Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

lages.png

 

lages_parque_jonas_ramos_peq.jpg

 

Arquivo

 
Canalização de gás natural em Lages depende agora de apenas duas assinaturas para iniciar

Esta semana a Agência Reguladora de Serviços Públicos de SC autorizou a prestação dos serviços de distribuição de gás natural canalizado pelo projeto estruturante no município de Lages. Esta é uma exigência que teria de ser superada para a efetivação do projeto a ser executado pela SCGás.

Há 15 dias o Conselho de Administração da SCGás autorizou a assinatura do contrato para a realização da primeira fase das obras.

almoco_expresidentes_SCGAS_003_9508__e1372626182641.jpg

O projeto já foi licitado e assinado pela empreiteira vencedora, assim como pelo presidente da SCGás, Cósme Polese.

Agora aguarda o aval da diretoria da Gaspetro e do diretor de Administração e Finanças da empresa Mitsui. Portanto, a sua efetivação está muito mais próxima do que imaginávamos.

Este projeto estruturante previsto para Lages compreende a implantação de uma rede interna de 22 quilômetros.

Na primeira etapa serão construídos oito quilômetros de rede, que vão do Posto Petrolages, do Bairro Conta Dinheiro, até o Café Ghidali, no bairro Triângulo. Quando estiver concluída, a rede chegará até altura da empresa JBS, na BR 116. A obra não causará transtornos pois não será a céu aberto: o sistema utilizado é de furo direcional - passa por baixo da terra sem necessidade de abertura de valas para colocação da canalização. O gás que abastecerá o município será transformado para o estado líquido em Rio do Sul, sendo trazido de caminhão até Lages, onde será reaquecido e injetado na rede interna.

Quando estiver pronta, a SCGás vai disponibilizar 12 mil metros cúbicos por dia de gás para atender a mais de 600 potenciais clientes. A ampliação posterior dependerá da demanda. O custo desta etapa é de R$ 4 milhões, inteiramente custeados pela SCGás. 

Essa foi uma forma de atender mais rapidamente a região, uma vez que a construção de um gasoduto subindo a serra tem um custo muito alto, e por essa razão, difícil de ser executado a curto prazo apesar do gasoduto já ter chegado a Rio do Sul.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código