Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

251.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
Os políticos falam uma coisa e praticam outra

O deputado estadual Gelson Merísio, pré-candidato do PSD ao governo, criticou o governador Eduardo Pinho Moreira por adiantar agora apenas 25% do décimo terceiro salário dos servidores estaduais, quando na administração de Raimundo Colombo eram, pagos 50% até junho de todo o ano.

Disse ele que “o PMDB é PhD em atrasar salários”, lembrando que a última vez que os salários atrasaram foi na administração de Paulo Afonso Vieira (MDB). De fato isso ocorreu, mas, apesar de Merísio contestar, creio que nunca o estado passou por crise financeira como a atual. É de conhecimento de todo o cidadão que mora neste estado que não há dinheiro para nada e se temia até não pagar os salários. Na realidade, os políticos tentam manipular as informações ao seu bel prazer, conforme seus interesses. Fazendo com que o eleitor esqueça que estiveram juntos até o início deste ano.

Com todas as dificuldades financeiras do governo, os deputados aprovaram a criação de 800 novos cargos no judiciário, e dentre os que aprovaram estavam Gelson Merísio e os lageanos Gabriel Ribeiro e Fernando Coruja (PODE). Coruja nem deu explicações, mas sabe-se que as razões são bem pessoais: sua esposa é juíza.

Quanto a Gabriel, a justificativa foi de que os juízes precisam de ajuda para despachar os inúmeros processos que se acumulam em suas mesas, garantindo que não criaria despesas pois os salários sairiam dos repasses já feitos pelo governo ao judiciário. Não é verdade. O impacto será de R$ 64 milhões em 2019 e de R$ 66 milhões em 2020. Este agrado ao judiciário vai custar caro para o Estado.

Assim também, independentemente da situação do governo federal, o congresso aprovou lei que permite a criação de 200 novos municípios, diante da imensa crise por qual passam as administrações, dependentes das verbas de emendas e dos governos estaduais para fazer quaisquer obras de que necessitem.

A maioria da população nem fica sabendo de medidas como esta ou da aprovação de projeto para contratação de mais servidores federais, como ocorreu nesta semana no congresso. Na realidade a maioria dos políticos não leem o que escreve ou diz, mas mesmo assim os eleitores ainda se iludem com a palavra fácil e o poder de convencimento destas lideranças.

 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código