Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

251.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
Declaração dos candidatos passou pela prova real

A NSC fez uma coisa inédita e interessanate que foi a chegaguem das informações e afirmatyivas dos candidatos. Algumas delas nos chamam atenção, como por exemplo:

 

Leonel Camasão

"Fazer concurso (para professores) porque mais da metade hoje são temporários e vivem uma condição de trabalho muito difícil". 

 

 

São 23.081 ACT’s e 18.584 professores efetivos. Os números constam no relatório da Secretaria de Estado da Educação de Agosto de 2017. O número de professores temporários representa 55,4% do total. Portanto, a informação do candidato Camasão está exata. 

24720571.png

Leonel Camasão

"Tem que fechar as ADRs (Agências de Desenvolvimento Regional) que consomem R$ 400 milhões por ano".

Em 2015 e 2016 os custos estiveram na casa dos R$ 400 milhões, conforme afirmou o candidato, mas o último relatório do Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina (TCE-SC), de 2017, aponta um gasto estimado de R$ 644,6 milhões com as Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs). Portanto, um valor R$ 244,6 milhões acima do citado pelo candidato. Você pode acessar o relatório nesse link, página 64.

Criadas em 2003, então intituladas como Secretarias de Estado de Desenvolvimento Regional (SDRs), essas unidades já tiveram um custo ainda maior. Por exemplo, em 2014, conforme relatório do TCE-SC, a despesa do governo do Estado com as SDRs ultrapassou os R$ 875 milhões. 

Em 2010, as despesas com as então SDRs alcançaram os R$ 735,67 milhões. Como já foi noticiado pelo Diário Catarinenseos gastos do Estado com as ADRs em 2016 chegaram a R$ 444,3 milhões e, em 2015, a R$ 403,6 milhões.  

Leonel Camasão

"Fecharam mais de 58 escolas nesses últimos 16 anos".

Camasão está certo ao afirmar que houve desativação de escolas da rede estadual em Santa Catarina nos últimos 16 anos, mas o total registrado nesse período é 3,4 vezes maior, conforme apontam os dados oficiais. Desde 2002, Santa Catarina declarou como extintas 198 unidades educacionais que pertenciam à rede estadual. 

Os dados são do Censo Escolar, com informações coletadas anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), subordinado ao Ministério da Educação e responsável pela produção de estatísticas do ensino no Brasil. Apenas em 2017, foram 49 instituições desativadas definitivamente. 

São unidades que prestavam atendimento de pré-escola, ensinos fundamental e médio e educação de jovens e adultos. Os dados referentes ao Censo Escolar 2018 ainda não estão disponíveis. Os casos são analisados com base na resolução 18/2018 do Conselho Estadual de Educação, atualizada em julho deste ano, mas a interrupção da atividade das escolas pode ser decidida pela Secretaria da Educação sem aval prévio dos conselheiros. 

 

Leonel Camasão

"No atual governo, a saúde de Santa Catarina está com fila de espera de 500 mil pessoas".

Santa Catarina somava 541.309 procedimentos (exames, consultas, cirurgias) na fila de espera para realização até junho, segundo relatório enviado ao Prova Real pela assessoria da Secretaria do Estado da Saúde. O número, portanto, não representa o total de pacientes, considerando que uma mesma pessoa pode ser submetida a mais de um procedimento.

O Governo do Estado disponibiliza neste portal a lista de espera do SUS. No entanto, não é possível extrair o número total de pessoas na fila em todos os procedimentos.

Jessé Pereira

"O efetivo da PM há 30 anos atrás era de 13 mil homens, hoje estamos com efetivo de dez mil e um pouquinho, sendo que a população duplicou".

 

Atualmente, Santa Catarina tem um efetivo de 10,4 mil policiais na ativa, segundo o Portal da Transparência do Estado. O número realmente é menor que há 30 anos. Em 1987, a lei estadual 7.159 de 17 de dezembro daquele ano estabeleceu o efetivo da PM em 13.008 — a legislação foi atualizada com o passar dos anos, prevendo quadros ampliados de oficiais e praças na corporação. A Associação dos Praças de Santa Catarina (Aprasc) confirma que o efetivo militar era de 13 mil servidores nos últimos anos da década de 1980.

Sobre a população, atualmente o Estado tem mais de 7 milhões de habitantes, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na década de 1980, o havia 3,6 milhões conforme o censo de 1980. 

Comandante Moisés

"Lei 17.305 de 2017 autorizou o Estado a garantir empréstimos de R$ 1,1 bilhão para investir na eletrificação rural".

 

Em outubro do ano passado, os deputados estaduais aprovaram empréstimo de R$ 1,1 bilhão para a Celesc. A proposta autorizou o governo do Estado a prestar contragarantia em operação de crédito entre a Celesc e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)

 

 

 

Comandante Moisés

"Santa Catarina é um Estado que realmente precisa de fortes investimentos em infraestrutura, não só em rodovias, que estão mais de 70% em condições ruins ou péssimas".

 

Segundo o relatório da Confederação Nacional de Transportes (CNT) divulgado em novembro de 2017, dos 3.249 quilômetros de estradas federais e estaduais avaliadas em Santa Catarina, 23,9% estão em condições ruins e 4,2% foram consideradas péssimas. Portanto, percentual abaixo do mencionado pelo candidato. Além disso, 35,6% estão em condições regulares. O restante (36,3%) se apresentam boas (25,4%) ou ótimas (10,9%).

Quarta, 03 de Outubro de 2018 12:28
Escrito por: Olivete Salmória | Última atualização em Quarta, 03 de Outubro de 2018 12:40

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código