Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

251.jpg

 

lages_parque_jonas_ramos_peq.jpg

 

Arquivo

 
Ceron já antecipa que, se aprovado, vai vetar projeto que proibe a tração animal

O prefeito Antônio Ceron antecipou que irá vetar o projeto do vereador Bruno Hartmann que proíbe o uso da tração animal na área urbana na coleta de lixo. Argumentou ele que o cavalo foi sempre usado desde a antiguidade. Disse isso, no domingo, durante a festa realizada em Rancho de Tábuas. O projeto está para entrar na pauta de votação tão logo termine o recesso na Câmara.

A ideia é polêmica porque as pessoas acham que estaria tirando o ganha pão de muitas pessoas que usam hoje o cavalo para puxar suas carraças na coleta de lixo. Mas hoje existe até um projeto no CAV que ajuda os carroceiros fornecendo assistência veterinária e alimentos aos animais. Mas há informação que esses carroceiros vendem a ração. É comum vermos animais puxando carroças em estado muito precário: esqueléticos e machucados. Não foram raras as vezes que este animais são encontrados mortos e a Secretaria do Meio Ambiente é chamada para dar destinação.

A ideia é substituir o cavalo pelas gaiotas, com tração humana que, segundo o autor do projeto, Bruno Hartmann, não tem custo nenhum e tem pessoas que chegam a tirar R$ 300 a R$ 400 por semana e não tem custo nenhum. “Portanto, com a gaiota aqueles que vivem da coleta do lixo reciclado vão ganhar mais, pois com o cavalo ele gasta porque tem de alimentá-lo”, explica.

E como já dizia aquele sábio pensador chinês: ”não é porque sempre foi feito assim que tenha de continuar sendo assim”. Se fosse assim, argumento Bruno, ainda estaríamos vivendo o tempo da escravidão.

Comentários  

 
#3 Marcelo 27-07-2017 11:58
Então que a lei, obrigue o poder público municipal, recolher, tratar (medicamentos, veterinário), cuidar (local apropriado), alimentar (ração e água)... os animais que são "usados", para não dizer explorados até o ultimo (sem ofender os tradicionalista s) e depois quando estão doentes, feridos, machucados, são abandonados nas ruas e nos lotes dos bairros ... é fácil vetar, difícil é apresentar um solução para problema, sem falar nos cachorros nos bairros ... que já considerado problema de saúde pública .....
 
 
#2 Névio S. Filho 26-07-2017 16:21
É claro que Bruno pertence ao PSDB um partido que não tem nehum vigor social, já quiestionei isso nos blogs lageanos, proibe os carroceiros mas deixa o faxendeiro gordo andar de carroça, a elite andar nas fazendas de charrete, projeto altamento contraditório e unilateral, só serve para afastar o pobre de seu ganha pão.
 
 
#1 Andre 26-07-2017 15:53
Nobre prefeito deveria ter ficado calado,
 

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar Código