Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

Lages.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
22 Abril 2013
Elza acompanha obras em Lages

 

 

O secretário Regional, Gabriel Ribeiro, e a secretária da Educação em exercício, Elza Moretto, visitaram hoje a escola Godofin Nunes de Souza, na Penha. Ambos acompanharam as obras de duas salas de aula e um banheiro, e entregaram tablets de 7 polegadas a 69 professores de cinco escolas.  

 

1__3_.JPG

Foto: Fábio Ramos 

 “A inserção de novas tecnologias nas salas de aula é um dos objetivos alcançados pelo Governo, e representa um avanço em precedentes na qualidade do ensino catarinense”, destacou a secretária Elza Moretto.

As novas salas serão utilizadas por alunos do ensino inovador, que permanecem na escola em período integral. E o Pacto Pela Educação viabilizará mais obras na unidade. O cronograma prevê a construção de mais três salas e um auditório, a reforma do ginásio e a ampliação do refeitório. 

 

 

22 Abril 2013
Projeto vai amanhã mesmo para a Câmara

 

 

Segundo o prefeito Elizeu Mattos que está em Florianópolis, ao retornar amanhã assinara o projeto que seguirá amanhã mesmo para a Câmara para regularizar o abono de R$ 130,00 a todos os servidores. Inclusive os inativos.

Não vai aguardar até quinta-feira para ver a resposta dos professores a respeito da greve porque não vê os servidores como categorias em separado. “Não enxerga os servidores como existindo uma primeira e uma segunda categoria”, para ele são todos iguais e se tiver de optar entre ajudar os que ganham mais ou ganham menos, sempre estará apoiando o que ganha menos.

 

Com o reajuste pretendido de pouco mais de 5%, os funcionários que ganham menos teriam um reajuste de não mais do que R$ 30,00. Portanto, o abono de R$ 130,00 , para esses, representa um ganho muito maior. Elizeu disse que sua intenção é melhorar o salário desses para que venham a alcançar o piso regional.

22 Abril 2013
Servidora comenta sobre o ocorrido hoje

 

 

Escrevo a vocês para o que a “pseudo democracia” que  aconteceu hoje dia 22/04/2013 em frente à Prefeitura de Lages seja de conhecimento público. O sindicato dos servidores (SINDSERV) iniciou uma greve dos servidores municipais na data de hoje e convocou todos os servidores pra estarem em frente à prefeitura para fazer uma mobilização pacífica afim de sensibilizar o prefeito para a causa salarial, já que a proposta de abono no valor de R$ 122,00 não foi aceita pela categoria em assembléia.

Hoje pela manhã nas repartições da públicas municipais já conhecia-se uma nova proposta de abono salarial no valor de R$130,00, e o mesmo sindicato convocava os funcionários para irem participar de um movimento de não-greve. Movimento este, inédito na história do nosso país, pois pressupomos que quem não quer greve não faz paralização.

Qual foi a surpresa do servidores ao chegarem em frente a prefeitura e se depararem com faixas dizendo “Fora Marajás, queremos o abono” ou “Prefeito estamos com você”, as mesmas seguradas por cargos comissionados e apoiadas pelo mesmo sindicato que diz defender os servidores.

Na verdade tratava-se de uma cilada, pois os servidores foram até lá pra fazer um manifesto e de repente encontraram-se votando pelo fim ou não da greve de maneira arbitrária e ilegal, pois não tratava-se de uma assembléia legítima. A própria esposa do vice- presidente do sindicato Márcia Machado agente comunitária da unidade da penha ligou em todas as unidades básicas de saúde convocando os agentes comunitários para participar a favor do prefeito, comprovando assim a não imparcialidade do sindicato. Na saúde apenas os agentes comunitários e 1 funcionário da equipe técnica foram liberados para participar, ou seja, prefeito liberou só aqueles que lhe convinham a votar.

Tenho como provar tudo o que digo aqui. Testemunhas e documento escrito fixado em unidade de saúde.

Renata Aires

22 Abril 2013
Servidores desistem da greve

 

 

O prefeito fez uma proposta ao presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, hoje pela manhã, elevando para R$ 130,00 o abono oferecido (era de R$ 122,00).

 

 

Greve__3_.jpg

Hoje, no início da tarde, quando os funcionários chegaram para a manifestação e iniciar a greve, o sindicato pôs a proposta em votação e a maioria presente votou pela aceitação do abono e a volta ao trabalho.

 

Greve__2_.jpg

Última atualização em Segunda, 22 de Abril de 2013 18:07
22 Abril 2013
OAB/SC quer garantir atendimento mínimo na greve dos agentes prisionais

 

 

O presidente da Comissão de Assuntos Prisionais da OAB/SC, Victor da Luz Fontes, pediu nesta segunda-feira (22) que o sindicato dos agentes prisionais garanta atendimento mínimo aos advogados enquanto durar a greve da categoria.

 

“Queremos garantir pelo menos o acesso aos presos, que hoje estão incomunicáveis”, diz o presidente. Caso não seja atendida, a OAB/SC pode ajuizar ação contra o Sindicato. A comissão também enviará ofício ao Tribunal de Justiça requerendo que sejam suspensos os prazos processuais, sob pena de prejuízo à defesa.

22 Abril 2013
Parceria para pintar a cidade

 

 

Consta que o prefeito solicitou orçamento de uma empresa para proceder a pintura da sinalização horizontal da avenida D. Pedro II. A empresa pediu R$ 80 mil.

 

O prefeito Elizeu achou que era um absurdo. Com R$ 80 mil adquiriu estoque de tinta para a sinalização da cidade inteira.

 

E, hoje pela manhã, assinou convênio com a Secretaria Regional que emprestará equipamento para a execução dessa pintura. Beleza! Governo do Estado e e prefeitura se ajudando.

22 Abril 2013
Greve está mantida

 

 

O Sindicato dos Servidores Municipais mantém a arrancada da greve marcada para hoje, no início da tarde, em frente à prefeitura.

 

Mas o presidente do Sindicato, a entidade continua a espera de uma contraproposta.

 

Segundo informação, os professores municipais anunciaram a paralisação a partir de quinta-feira, mas em algumas escolas tem gente que já cruzou os braços.

 

22 Abril 2013
Sinte X Secretarias Regionais

 

 

 

O Sinte está colhendo assinaturas em todo o estado para pedir ao governador a extinção das Secretarias Regionais.

 

Alega que serve apenas para acomodar políticos derrotados.

22 Abril 2013
Freitas no PT

 

 

Luiz_Freitas.jpg

 

O prefeito Luiz Freitas, de Capão Alto, que hoje integra o PPS, não deve acompanhar o partido nessa fusão. Sua intenção é aderir ao PT que está estudando uma saída jurídica para que ele faça a troca de partido sem perder o mandato. Até a semana que vem deverá ter uma posição a respeito. Há possibilidade tendo em vista que seu partido, em tese, deixará de existir. O PT voltaria então a ter uma prefeitura na região (tinha antes o prefeito Paulinho, de Ponte Alta)

 

Última atualização em Segunda, 22 de Abril de 2013 13:05
22 Abril 2013
PT mostrou seu jeito de governar já pensando em candidatura própria

 

 

Sexta-feira foi um dia movimentado politicamente em Lages. Pela manhã o PT abria o seminário para mostrar o jeito petista de governar, com a presença do presidente estadual José Fritsch e os dois candidatos à presidência do partido em SC: Paulo Eccel e Cláudio Vignatti. A forte neblina registrada pela manhã atrapalhou a aterrissagem do presidente Nacional, Rui Falcão, mas acabou chegando para o almoço e uma conversa com os petistas do estado.

No início da tarde foi à vez da Ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, chegar a Lages para um encontro com o prefeito Elizeu Mattos e uma visita ao parque Conta Dinheiro, na Mercoleite. No encontro do PT chama a atenção à determinação do partido pela candidatura própria ao governo e nesse contexto, o ex-deputado Cláudio Vignatti surge como o candidato em potencial. Questionado sobre a possibilidade do acordo com o PMDB e PSD vir de cima conforme está negociando o senador Luiz Henrique, Vignatti foi taxativo: “ele que cuide da candidatura de Colombo que não está bem. A Dilma não é presidenta deles”.

 

Vignatti disse que qualquer que seja seu futuro, o que ele jamais fará é deixar o partido, pois “tenho orgulho de ser do PT”, disse ele. Observou que hoje está fora do governo (era secretário executivo da pasta hoje ocupada pela ministra Ideli), “mas não precisa ter um salário para ter uma função política”, lembrou. Destaca que faz política por ideologia, por concepção política não por um projeto pessoal. Porque no PT os projetos são coletivos. Cita que é o único partido verdadeiramente democrático: tudo é decide no voto.

 

DSC02531.JPG

“A ministra tem a vida dela e eu tenho a minha”

Cláudio Vignatti

Ex-deputado federal do PT, ao responder sobre a indagação a respeito das relações hoje com a ministra Ideli Salvatti.