Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

IMG-20171122-WA0006_1.jpg

 

lages_parque_jonas_ramos_peq.jpg

 

Arquivo

 
Correia Pinto inovou no processo de identificação dos jazigos no cemitério local

O Cemitério Municipal Campo da Paz São Francisco, em Correia Pinto, inovou no processo de identificação dos túmulos  

identi.jpg

A revitalização do cemitério iniciou há seis meses e segundo o prefeito Celso Rogério Alves Ribeiro, foram investidos cerca de R$ 100 mil nas melhorias.

 

unnamed_2.jpg

Nove painéis em moldura de pergaminho medindo cada, dois metros quadrados foram colocados para orientar os visitantes ao lado do portão principal.

Identi3.jpg

Cinco com os nomes em ordem alfabética e numeração das quase duas mil pessoas sepultadas e quatro com mapa das quadras, também em ordem alfabética.

identi1.jpg

Para facilitar ainda mais a localização, todos os túmulos foram numerados nas quadras foram postas placas indicativas, além do georreferenciamento.

unnamed_3.jpg

A cruz central do cemitério que era de concreto e tijolo e estava comprometida pela ação do tempo, deu lugar a uma nova cruz em granito com cinco metros de altura. Seis nichos para queima de velas foram instalados ao pé da cruz ao redor um conjunto de quatro bancos para acomodar as pessoas idosas e com limitação de movimentos.

 

unnamed_4.jpg

O ossário também foi reconstruído todo em granito e passa ter um metro e vinte de largura por quatro metros de comprimento e capacidade para 168 urnas. A partir dessa revitalização, a prefeitura fará uma campanha para as pessoas que tiverem lotes e parentes sepultados no cemitério Campo da Paz São Francisco, construam calçadas e façam melhorais nos túmulos, porque do contrário a prefeitura fará a desapropriação.

Desta quarta-feira até domingo, a previsão é que ao menos seis mil pessoas passem pelo Cemitério.

A revitalização do Cemitério Campo da Paz São Francisco, tem o propósito do resgate histórico e cultural de pessoas ilustres e anônimas. O prefeito Celso Rogério Alves, disse que em 1952, foi realizado o primeiro sepultamento quando o município ainda era distrito de Lages.

A segunda etapa de melhorias no cemitério contemplará a construção de dois portais. 

Fotos: Oneris Lopes 

Comentários  

 
#1 Dado 01-11-2017 17:28
PARABÉNS AO CAPRICHO. EM UM MUNICÍPIO POBRE QUE VIVE SÓ DE UMA PAPELEIRA, TER ESTE CAPRICHO. SE OTACÍLIO COSTA NÃO TIVESSE TRAZIDO A BRANDILI (200) EMPREGOS, A SUDATI MAIS DE 300, A COOPERCAMPOS MAIS DE 100, PELO PMDB , FICASSE SÓ COM A PAPELEIRA A PORBREZA SERIA IGUAL A DE CORREIA PINTO QUE FORAM EMANCIPADOS NA MESMA ÉPOCA. A SORTE DE LAGES FOI A AMBEV, PORQUE ESTA PECHA DA TERRA DA MADEIRA LIMITA TODA A REGIÃO SERRANA, E EMPOBRECE A MÃO DE OBRA E PRINCIPALMENTE OS CIDADÃOS.
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código