Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

251.jpg

 

lages_parque_jonas_ramos_peq.jpg

 

Arquivo

 
06 Dezembro 2017
PSD mapeia pré-candidaturas para a Assembleia em 2018. Gabriel concorre pela Serra

unnamed_1.jpg

Deputados do PSD se debruçaram sobre o mapa de Santa Catarina, nesta quarta-feira, para debater os nomes que irão disputar na chapa proporcional a deputado estadual. A proposta é ter 30 candidaturas.

Cada região terá três candidatos na disputa para a Assembleia Legislativa, com a possibilidade de mais em algumas que tenham maior potencial eleitoral. Três no Oeste, três no Vale, três no Norte e três no Sul pelo menos. Na Serra Catarinense, o nome do PSD é o do deputado Gabriel Ribeiro, que vai à reeleição e para manter a representação da região na Assembleia Legislativa.

“A legenda construiu uma nominata tão forte que nenhum partido quer coligar com o PSD na proporcional. E isso é bom”, explica o deputado Gelson Merisio.

Foto:Tarcísio Poglia

06 Dezembro 2017
Morre o ex-prefeito de Rio Rufino

unnamed.jpg

Vítima de acidente doméstico (queda em banheiro), morreu nesta quarta-feira (02) no Hospital Nossa Senhora dos Prazeres aos 99 anos, o ex-prefeito de Rio Rufino Quintino de Bona Sartor (E).

Primeiro vice-prefeito e segundo prefeito eleito da história do município, ele era uma referência política e respeitado por sua trajetória desde a mobilização para emancipar Rio Rufino.

Quintino Sartor teve oito filhos entre eles o também ex-prefeito Ademar de Bona Sartor (D)

Natural de Urussanga, Quintino Sartor veio para Serra Catarinense na década de 1940 em busca de oportunidades e se estabeleceu em Rio Rufino, onde atuou como comerciante por vários anos. 

Quando Rio Rufino ainda era distrito de Urubici, Quintino Sartor chegou a exercer por dois mandatos de vereador. Em 1991 ajudou a emancipar Rio Rufino e na instalação do primeiro governo respondeu como vice-prefeito.

Seu corpo está sendo velado desde às 15 horas desta quarta-feira no salão da igreja Matriz. O sepultamento será às 9 horas desta quinta-feira, no cemitério local. 

06 Dezembro 2017
Decoração teve custo de R$ 355 mil

unnamed_7.jpg

Cada anjo destes custou R$ 4 mil e foram contratados 30, num total de R$ 122.904,00.

Toda a decoração do Natal Felicidade - os anjos, o presépio, pinheiro, trenó flutuante, portal do tanque, palco, etc..-  custou R$ 355 mil

 

tres.png

dois.png

um_1.pngquatro.png

O próprio Observatório Social postou em sua página, chamando atenção para os valores pagos.

 

Última atualização em Quinta, 07 de Dezembro de 2017 00:19
06 Dezembro 2017
Altamiro foi escolhido 3º vice-presidente do TJ

 

Em eleição realizada esta manhã, o Tribunal de Justiça escolheu o desembargador Rodrigo Collaço como novo presidente a assumir em fevereiro do ano que vem, com mandato por dois anos.

29_06_2016_09_16_15_alta_2.jpg

O desembargador Altamiro de Oliveira, que atuou como juiz no fórum de Lages por muitos anos e é pai do vereador Thiago Oliveira e Diego Oliveira que foi secretário de Segurança na administração passada, ficou com o cargo de terceiro vice-presidente.

 

Última atualização em Quarta, 06 de Dezembro de 2017 15:24
06 Dezembro 2017
Seis pessoas foram detidas na Operação Regresso que apura descumprimento de decisões judiciais

Na manhã desta quarta-feira (06/12), o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) deflagrou a operação batizada como "Regresso", realizando o cumprimento de mandados de seis mandados de prisão, 16 mandados de busca e apreensão e 17 de condução coercitiva no municípios de Lages e Otacílio Costa.

A ação é em apoio à 2ª Promotoria de Justiça (Execução Penal), juntamente com a 3ª Promotoria de Justiça (Criminal), ambas da Comarca de Lages, as quais investigam o descumprimento de decisões judiciais que autorizam o trabalho externo dos detentos da Comarca de Lages/SC.

Durante as investigações, os apenados tiveram as suas rotinas de trabalhos monitoradas, sendo constatado que os detentos não estavam cumprindo com as determinações judiciais. Além disto, verificou-se que ao obterem o benefício, em conluio com os pretensos empregadores, inseriram falsas informações em seus respectivos processos de execução penal com objetivo de obter a remissão da pena privativa de liberdade.

O nome da operação deve-se ao fato da investigação apontar que os apenados, por descumprirem as condições impostas nas respectivas sentenças, devem "regressar" ao sistema carcerário para o cumprimento das penas impostas.

Ao todo, foram expedidos pelo Poder Judiciário seis seis mandados de prisão, 17 de condução coercitiva e 16 de busca e apreensão, que estão sendo cumpridos por Promotores de Justiça e por Policiais do GAECO, com o apoio do 6º Batalhão de Polícia Militar, da 8ª Delegacia Regional de Polícia Civil e do Departamento de Administração Prisional (DEAP).

GAECO é uma força-tarefa composta pelo Ministério Público de Santa Catarina, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Secretaria Estadual da Fazenda.

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC

06 Dezembro 2017
Cemitérios antigos precisam ser licenciados

 

_ Os membros do Conselho Estadual de Meio Ambiente aprovaram em reunião na sexta-feira (1), a resolução que permitirá a regularização do licenciamento de cemitérios antigos, instalados até abril de 2003, em SC.

 

Os cemitérios já estabelecidos, para se adequarem às resoluções existentes necessitariam de medidas difíceis de serem executadas como a modificação da localização dos túmulos, por exemplo, envolvendo questões culturais e religiosas.

 

E em função da falta de licenciamento destes cemitérios, os Municípios tem recebido Ações Civis Públicas do Ministérios Público, impedindo a utilização dos cemitérios, tendo alguns municípios com dificuldade inclusive de fazer sepultamentos.

06 Dezembro 2017
Nova formatura do Proerd

sei1.jpg

A PM formou ontem (5) mais 1.200 estudantes no curso de combate às drogas do Proerd. A solenidade aconteceu no CentroSerra.

sei.jpg

   Na ocasião, Ceron e a presidente da Câmara de Vereadores, Aidamar Hoffer, fizeram a entrega das chaves de um automóvel Gol para ser utilizado pela equipe do Proerd. Veículo este repassado pela Câmara de Vereadores, fruto de economia feita.

sei2.jpg

Fotos: Marcelo Pakinha

06 Dezembro 2017
Fiscal da vigilância dá sua versão dos fatos com relação ao caso da padaria

 Manifestação de Pedro Poroski Júnior, Fiscal de Vigilância Sanitária sobre a ação fiscal da Vigilância Sanitária do Município de Lages na Panificadora e Confeitaria Fino Sabore Produtos Caseiros EIRELI ME de propriedade do Sr. Leo Maule.

Pedro Poroski Júnior é servidor público municipal e exerce o cargo de Fiscal de Vigilância Sanitária desde 1996 na Prefeitura do Município de Lages, e na data de 16/01/2017, acompanhados pelos Senhores Marcelo David Castellen, Fiscal de Vigilância Sanitária (responsável pela ação fiscal) e Jacir Pasetto Médico Veterinário, Fiscal de Vigilância Sanitária estiveram realizando inspeção sanitária no estabelecimento denominado Padaria e Confeitaria Fino Sabore Produtos Caseiros Eireli ME.

No dia da fiscalização me encontrava dentro do estabelecimento na área de vendas preenchendo documentação pertinente ao ato fiscalizatório, quando o fiscal Marcelo David Castellen, que se encontrava fiscalizando dentro da área de produção do estabelecimento me chamou. Devidamente uniformizado e identificado entrei na área de produção onde encontrava-se o fiscal Marcelo David Castellen, e este começou a apontar que as irregularidades sanitárias persistiam mesmo após decorrido o prazo legal determinado em notificação anteriormente emitida por ele, quando solicitou minha opinião técnica diante da situação.

O proprietário da empresa Sr. Leo Maule, também encontrava-se na área de produção acompanhando a fiscalização realizada pelo fiscal Marcelo David Castellen. Ao ser indagado pelo colega emiti minha opinião técnica diante dos fatos dizendo: “Diante do não cumprimento da notificação emitida em 24/11/2016, vencido o prazo legal de adequação, inclusive o prazo de prorrogação solicitado pelo proprietário, que o correto seria interditar cautelarmente o estabelecimento em virtude do risco sanitário eminente, mas que a decisão era sua”.

Neste momento fui sair da área de produção sendo impedido pelo proprietário Sr. Leo Maule que estendeu o braço e disse “Pera aí rapaz, vamos resolver as coisas como homem”. Diante da ameaça do proprietário respondi “eu sou homem desde que nasci e não brinco em realizar a minha função na fiscalização, você sim esta brincando de ser dono de padaria”. Pedi licença ao proprietário e sai da área de produção sendo seguido por este até a área de vendas e este continuou a me interpelar sobre meu posicionamento. Toda discussão na área de produção foi acompanhada pelos colegas Marcelo David Castellen e na área de vendas por Jacir Pasetto, ambos fiscais de vigilância sanitária.

Retornei ao estabelecimento somente mais uma vez na data de 23/01/2017, acompanhado novamente pelos fiscais de vigilância sanitária Marcelo David Castellen e Jacir Pasetto para verificação do cumprimento das obrigações subsistentes e não dirigi a palavra ao proprietário da empresa Sr. Leo Maule, apenas assinei o Termo de Fiscalização. Somente os fiscais Marcelo David Castellen e Jacir Pasetto conversaram com o proprietário, justamente para evitar qualquer constrangimento desnecessário.

Esclarece que o processo da empresa foi liberado pela vigilância sanitária do Município de Lages em 24/01/2017 pelo fiscal Marcelo David Castellen e desde 28/11/2017 encontra-se pendente no Setor de Tributação da Secretaria Municipal de Administração e Finanças, por falta de documentação de liberação da estrutura física pelo Corpo de Bombeiros (Falta Alvará Corpo de Bombeiro).

Fatos que foram todos relatados no Boletim de Ocorrência n.º 00472 – 2017 – 0013022 efetuado por mim no dia 21 de novembro de 2017.

Pedro Poroski Júnior

A ordem cronológica com documentos anexos, sobre o histórico do processo com protocolo sob n.º 169033503 da Panificadora e Confeitaria Fino Sabore Produtos Caseiros EIRELI ME que tramita na Vigilância Sanitária:

Data de 24/10/2016 – Processo deu entrada VISA via Sistema on-line REGIN

Atividades Solicitadas: - Fabricação de Produtos de Padaria e Confeitaria com Predominância de Produção Própria;

- Padaria e Confeitaria com Predominância de Revenda;

- Comércio Varejista de Mercadoria em loja de Conveniências;

- Comércio Varejista de Produtos Alimentícios em Geral ou Especializado em Produtos Alimentícios Não Especificados Anteriormente;

- Comércio Varejista de Jornais e Revistas;

- Restaurantes e Similares;

- Lanchonetes, Casas de Chá, De Sucos e Similares.

Data de 24/10/2016 – Processo foi distribuído para fiscalização aos cuidados do Fiscal de Vigilância Sanitária Marcelo David Castellen.

Data de 23/11/2016 – Realizado vistoria no estabelecimento para encaminhamento do processo, sendo emitido Termo de Fiscalização nº 049687, e solicitado comparecimento do proprietário a VISA, para esclarecimento.

Vistoria foi realizada pelo Fiscal de VISA Marcelo David Castellen auxiliado por Paulo Roberto Branco – Auxiliar de Fiscalização. Na data foi realizado acervo fotográfico da situação do estabelecimento.

Data de 24/11/2016 – Proprietário compareceu na VISA, recebendo orientações (Termo de Fiscalização nº 057062) e sendo cientificado de obrigações subsistentes a cumprir através da Notificação nº 18306 de 24/11/2016, com prazo para cumprimento de todos os itens de 30 (trinta) dias.

Data de 17/12/2016 – Proprietário comparece na VISA solicitando prorrogação de prazo, por mais 30 (trinta) dias para construção dos sanitários.

Data de 16/01/2017 – Realizado vistoria no estabelecimento para verificação do cumprimento da Notificação nº 18306, sendo emitido Termo de Fiscalização nº 055338, assinados pelo Fiscal de VISA Marcelo David castellen (responsável pela ação), Pedro Poroski Junior – Médico Veterinário/Fiscal de VISA e Jacir Pasetto – Médico Veterinário/Fiscal de VISA. Sendo Notificação cumprida parcialmente e dado prazo de 7 (sete) dias para cumprimento dos itens restantes.

Data de 23/01/2017 – Realizado nova vistoria para acompanhamento da notificação nº 18306 (de 24/11/2016), faltando cumprimento dos itens 02 e 21, solicitado apresentação de cronograma de execução para ítem 21 para aprovação da gerência.

Fiscalização realizada pelo Fiscal de VISA Marcelo David Castellen (responsável pela ação fiscal), Pedro Poroski Junior – Médico Veterinário/Fiscal de VISA e Jacir Pasetto – Médico Veterinário/Fiscal de VISA, conforme Termo de Fiscalização nº 055350 de 23/01/2017.

Data de 24/01/2017 Processo liberado através de Sistema on Line REGIN, pelo Fiscal de VISA Marcelo David Castellen, para seguir tramitação e cadastramento da empresa no município.

Data de 08/02/2017 – Proprietário compareceu a VISA solicitando nova prorrogação de prazo para construção dos sanitários e vestiário, porém sem estabelecer prazo e cronograma para execução.

Data de 28/11/2017 – Processo encontra-se pendente no Setor de Tributação da Secretaria Municipal de Administração e Finanças, por falta de documentação de liberação da estrutura física pelo Corpo de Bombeiros (Falta Alvará Corpo de Bombeiro).

Sem_t__tulo2.jpg

Sem_t__tulo1.jpg

Sem_t__tulo4.jpgSem título_1.jpg

Última atualização em Quarta, 06 de Dezembro de 2017 11:36
06 Dezembro 2017
Prédio da delegacia ainda aguarda material de informática para concluir a instalação

14885788261470.jpg

Lá se vão cerca de um mês desde quando chegaram os móveis da nova delegacia regional de polícia e a obra ainda não foi inaugurada. Não sabemos o porquê da demora.

Segundo o relações públicas da Delegacia Regional, Carlos Manoel, ainda estão aguardando alguns equipamentos de informática.

Ainda não há previsão para a inauguração “Queremos que seja o quanto antes, mas com tudo funcionando bem”, diz ele.

06 Dezembro 2017
Presidente Sadi propôs a criação de uma nova feira agroindustrial de três em três anos

Acil.jpg

Sadi Montemezzo e Juliano Chiodelli foram reconduzidos à presidência e vice-presidência da Acil e a posse se deu na segunda-feira em um evento bastante prestigiado no Serrano Tênis Clube. Não houve disputa na eleição que os reconduziram aos cargos.

 

unnamed_13.jpg

Mas até dá para entender pela dificuldade em montar uma chama com quase 50 cargos, senão mais. Além da presidência e vice há mais uns 20 vice-presidentes para todos os setores. Há até o vice-presidente para aeroportos. Cargo que passa a ser exercido pelo presidente da Comissão Pró-Voo, Anderson de Souza.

acil2.jpg

Além destes, há ainda os membros dos conselhos, os consultores de cada área e os coordenadores de núcleos. Portanto são inúmeros os cargos a serem preenchidos na Acil.  Nesta nova diretoria estão incluídos vários ex-presidentes como Isabel Baggio e Antônio Carlos Floriani. Tanto que em seu discurso, Sadi fez referência a todos eles, incluindo Luiz Spuldaro que não pode estar presente na posse por problemas de saúde e do qual recebeu o cargo.

Aproveitando a presença do secretário do Desenvolvimento Econômico Carlos Chiodini, Sadi pediu que o estado também realize o Refis para que as empresas com impostos atrasados possam resolver suas pendências a exemplo do que fez a prefeitura de Lages.

Elogiou o prefeito Ceron pelo projeto Mais Simples que permitirá agora que se abra uma empresa em Lages em apenas seis dias e por fim citou seus planos.

Acil1.jpg

Acho que faltou inspiração ao presidente que coloca como meta neste segundo mandato a realização de uma feira agroindustrial há cada três anos. Isso porque ficou entusiasmado com a edição da Expolages deste ano que superou todas as demais em número de animais, público e comercialização. Considerando que já está inserida na Expolages a feira industrial e agropecuária me parece que a proposta deveria ser de reforçar a que já existe e não criar outra.

Início  |  « Anterior12345678910Próximo »  |   Fim