cubana. façam-me o favor.
 
 
#2 Octavio Lima e silva 17-11-2018 14:39
Admito trabalharem por 2 anos para o governo, os que entram por cota ou por bolsa, aí sim estariam retribuindo.E de preferência trabalharem no sertão...interi or...Amazônia,e m lugares que só se tem a acesso de barco.
 
 
#1 Dibe makki 17-11-2018 14:13
Com a quantia de impostos que pagamos é inadmissível não termos vagas nas federais, estaduais e colégios públicos, professores mal remunerados e cartilha estudo social. Tão mais inadmissível é ser escravo de governo depois de formado.Cada idéia que se passa na cabeça das pessoas.
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código