Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

Lages.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
10 Fevereiro 2019
Executiva do PT manifesta-se sobre declaração do vereador Gerson

Nota Pública da Executiva do PT de Lages 

Diante das informações que circularam envolvendo a participação de pessoas ligadas ao PT e ao Vereador Amarildo Farias no Governo Ceron o Partido manifesta-se: 

1- O Partido dos Trabalhadores reafirma seus princípios, dentre eles, o da democracia interna; 

2- As tomadas de decisões de detentor de cargo eletivo (Vereador), a respeito de assuntos importantes para o município, são discutidas na Comissão Executiva do Partido e também no Conselho Político do Mandato; 

3- Seguindo tal prática, o tema da eleição da Mesa Diretora foi assunto debatido pelo Vereador Amarildo com a Executiva Municipal, onde foi deliberado por não apoiar o candidato representante do Governo Ceron reafirmando nossa condição de oposição ao atual governo e buscando autonomia do parlamento municipal; 

4- O Vereador Gerson, derrotado na eleição da Mesa, acusou publicamente o vereador Amarildo, alegando que esse tenha indicado pessoas para trabalhar na Prefeitura, o que não é verdade. A maior prova disso tem sido a postura de independência e oposição ao governo municipal que vem sendo tomada ao longo desses dois anos. 

5 - O Partido dos Trabalhadores de Lages reintegra sua total confiança no trabalho prestado pelo vereador Amarildo junto à comunidade lageana se mostrando um dos vereadores mais atuantes da atual legislatura e cumprindo com a política partidária em defesa da classe trabalhadora, a qual nós do PT se orgulhamos em termos como bandeira! 

Lages, 08 de fevereiro de 2019. 


Executiva Municipal do Partido dos Trabalhadores de Lages

10 Fevereiro 2019
Governador disse ao Marcius que, por ora, a Gered não sairá de Lages

MarciusMoises.jpg

O deputado estadual Marcius Machado (PR) esteve reunido com o Governador Carlos Moisés e o Secretário da Casa Civil, Douglas Borba, e abordou a questão da Regional de Saúde e da Gered.

O governador lhe disse que "estão sendo realizados estudos e por ora só o gerente da regional de saúde que irá para Joaçaba, o que está ocorrendo em algumas regionais é que existe um excesso de funcionários e que nestes casos serão relocados e os serviços serão mantidos, sem nenhum prejuízo para a população."

 

Marcius faz balanço dos primeiros 10 dias de mandato de deputado:

4e4a5adf_6225_4b43_b1fa_fea1644e6973.jpg

Última atualização em Domingo, 10 de Fevereiro de 2019 21:03
08 Fevereiro 2019
Lucas aponta vereadores que negaram apoio à redução de cadeiras e ainda xingou o diretor

479f011c_d0c3_4cc1_9b97_feaf4f8f3ada.jpg

de55a71b-d42b-4fa2-b932-42a3b2a8d3ae_2.jpg

O vereador Lucas Neves está expedindo boletins periódicos a respeito da adesão dos vereadores ao seu projeto para reduzir de 16 para 12 as cadeiras da Câmara.

Precisa ainda de duas assinaturas e acima ele divulgou a lista dos que negaram apoio e a lista dos indecidos.

Também aproveitou para chamar atenção do diretor administrativo da Câmara que postou comentário.

08 Fevereiro 2019
Justiça determina bloqueio das contas do prefeito de Bom Retiro e presidente da Amures

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) obteve medida liminar em ação por ato de improbidade administrativa para determinar o bloqueio de bens do Prefeito de Bom Retiro, Antônio Neckel (PP) e da advogada Paula de Lourdes Montagna. A advogada, que atua em causas particulares do Prefeito, foi contratada para defender o Município. O valor a ser bloqueado corresponde a mais de R$ 1 milhão para cada um dos réus.

 

Vilmar_Neckel.jpg

A ação foi ajuizada pela Promotoria de Justiça da Comarca de Bom Retiro. Na ação, o Promotor de Justiça Francisco Ribeiro Soares relata que Paula foi contratada para exercer a advocacia em favor do Município de Bom Retiro ao mesmo tempo em que defende os interesses particulares do Prefeito, em evidente conflito com a atuação junto à Municipalidade.

"Não bastasse, o Município dispõe de Procurador que exerce cargo comissionado e mesmo assim realizou a contratação da Advogada Paula para atuar em demandas comuns, fato dotado de ilegalidade", completa o Promotor de Justiça.

Diante dos fatos apresentados pelo Ministério Público, o Juízo da Comarca de Bom Retiro determinou, liminarmente, o rompimento imediato do vínculo e afastamento da Advogada do exercício de funções junto ao Município. Também foi determinada a indisponibilidade de bens móveis e imóveis em nome dos réus para assegurar o ressarcimento integral dos prejuízos causados, além da multa civil, em caso de condenação.

O valor do dano está comprovado por um empenho de R$ 11,5 mil emitido pelo Município em favor da advogada. Além do suficiente para ressarcir o prejuízo, foi determinado o bloqueio do valor de possíveis multas a serem aplicadas em caso de condenação: R$ 1,024 milhão para o Prefeito e R$ 1,036 milhão para a advogada. O mérito da ação ainda não foi julgado e cabe recurso da decisão liminar. 

 

 
08 Fevereiro 2019
Amures tenta aproximação com a Uveres

311f2a5c_fb71_4b46_b068_7add7d2ad70e.jpg

O presidente da União das Câmaras de Vereadores da Região Serrana – Uveres, Giovani Antunes da Luz, membro do legislativo de Ponte Alta e o vereador Jair Silva de Oliveira, o “Guito”, de Urupema estiveram na Amures na tarde desta sexta-feira (08). A visita teve o propósito de estreitar ações entre as duas instituições.
O secretário executivo da Amures Walter Manfroi recebeu informações sobre as metas da Uveres no âmbito regional em 2019 e repassou outras, sobre os propósitos da associação de municípios para o período. As instituições buscam alinhar propostas de interesse comum.
Dono de larga experiência política, “Guito” que cumpre o oitavo mandato consecutivo de vereador e já chegou a assumir a prefeitura de Urupema como interino ano passado, defende que Amures e Uveres atuem juntas na busca de recursos e projetos regionais.
 
Foto: Oneris Lopes
08 Fevereiro 2019
Em Brasília, entre os generais

03757418_45fa_4f90_89c8_f63eadc61720.jpg

O empresário Roberto Amaral e esposa Adriana em Brasília,  participaram de uma solenidade de troca de comando no Exército, com seu amigo Coronel Souto Maior. Na foto com o general Villas Boas.

d6a4c32b_2cb3_4aac_8c0d_640f57ee288c.jpg

Com o Coronel Souto Maior e esposa. Ele foi comandante do 1º Batalhão Ferroviário de Lages.

Última atualização em Sexta, 08 de Fevereiro de 2019 21:09
08 Fevereiro 2019
Ainda sobre a questão do binário da Frei Gabriel

e9705ac9_7c48_4a7b_bdff_d3c86d0f89f9.jpg

Tem gente questionando se é legal o Sesc fazer esta escadaria com acesso à área da municipalidade. Algum especialista poderá nos responder. 

Na realidade, o secretário de Obras, Claiton Bortoluzzi havia dito que já tinham autorizado o Sesc a fazer outra saída para os alunos que frequentam a instituição que fica na avenida D. Pedro II.

Tudo isso em função da implantação do binário da Frei Gabriel.

Por falar em binário, o Sargento Sobrinho está mandando um recado pelas redes sociais:

“Sr. PREFEITO Srs secretários   já passa de um mês de implantação do binário e agora estão começando as aulas e o caos está instaurado, peço  as secretários  encarecidamente vocês resolvem esta  situação apenas deixando  voltar o estacionamento do Sesc para embarque e desembarque  de alunos , esta  rua em frente ao mesmo Sesc que sirva apenas de um recurso para escoamento para quem quer ir ao centro é que a Frei Gabriel  continue mão dupla.  Estudem com carinho e não deixem seus nomes enlamearem junto a população que está contra as medidas tomadas sem o estudo devido. PENSEM NISSO”.

08 Fevereiro 2019
Governo Moisés pode recuar da proposta de mudar a regional de saúde de Lages

Segundo soube, está sendo repensada pelo governo Moisés a retirada do governo de Lages, transferindo o polo da macrorregião de Lages para Joaçaba. A questão foi levada à várias lideranças, incluindo a deputada Carmen Zanotto, que tiveram conhecimento da proposta e possivelmente  isso tenha pesado para repensar o assunto.

 

Esperamos, sinceramente que revertam a decisão anterior.

 

08 Fevereiro 2019
Lucas pede unidade móvel da farmácia básica

Lucas1.jpg

“Essa semana, na Câmara, apresentei o projeto da Farmácia Móvel. A ideia já é uma realidade em diversas cidades do país, como por exemplo Maringá, no Paraná. Hoje nossa a nossa cidade de Lages conta apenas com a Farmácia Báscia, no Centro da cidade, que distribui os remédios controlados. Quem mora em regiões mais distantes enfrenta dificuldades para conseguir ir até o Centro retirar o medicamento (idosos, especialmente). A nossa ideia é que a prefeitura implante a Farmácia Móvel para atender as pessoas nos bairros. Fica a sugestão para o prefeito do município!”

Vereador Lucas Neves (Progressistas)

 

Lucas observa que em 2017 eu já havia sugerido a criação de representações da Farmácia Básica nas unidades de saúde, nos bairros mais distantes (Guarujá, Santa Mônica, Santa Catarina). “Mas sabemos que há dificuldades para isso, pois há uma exigência de que tenha profissional farmacêutico para fazer a dispensação dos medicamentos (as unidades de saúde só distribuem remédios básicos), além da necessidade de estrutura física”, disse ele.

08 Fevereiro 2019
No ano passado a Câmara gastou 7,6% a mais do que em 2017

0_3.jpg

Em 2018 a Câmara de Vereadores de Lages gastou R$ 9.167.145,34. Valor 7,6%   superior ao primeiro ano dessa legislatura.

A análise dos dados foi feita pelo suplente de vereador do PT, Moisés Savian. "É necessário considerar a inflação, que é o aumento contínuo e generalizado dos preços, e nesse sentido reajustes são normais. No entanto o acrescimento ocorrido no poder legislativo lageano é o dobro dos principais índices de inflação como o IPCA e INPC que registaram 3,75 e 3,43% em 2018."

Diz ainda que os gastos para o funcionamento do poder público é um dos temas que tem sido prioridade para a sociedade na atualidade. "Acompanhar e pensar medidas para aumentar a eficiência do orçamento público é um dos desafios das lideranças políticas".

Moisés recorda o Projeto de Emenda à Lei Orgânica de sua autoria que pretende reduzir o teto de gastos do legislativo de 6 para 3%. "Essa proposta está em tramitação na Câmara de Vereadores e se aprovado, exigirá esforços maiores para manter o custo do poder legislativo e poderá ampliar a economia", na opinião de Moisés.

 

Início  |  « Anterior12345678910Próximo »  |   Fim