Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

251.jpg

 

lages_parque_jonas_ramos_peq.jpg

 

Arquivo

 
Pronto Socorro e hospital infantil se negaram a receber o corpo do menor para fornecer o laudo

A secretária da Saúde, Odila Waldrick diz que está “extremamente indignada” com o que aconteceu com o menino de 14 anos que faleceu ontem durante um jogo de futebol, campo da rua Esporte Clube Corinthians, no bairro Santa Mônica.

O corpo ficou por mais de três horas aguardando o IGP para dar o laudo e fazer a verificação do óbito e a informação. A morte ocorreu às 16 horas.

O corpo foi levado ao Pronto Socorro Tito Bianchini, mais não foi recebido e enviou ao Hospital Infantil Seara do Bem, que também não atendeu. Eram 9 horas da noite quando isso aconteceu. Somente depois disso que o corpo voltou ao Tito Bianchini para ser feita a verificação.

Segundo a secretária a família não precisava passar por isso, uma vez que tem um decreto determinando que no caso do IGP estar fechado o corpo tem de ser encaminhado ao Pronto Socorro. Falhou portanto a funcionária que se negou a recebe-lo.

Também falhou o Hospital Infantil que não deu o devido atendimento.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código