Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

251.jpg

 

lages_parque_jonas_ramos_peq.jpg

 

Arquivo

 
Preocupação com o futuro do LagesPrevi

 

Falando sobre as dificuldades com relação ao LagesPrevi, o prefeito Ceron observou que na tentativa de dar sobrevida ao instituto foi feito o que se chama segregação de massa, separando em dois grupos os segurados. Tem-se hoje o LagesPrevi 1 e LagesPrevi2.

Mas, ele já antecipa que o próprio servidor deve se preocupar com o futuro do instituto e colocar em sua pauta de negociações esta discussão.

Por exemplo, enquanto o desconto da previdência do servidor estadual é de 14%, do LagesPrevi é de 11%.

Comentários  

 
#2 Névio S. Filho 04-10-2017 18:26
Os servidores anteriores a Lei vão para um regime de caixa financeiro e os servidores concursados que entrarem depois da Lei vão para um regime de capitalização diferenciado e com aposentadoria proporcional, através de um controle de gestão cria-se um conselho que farpa um plano de metas ou seja em dois ou 4 anos se fará todo um plano de investimentos com uma meta de se chegar no final de cada ano com um INPC de lucro nas reservas do regime, se o regime não souber aplicar em, papeis rentáveis ele entra em insolvência e não recebe do Ministério da Previdência o CRP-Certificado de Regularidade previdenciária que o deixará de fora de convênios, aportes financeiros e demais auxílios do governo, só cabendo receber os fundos legais previstos na constituição.Po r isso ao invés de acomodar cargos comissionados nestes postos altamente técnicos, a prefeitura brinca com esta bomba de efeito retardado.
 
 
#1 Névio S. Filho 04-10-2017 15:27
O salário do servidor estadual é mais alto que o municipal e não há suporte para cobrar 14%. Estes regimes únicos foram criados para desafogar o regime geral com a constituição de 88 e todos sabiam que seria uma bomba relógio de efeito retardado, qual municiíio vai ter um cacife para aplicar no mercado financeiro, com papeis complexos e ter um programa de computador que controle as contas por no mínimo 40 anos, qual município da serra pode contratar uma consultoria técnica ou pagar muito bem um técnico gabaritado. Ceron tá brincando e este Lages Previ já deveria ter fechado a um bom tempo. A segregação de massas é um termo usado para separar os servidores que estavam antes da Lei e os que vieram depois da Lei que criou o Regime Único.
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código