Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

251.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
Não deveria haver árvores no Carahá, diz secretário

 

rio78.jpg

O secretário de Planejamento e Obras, Clayton Bortoluzzi  disse na semana passada que o Rio Carahá não é um rio, mas um canal que corta a cidade. E sendo assim, não pode ter árvores em sua margem para não impedir o fluxo, especialmente, da água da chuva.

Ele deu esta declaração durante uma entrevista na rádio Clube, semana passada

 

Comentários  

 
#2 Davi 29-01-2018 12:39
O Secretário deu um chute e errou até a trave!!! Isto que ele falou é um besteira para não dizer outra coisa!! Ele que vá lá final do Rio a esquerda, onde houve o desviu do Rio para a direita e verá boa parte da mata nativa que é um remanescente da mata ciliar das margens do Rio Carahá!! Ou se não quiser ir, ele que dê uma visitada no Google!!! Santa paciência!!!
 
 
#1 Vilmar Tadeu Cordova 29-01-2018 11:50
O que qualquer um sabe é que o melhor para segurar as margens e evitar desmoronamentos , como estão ocorrendo, são raízes fortes e profundas. Gramíneas não tem raízes fortes, são as árvores que acabam exercendo a função de segurar as margens. Por isso que qualquer lei ambiental prevê a preservação da mata ciliar e das encostas, a fim de proteger as margens para que o rio não seja assoreado. Não sou especialista na área, porém já trabalhei na SEMMAS e estudei legislação ambiental, e me parece que essa consideração de não haver árvores não tem muito fundamento técnico.
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código