Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

251.jpg

 

lages_parque_jonas_ramos_peq.jpg

 

Arquivo

 
13 Abril 2018
Napoleão participa do Encontro Mesorregional do PSDB Mulher

napo.jpg

 

Cumprindo agenda intermediada pelo presidente local do PSDB, Roberto Amaral, o ex-prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes está, desde esta quinta-feira (12) visitando municípios da região serrana. Ontem esteve, com a comitiva lageana, em Urubici, São Joaquim e mais tarde com estudantes da Uniplac, em Lages.

Para esta sexta-feira (13) a maratona de compromissos e reuniões com lideranças começou cedo e vai até a noite no Encontro Mesorregional do PSDB Mulher na Câmara de Vereadores, a partir das 19h.

unnamed_2.jpg

Napoleão esteve em Urubici e São Joaquim onde as prefeituras são administradas pçelo PSDB

 

unnamed_3.jpg

Entre um compromisso e outro, Amaral levou Napoleão para conhecer os estúdios das Rádios Clube e Massa junto com o vereador Bruno Hartmann e também estiveram no gabinete do vereador tucano na Câmara de Vereadores.

“É uma honra e um prazer muito grande poder trazer o Napoleão para conhecer um pouco mais da nossa terra e a nossa gente. A receptividade por onde passamos deixou clara a vontade das pessoas em querer fazer diferente e o Napoleão representa muito bem esse espírito”, comenta Roberto Amaral.

Fotos: Silviane Brun

Última atualização em Sábado, 14 de Abril de 2018 20:39
13 Abril 2018
Questionamento quanto a dívida herdada

Para contestar as declarações do secretário da Administração e Fazenda, Antônio Arruda, leitor do blog enviou resumo da aprovação das contas de  pelo Tribunal de Contas que mostra o déficit orçamentáro de 2012 e de 2016:

 

aaIMG_20180413_WA0074.jpg

 

13 Abril 2018
Um dos empresários mais proeminentes de Lages completou 89 anos

unnamed.jpg

Seu Mário Leopoldo dos Santos completou, ontem (12), 89 anos.

Ele é um dos empresários mais bem-sucedidos de Lages. Dono da maior rede de cinemas do país (Arcoplex) com inúmeras salas espalhadas Brasil afora (Fortaleza, São Paulo. Brasília, etc...) entre elas o Cine Marrocos que marcou época em Lages pela qualidade e tecnologia. Chegou a sediar o primeiro Festival de cinema do Brasil (antes de Gramado).

Seu Mário Pintado, como é conhecido, tem uma história que faz inveja, pois foi ele que construiu tudo o que tem. Quando menino era madrinheiro de tropa e depois, foi trabalhar com caminhão. Puxava madeira para o porto de Itajaí. Mais tarde se tornou um dos maiores vendedores de carros e caminhões no território nacional. Foi a partir dai que construiu a rede de cinemas, que só em Lages chegou a ter quatro salas.  É também um dos maiores pecuaristas com propriedades em Lages e no Uruguai.

Ele nasceu em 12 de março de 1929, casou-se em 1952, com dona Daltiva Alves dos Santos e tiveram cinco filhos

Interessante é que fazem tantas homenagens a figuras empreendedoras, mas não lembro de nenhuma dirigida ao seu Mário, grande merecedor delas.

 

13 Abril 2018
Maquinista fotografa leão baio próximo a linha do trem

Baio.jpg

Este leão baio foi visto e fotografado pelo maquinista Cláudio, de um dos trêns da Rumo Logística, no Km 306 da ferrovia, acima da Estação Sargento Queirós, nas proximidades da ponte ferroviária sobre o Rio Pelotas, na Coxilha Rica, divisa com o Rio Grande do Sul. 

Isto aconteceu na manhã desta sexta-feira, dia 13.  Pelo visto, alimento é que não lhe falta, visto que parece bem nutrido. 

13 Abril 2018
Multa de R$ 924 mil para quem não pavimentou as calçadas

Mais de 60 moradores receberam multa de R$ 924,00 por não terem atendido a notificação da secretaria dos Serviços Urbanos e Meio Ambiente para a construção das calçadas em frente às suas propriedades. São os mesmos moradores que no ano passado foram notificados com os pedidos dos vereadores – João Chagas (PSC), Aidamar Hoffer(PSD) e Lucas Neves (PP) – anexados, como se as notificações fossem feitas por solicitação dos mesmos. À época, os vereadores protestaram e o secretário Euclides Mecabô foi à Câmara para dar explicações. Lá garantiu que não seriam multados.

Mas, passados mais de seis meses, agora receberam o comunicado de uma multa de R$ 924,00 por não terem atendido a determinação. O assunto veio à tona, na terça-feira, na Câmara de Vereadores, através de um pedido do vereador Amarildo Farias para execução das calçadas nas edificações públicas. O vereador Lucas Neves foi taxativo: “a lei deve valer para todo mundo ou não vale para ninguém”.

Cal__ada_na_Rua_Correia_Pinto_por_Patr__cia_Vieira_2018_03_13_16_e1521224790376.jpg

Lembra que a prefeitura está notificando os moradores, mas ela própria não cumpre a lei. Há muito passeios em frente aos órgãos públicos – escolas e postos de saúde - sem calçamento. Então, primeiro teria de fazer as calçadas nestes locais para depois cobrar do cidadão. Vone Scheuermann citou que basta andar pelo centro para ver a “vergonha das calçadas”.

“Os estabelecimentos tinham de ser notificados e dado um prazo de 30 dias para regularizar”, entende ele.

Lucas3.JPG

Para Lucas, não se pode multar o cidadão comum se o poder público não dá o exemplo.

”quero saber se os fiscais do Meio Ambiente também vão multar em R$ 924,00 os órgãos públicos que não constroem calçadas em seus espaços”, disse.

 

A vereadora Aidamar Hoffer compartilha este mesmo pensamento.  “Parece que a Secretaria do Meio Ambiente é a torre de Babel. O secretário vem aqui e garante que a notificação não vai virar multa e passados alguns meses o cidadão recebe a multa por não fazer a calçada numa rua que mal dá para caminhar de tanta lama. Antes de ir para os bairros fazer este trabalho, vamos olhar o centro da cidade,” disse ela.

MarinLuiz.JPG

–“Está fácil de resolver o caso. A chefe dos fiscais que expediu as multas disse que quem manda é ela, não o Tchá Tchá. Então está fácil de resolver: é só tirar ela”, argumentou o presidente da Câmara, Luiz Marin.

Foi solicitada a cópia da sessão em que Euclides Mecabô esteve com os vereadores e garantiu que não haveria multa. De posse dela, uma comissão de vereadores deverá ir ao secretário Mecabô para cobrar o cumprimento de sua palavra.

 

ivanildo_PR.jpg

Diz o vereador Ivanildo Pereira (PR) que, por conta disso, "já estamos sendo chamados nas ruas de sem-vergonha porque não estamos fiscalizando”

13 Abril 2018
Arruda diz que restam R$ 6,7 milhões a pagar da dívida herdada

Arruda__2_.jpg

No dia 31 de março a prefeitura concluiu mais uma parte do pagamento das dívidas herdadas e, “hoje, daquela dívida antiga de R$ 37 milhões, restam apenas R$ 6,7 milhões para serem pagos. Imagina se tivéssemos estes R$ 30 milhões para fazer as obras na cidade!”, disse o secretário da Administração e Finanças, Antônio Arruda.

“Já temos mais de 30 ruas asfaltadas com uma ano e quatro meses de administração e o projeto nosso era para 70 ruas ao longo dos quatro anos e talvez fosse mais do que isso se o Fundam viesse completo. Mas a gente vai cumprir o que tratou com a sociedade, em torno de 70 ruas asfaltadas,” explicou ele em entrevista à Rádio Menina.

13 Abril 2018
E a ilha de SC tremeu nesta sexta-feira

Na manhã desta sexta-feira, 13, chegaram relatos de tremores no Norte e Sul da Ilha de Santa Catarina para a Defesa Civil de Florianópolis. Logo que a Defesa Civil Estadual foi notificada, o coordenador Regional da Grande Florianópolis foi acionado para o monitoramento dos municípios da região.

Em São João Batista também chegaram relatos do tremor. Até o momento a situação está sendo averiguada. Logo que novas informações sejam repassadas, a Secretaria de Estado da Defesa Civil fará um novo comunicado.

 

13 Abril 2018
IAB sugere que anualmente se faça a análise do Plano Diretor

um__2_.jpg

A Câmara realizou no dia 5 de abril a segunda das três audiências públicas que debatem a revisão do Plano Diretor de Desenvolvimento Territorial (PDDT) do município.

A próxima e última reunião pública sobre o Plano Diretor acontece no dia 25 de abril, a partir das 19h, no Plenário Nereu Ramos da Câmara. Antes disso, na próxima quinta-feira (19), um seminário aberto ao público e que tratará especificamente deste assunto será realizado também no plenário da Câmara, a partir das 14h.

 

·         Presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) em Lages, Augusto Branco Fornari trouxe uma proposta da IAB com diversas alterações pontuais e a sugestão de que o Plano Diretor seja analisado anualmente ao invés de a cada década. Também sugeriu que seja feito um planejamento e investimento em pesquisas, fluxos, eixos e mobilidade que deem embasamento às mudanças propostas ao PDDT. “Lages é como uma empresa em que cada um de nós somos sócios. Nós do Instituto de Arquiteto do Brasil nos colocamos a disposição dos senhores para auxiliar neste processo”, disse.

·         Diretor de Patrimônio da Associação Empresarial de Lages (Acil), José Augusto Fornari Souza reiterou a necessidade de mudança para alguns conceitos no desenvolvimento urbano da cidade, como por exemplo, a mobilidade urbana estar atrelada ao Plano Diretor. Ele citou o exemplo de um cidadão que se sofrer AVC no início da avenida 31 de Março terá de passar por 11 lombadas até chegar ao Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, o que pode agravar o quadro de sequelas decorrentes deste ataque.

·         Morador do bairro Sagrado Coração de Jesus, Alex Becker Philippi defendeu que o referido local permaneça como está dentro do PDDT, ou seja, uma área exclusivamente residencial. “Este é um desejo da grande maioria dos moradores do referido bairro”, reforçou.

 

 
 
13 Abril 2018
Jair saiu em defesa do secretário Tchá Tchá. "Querem derrubá-lo", diz ele

Jair1.jpg

O que me surpreende não é um secretário apanhar dos vereadores, mas sim só um secretário apanhar dos vereadores. Parece-me que estão sendo um pouco seletivos. Eu já critiquei o Tchá-Tchá, como já critiquei quase todos. Agora, depois de defender a administração, de nepotismo a cartão corporativo, criticar dessa forma me parece intenção de derrubar o secretário a qualquer custo.

Vereador Jair Júnior (PSD), em seu comentário no portal On News. Ele saiu em defesa do secretário Euclides Mecabô que foi duramente criticado na Câmara porque não estaria sendo eficiente na sua função. 

12 Abril 2018
Juíza nega pedido do deputado João Rodrigues

Decisão da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, tratando do pedido de trabalho externo para o deputado João Rodrigues (PSD), ora sentenciado no regime semiaberto e cumprindo pena no regime fechado, foi pelo indeferimento por parte da Juíza Leila Cury pelo simples entendimento de que o mandato parlamentar não é um trabalho laboral.

Segundo a juíza, o deputado João Rodrigues não preenche os requisitos subjetivos para a concessão do benefício pleiteado, pois a proposta de trabalho (mandato Parlamentar), não atende as condições legais necessárias ao retorno dele ao convívio social regular, já que as prerrogativas legais não podem ser cerceadas ou mitigadas pela Vara de execução penal.

Pelo o entendimento, o parlamentar não pode ser fiscalizado, visto que os agentes da Gerência de Fiscalização não teriam livre acesso à Câmara dos Deputados (Casa do Povo), embora a Casa Legislativa possua mais de 250 câmeras de monitoramento, sistema biométrico de aferição de presença, atas de todas as reuniões que ocorrem, além do comprometimento do parlamentar em cumprir todas as exigências.

 

 
Início  |  « Anterior12345678910Próximo »  |   Fim