Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

251.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
11 Outubro 2018
Nota sobre a Pensão Especial na Câmara em Lages

Em virtude da repercussão relativa a matéria, gostaria de realizar alguns esclarecimentos:

1º É fato que a resolução está vigente.

A Resolução n. 22/1995 da Câmara de Vereadores está vigente e encontra-se devidamente publicada no site da Câmara de Vereadores e no site “Leis Municipais”, não existindo nenhuma informação nessas bases públicas que a mesma foi revogada.

Confira em: Site da Câmara: https://www.camaralages.sc.gov.br/camara/proposicao/pesquisalegislacao/1995/1/0/33383#lista_texto_proposicao

Site Leis Municipais:

https://leismunicipais.com.br/a/sc/l/lages/resolucao/1995/2/22/resolucao-n-22-1995-regulamenta-o-artigo-35-paragrafo-3-da-lei-organica-do-municipio-de-lages

2º Sobre o direito do vereador

Com relação ao vereador, que atualmente recebe a pensão especial, esclareço que a intenção de revogar a resolução não é para que o referido vereador perca o benefício, por entender que trata-se de direito adquirido, a exemplo do que ocorreu com os ex-governadores em Santa Catarina.

3º Sobre a intenção do Projeto de Resolução no 07/2018”

O objetivo desse projeto é revogar expressamente a Resolução n. 22, de 19 de setembro de 1995. O projeto de revogação foi protocolado na Câmara de Vereadores em 05 de outubro e já possui parecer favorável da assessoria jurídica da câmara, conforme o link https://www.camaralages.sc.gov.br/camara/proposicao/Projeto-de-Resolucao/2018/1/936/57154#lista_texto_proposicao

Atenciosamente,

Vereador Moisés Savian

Última atualização em Segunda, 15 de Outubro de 2018 12:22
11 Outubro 2018
Titon foi o campeão de votos a estadual no Cerrito

Cerritogovernadcor.jpg

Mauro Mariani perdeu para Merísio e Décio Lima em São José do Cerrito.

 

CerritoSenador.jpg

Mas, Raimundo Colombo também levou a maior votação ao Senado

CerritoFederal.png

Carmen Zanoto foi a mais votada, mas aqui também aparece Ricardo Guidi levando os votos da Serra. Fez 572 votos

 

Cerritoestadual.jpg

Três candidatos de fora lideranram os votos a deputado estadual. Gabriel aparece em quarto lugar com 388 votos. Lá Romildo Titon teve 864 eleitores.

11 Outubro 2018
Resultado eleitoral mostrou que o PR é forte em Palmeira

Palmeiragovernador.jpg

Mariani fez a maior votação em Palmeira. Levou 40% dos votos ao governo.

Palmeirasenador.jpg

Lá Jorginho Mello foi também o mais votado para o Senado. Se explica pelo fato da prefeitura estar nas mãos do PR. A prefeita Fernanda Córdova mostrou que tem liderança.

 

Palmeirafederal.jpg

Carmen Zanotto fez 30% dos votos a deputado federal, conseguindo 677 dos 1.951 votos válidos.

 

Palmeiraestadual.jpg

Assim como Jorginho ao Senado, Marcius Machado foi o mais votado para estadual.

 

11 Outubro 2018
Marcius levou maioria dos votos em Painel

Painelgovernador.jpg

Em Painel o comandante Moisés ficou em quarto lugar na disputa.

Painelsenado.jpg

Amin e Jorginho tiveram a preferência dos votos ao Senado.  Colombo  perdeu por 22 votos para o segundo colocado.

 

PainelFederal.jpg

Carmen levou a maioria dos votos em Painel

 

Painelestadual.jpg

Marcius foi bem votado em Painel. Gabriel ficou em  quarto lugar

11 Outubro 2018
Presidente da Câmara assume prefeitura de Urupema por 10 dias

Posse0.jpg

O presidente da Câmara de Vereadores Jair Silva de Oliveira, o “Guito” do MDB assumiu a prefeitura de Urupema, na tarde desta quarta-feira (10). A transmissão do cargo foi presidida pelo prefeito Evandro Frigo Pereira que aproveitou a solenidade para assinar com a Caixa Econômica Federal, o contrato para construção da nova sede administrativa de Urupema.

 O prefeito se licenciou por dez dias e a vice-prefeita Cristiane Muniz Pagani Almeida, não pode assumir por estar de licença maternidade.

 

0_3.jpg

 

O prefeito licenciado disse em seu discurso, que o presidente da câmara fez história na política de Urupema e é merecedor deste momento, sendo o único presidente de câmara a assumir o posto de prefeito na Serra Catarinense, nesta legislatura. Guito agradeceu a confiança do prefeito e retribuiu o gesto declarando que dará continuidade as boas ações que estão sendo realizadas no município.

 

“Apesar do curto espaço de tempo será um momento de muito aprendizado e especial para minha trajetória política”, declarou o prefeito interino. O presidente da Uveres, vereador de Ponte Alta Giovani Antunes da Luz prestigiou a solenidade.

Um dos compromissos de campanha de Evandro Frigo, a nova sede administrativa da prefeitura terá obras iniciadas em breve. Atualmente a prefeitura tem limitações de espaços e algumas secretarias funcionam em outros ambientes em salas de aluguel.

Fotos: Oneris Lopes 

Última atualização em Quinta, 11 de Outubro de 2018 15:56
11 Outubro 2018
Políticos lageanos que apoiaram candidatos de fora tiveram uma resposta pífia das urnas

Segundo o vereador Lucas Neves (PP) o resultado das urnas “lavou sua alma”, pois conseguiu uma votação expressiva, mesmo sem o apoio da prefeitura, de parte do partido e de grandes figuras políticas.

Na realidade, Lucas foi o quinto candidato a deputado estadual pelo PP entre os mais votados. Atrás apenas de José Milton Scheffer (o mais votado), João Amin, Altair da Silva, Silvio Dreveck. Ficou na quarta suplência pela coligação (PP/PSD e PSC) ficando atrás de Silvio Dreveck (PP), Jean Kuhlmann (PSD) e Ulisses Gabriel (PSD).

 

Lucas3.JPG

“Se tivéssemos feito o número previsto pelo partido de cadeiras na Assembleia, estaríamos lá”, diz Lucas. O PP previa que faria cinco cadeiras e conseguiu apenas três. A política mudou, contatou o vereador: “Infelizmente os partidos tradicionais sofreram nesta eleição. Isso é um reflexo daquilo que se constituiu ao longo do tempo: a população está indignada com os políticos”.

E mais: “Não conseguimos uma das vagas, mas chegamos ao final da votação contabilizando algo que me deixa feliz: fui o 2º mais votado em Lages. Isso nos dá ânimo para continuar fazendo o que a gente acredita”.

Realmente nesta leitura entendemos porque o vereador diz que lavou a alma. Muito mais ainda porque os candidatos para os quais parte do partido trabalhou, especialmente àqueles ligados ao vice-prefeito, como Silvio Dreveck e Valdir Comin também não se elegeram. O primeiro fez 375 votos em Lages e Comin apenas 101. Na realidade o PSL foi o único partido que foi coeso para as urnas.

Houve disputa entre Lucas e lideranças do PP, discussão entre os apoiadores de Gabriel Ribeiro e a o presidente do PSD João Alberto Duarte. E no MDB muitos não apoiaram o vereador Thiago Oliveira.

HampelMushue.jpg

O ex-vereador Mushue Hampel apoiou Valter Gallina (que fez 374 votos em Lages), o secretário regional Juarez Mattos apoiou Cobalchini que fez 150 votos e

David2.JPG

o vereador David Moro apoiou Dirce Heiderscheidt que fez 493 votos.

A considerar a pífia votação destes, esta traição aos companheiros locais, dos quais precisarão no momento em que se candidatarem no futuro, lhes custará muito caro.

11 Outubro 2018
Em Lages sobraram apenas 81,02% de votos válidos

Em Lages, dos 123 mil eleitores aptos a votarem apenas pouco mais de 98 mil foram às urnas. A abstenção foi a maior já registrada: 20%.

Que somados aos 8% de votos nulos e 7% de votos em branco, sobraram apenas 81,02% de votos válidos (79.742). Com poucos votos e muitos nomes em disputa, acabaram pulverizados.

Confirmou-se que sem os votos de fora não teríamos nenhum deputado eleito, nem mesmo a deputada federal Carmen Zanotto. Dos 84.703 votos que recebeu, apenas 35.787 vieram das urnas de Lages.

O único deputado estadual eleito, Marcius Machado (PR) fez 30.277 votos, mas em Lages, apesar de ficar a frente dos demais, conseguiu 23.474 votos.

Lucas Neves (PP) teve 26.794 votos e ficou na quarta suplência e fez apenas 18.310 votos aqui.

Mesmo o candidato Thiago Oliveira (MDB) fez apenas 4.194 votos em Lages, dos 7.926 que totalizou.

Até mesmo o vereador Bruno Hartmann (PSDB) fez em Lages a metade da votação: dos 5.841 votos que recebeu: 2.657 saíram das urnas locais.

Pesquisas realizadas pelo Instituto On Line - mas não divulgada -, já apontava há cerca de duas semanas que Marcius tinha 20% dos votos a deputado estadual e Lucas ficava na casa dos 18% e, em terceiro lugar, estaria o deputado Gabriel Ribeiro com cerca de 9%, bem próximo ao resultado das urnas.

Ainda bem que não ficamos sem representação, tanto na Câmara dos Deputados como na Assembleia. Pelo menos uma cadeira. Apesar de Lucas estar na suplência há pouca probabilidade de que venha assumir, a não ser que o candidato Gelson Merísio vença no segundo turno e chame quatro dos cinco deputados eleitos.

De qualquer forma, a representação serrana no legislativo foi menor do que a esperada pois se perdeu uma vaga importante no contesto, de Senador, com a derrota de Raimundo Colombo.

É preciso fazer o registro que em Lages ele foi o mais votado, obtendo 28,39% dos votos, pois 44.578 lageano votaram nele. 41.398 outros votaram em Esperidião Amin e 25.722 em Jorginho Melo.

11 Outubro 2018
Hobus pede a sinalização turística da rodovia Caminhos da Neve

O Deputado Estadual, Milton Hobus (PSD) fez a indicação a Secretaria de Estado da Infraestrutura e Departamento de Infraestrutura do Estado, para que seja elaborado o projeto de planejamento e execução de obras para sinalização turística da Serra Catarinense.

O pedido é amparado na Lei 17.295, que instituiu a Rota Turística Caminhos da Neve. De acordo com Milton Hobus a indicação prioriza o trecho da SC 114.

“Queremos estimular os poderes constituídos, empresários e comunidade a inspirar novas ações para a região,” disse. Para Milton Hobus, que foi autor do Projeto de Lei que cria oficialmente a Rota Turística Caminhos da Neve, o poder público tem que aproveitar melhor os potenciais turísticos da Serra Catarinense. A Rota Turística Caminhos da Neve, é composta por 09 cidades: Bom Retiro, Rio Rufino, Urupema, Painel, Bocaína do Sul, Lages, São Joaquim, Urubici e Bom Jardim da Serra.  

 
11 Outubro 2018
Ivanildo quer saber

O vereador Ivanildo Pereira (PR) está querendo saber quais são os encaminhamentos dados aos pedidos de informação enviados pelo Legislativo Municipal à Prefeitura de Lages, especialmente à Secretaria de Planejamento e Obras.

Ele pergunta através de requerimento qual o procedimento feito diante do recebimento de alguma indicação desta Casa Legislativa, qual o cronograma feito pela secretaria e qual o prazo para algum tipo de retorno, resposta ou justificativa das referidas indicações. As dúvidas serão encaminhadas ao prefeito Antonio Ceron (PSD), que terá um prazo de até 30 dias para responder.

Parece que o secretário de Obras não está respondendo aos questionamentos dos vereadores. Está acima dos poderes e do que determina a lei.

 

11 Outubro 2018
Críticas por causa da pintura de um monumento

5d757d93_aa51_460c_81ba_fcc7060b2418.jpg

Houve muitas críticas, nesta quarta-feira, com relação a pintura que o secretário de Serviços públicos e Meio Ambiente, Euclides mecabô, determinou, do monumento da Fraternidade, da praça do mesmo nome.

Pintou de verde e amarelo e os críticos entendiam que deveria ficar no cimento natural por ser uma obra de arte, mas este monumento já era pintado, embora de verde e laranja, como lembrou o secretário. Francamente, acho que tem coisas mais importantes a ser debatido ou defendido.

Início  |  « Anterior12345678910Próximo »  |   Fim