Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

unnamed_38.jpg

 

251.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
Secretário diz que serão lançadas duas campanhas

O secretário de Serviços Públicos e Meio Ambiente, Euclides Mecabô (Tchá Tchá) esteve na Câmara de Vereadores para responder aos inúmeros questionamentos e cobranças feitas pela comunidade Lá ele repetiu que tudo depende mesmo dos moradores: são eles que determinam em que cidade desejam viver.

 

maxresdefault.jpg

Jogando a responsabilidade da população a limpeza das ruas, o cuidado com os bens públicos como das lixeiras e iluminação pública.

 “Tratam-se de bens comuns, resultado do pagamento dos tributos. Vamos fazer uma campanha de preservação do patrimônio público e chamamos a atenção que os moradores cuidem da área frontal de suas moradias e zelem pelo cuidado, sem jogar lixo na rua ou no rio,” adiantou o secretário.

Serão duas campanhas: uma relativa aos cuidados com o lixo (Minha Cidade mais Limpa) e de preservação e conservação do Meio Ambiente. Ele não se cansa de citar a depredação praticada na iluminação pública, como desculpa para as dificuldades na sua manutenção. Mas, quero dizer que isso sempre existiu. A queixa foi comum em todas as administrações anteriores, mas nem por isso as ruas ficavam às escuras por semanas, como agora.

images.jpg

Mecabô adiantou que em 30 dias a empresa vencedora da licitação já entrará em operação.

unnamed.jpg

A avenida Duque de Caxias está às escuras, há vários dias.

Os vereadores fizeram questão de salientar que a secretaria está pecando no atendimento de pequenas demandas, que dependeriam apenas de uma boa gestão para resolvê-las. A vereadora Aidamar Hoffer questionou o secretário observando que esta pasta não dispõe de uma política para o meio ambiente “é apenas tarefeira: repõe a plantinha que morre e limpa onde está sujo, mas precisamos de ações de preservação, projetos e campanhas educativas,” disse ela, lembrando que com o seu partido no poder tinha esperança que assim fosse feito.

O secretário concorda, mas observou que no ano passado não foi possível fazer a ideia avançar, mas a discussão para criação de uma Fundação do Meio Ambiente não se esgotou, disse Mecabô.

 

Segunda, 02 de Abril de 2018 13:01
Escrito por: Olivete Salmória | Última atualização em Segunda, 02 de Abril de 2018 15:25

Comentários  

 
#2 João Machado 02-04-2018 19:26
Senhor secretario, chega de reclamar: tudo isso, vandalismo, falta de cuidado, sempre ouve.. Isso tudo é mais profundo: é uma questão de investir em educação... o que falta em todo o país.. Iluminação, pagamos todo mês, logo, o que falta é gestão e competência...
 
 
#1 Cassiano Ricardo 02-04-2018 13:14
Tá certo. Temos que combater a depredação dos bens públicos. Que as pessoas passem a cuidar daquilo que é de todos.
Porém, basta passar na av. Duque de Caxias pra ver quantas lâmpadas estão estragadas. Será que foi tudo depredação?
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código