Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

unnamed_38.jpg

 

251.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
Assinada a homologação da licitação da revitalização do Mercado Público

O prefeito Antônio Ceron assinou a homologação do edital de concorrência para a revitalização do Mercado Público. A empresa vencedora do certame foi a Terra Engenharia.

Prefe.jpg

Ceron acredita que dentro de 30 dias será assinada a ordem de serviço, uma vez que é preicso dar tempo para a empresa dse preparar para o início dos trabalhos. E a ordem só será dada com o imediato início dos trabalhos.

O secretário Claiton Bertoluzzi, na sexta-feira, informou que a prefeitura irá responder o questionamento do presidente do IAB/SC a respeito do Mercado Público e qualquer um que queira conhecer o projeto pode chegar até a Secretaria do Planejamento que tem lá uma equipe de 15 engenheiros e arquitetos que poder falar a respeito.

O secretário da Administração e Fazenda, Antônio Arruda disse que terminou na quinta-feira o prazo para contestação e na sexta-feira a licitação foi concluída.

“Estamos resolvendo um problema de 10 anos (tempo em que o Mercado Público está fechado) e quando a questão foi trazia à tona pelo IAB, eles já estavam sabendo que a licitação se encontrava em faze final”, disse Arruda.

Conclui que, “vieram para criar um fato como se fossem o dono da verdade. A cidade não quer um dono. Ela quer uma obra. Nossa administração viabilizou o financeiro, o projeto foi adaptado, foi licitado, tem uma empresa ganhadora e estamos na fase final para ver a máquina roncar”. Insistem em dizer que o projeto não foi alterado, foram realizadas apenas adaptações e pelos mesmos arquitetos que fizeram o projeto. Ele prevê uma ampliação que vai duplicar a área do mercado. Hoje tem 1.700 m² e vai ficar 3.500 m².

“O que fizemos foram algumas adequações” , explica Claiton. Por exemplo: no vão central não existia cobertura o que é problemático para uma cidade que apresenta temperaturas baixas. Por isso vai receber cobertura.

“Mas, a concepção do projeto arquitetônico permanece a mesma”. Um aspecto que Arruda considera muito importante:

“O dinheiro já está na conta: R$ 4 milhões do total de R$ 7 milhões necessários, estão na conta e a obra começa de imediato. Dando a ordem de serviço imediatamente a empresa começa a trabalhar e antes de terminarmos esta administração vamos inaugurar a obra. Estamos resolvendo um problema de 10 anos e alguém vem no último minuto da prorrogação querendo fazer um gol com a mão”, queixou-se.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código