Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

 

Lages.jpg

 

unnamed_18.jpg

 

Arquivo

 
14 Dezembro 2018
Foi o PSD que deu a vitória ao vereador Vone na eleição da Câmara

Pela terceira vez o vereador Gerson dos Santos vê escapar de suas mãos a presidência da Câmara. Da primeira vez foi na legislatura passada, quando ele acusou o partido, então MDB, de não o apoiar. Isso o motivou a mudar de sigla e foi pelo PSD que concorreu à reeleição. Eleito, tinha a promessa de apoio para conseguir o seu intento.

Seu nome não foi de consenso para o primeiro ano, mas se costurou um acordo que o colocava na presidência no terceiro ano legislativo.

Estava confiante que desta vez nada lhe tiraria da cadeira de presidente, tanto que procurado pelo três membros da bancada do MDB – Thiago Oliveira, David Moro e Vone Scheuermann- , há duas semana, em busca de espaço na composição da mesa, rechaçou-os, dizendo que não precisava dos votos do MDB e de seus ex-companheiros de partido. Já tinha os votos suficientes para se eleger.

Queimados com a forma com que foram descartados por Gerson, decidiram fazer uma composição. Sem alarde, foram em busca dos votos necessários em favor de uma segunda chapa. Inicialmente trabalharam com o nome de Amarildo Farias (PT) para a presidência (deve suceder Vone), mas no andar das negociações a opção acabou sendo do vereador Vone Scheuermann. Com os três votos do MDB e os quatro membros da bancada de oposição: Ivanildo Pereira (PR), Bruno Hartmann (PSDB), Osni Freitas (PDT) e Amarildo, estavam garantidos sete votos.

Ainda precisariam pelo menos mais dois, visto que não podiam contar com Maurício Batalha (PPS) que sempre votou com a base do governo Ceron. De fato, Maurício votou em Gerson, até mesmo para manter os vários cargos que tem na Câmara.

Os dois votos que garantiram a vitória vieram justamente do partido de Gerson: Pedro Figueredo e Jair Júnior, que apesar de ter sido o autor do pedido de cassação de Vone, também tem suas diferenças com o líder do governo. Há algum tempo Pedro vem se queixando do tratamento recebido e agora então deu o troco. Na tarde de ontem os futuros membros da mesa do legislativo se reuniram para discutir o projeto para o ano que vem.

É certo que haverá mudança em pelo menos dez dos cargos comissionados. Há previsão de que caem os diretores e até o assessor jurídico, Sandro Anacleto (presidente do PP). Apesar de que Vone Scheuermann promete não fazer oposição raivosa e nem tomar decisões isoladas.

14 Dezembro 2018
Parque Nacional de São Joaquim perderá 20% de sua área

O Senado votou esta semana a Medida Provisória (MP) nº 852 que reduz em 20% a área da área do Parque Nacional de São Joaquim, em Santa Catarina. O artifício, conhecido como emenda jabuti, consiste na adição de uma emenda não relacionada ao tema original da proposta.

18012014_canion.jpg

Não é a primeira vez que o recurso é usado com o intuito de reduzir o parque de São Joaquim. Em 2017, uma mesma emenda similar foi feita pela bancada catarinense e incluída na Medida Provisória nº 756, que discutia a revisão dos limites da Floresta Nacional de Jamanxim, no Pará. As emendas fizeram o presidente Michel Temer vetar a MP.

O texto da emenda atual propõe exatamente a mesma alteração de limites vetada anteriormente, com redução de cerca de 10 mil hectares do parque, quase um quinto dos 49.800 totais que a unidade de conservação possui hoje.

 

Com relação ao número exato de pessoas que vivem dentro do parque, o gestor do Parque Nacional de São Joaquim, Paulo Santi Cardoso, explicou que não há nenhum levantamento socioeconômico que possa dar com exatidão essa informação. “As regiões do Cânion do Funil e dos Campos de Santa Bárbara, que fazem parte da proposta de exclusão, são áreas de baixa densidade populacional, consideradas remotas dentro do contexto catarinense”, explica. Além disso, a redução irá retirar áreas de grande beleza cênica, essenciais à categoria parque, e pontos importantes para o adensamento de fauna, especialmente aves, como o rio Alagados, na região sul do parque.

 

Última atualização em Sexta, 14 de Dezembro de 2018 12:47
13 Dezembro 2018
Inaugurado laboratório de vitivinicultura e enologia em São Joaquim

dd06bc8d_01b4_4caf_98a0_d8d6563cae72.jpg

Com investimento de R$ 1,1 milhão, o laboratório dará suporte ao curso de viticultura e enologia, já ministrado pelo educandário em anos anteriores e conta com o apoio do Instituto Federal de Santa Catarina – Campus de Urupema que entra com a parte do conhecimento através dos seus professores.

daa02a0c_6431_416f_980b_daceee1a5c5f.jpg

 

Edificação de dois pavimentos localizada junto da EEB Manoel Cruz, no bairro Jardim Minuano, em São Joaquim, leva o nome de Luiz Henrique da Silveira, homenagem ao ex-governador catarinense falecido em 10 de maio de 2015.

 

Numa área total de 564 m², a obra conta com dois pavimentos. No primeiro piso, funcionará uma microcantina, com área para recepção da uva, filtração, fermentação alcoólica e engarrafamento do vinho, além de adega e o laboratório de análises. Na parte superior estão instaladas as salas de aula, administração e degustação.  O terreno onde foi construído o laboratório foi adquirido em 2009 pela então Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional - SDR São Joaquim. A construção foi executada pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Educação, que aplicou R$ 549 mil e contou ainda com R$ 553 mil, do Fundo de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

A entrega oficial aconteceu na tarde de quarta-feira (12) e foi feita pelo secretário da Agência de Desenvolvimento Regional – ADR Lages, que no ato representou o governador Eduardo Pinho Moreira. 

Fotos: Carla Reche

13 Dezembro 2018
Polícia Ambiental investiga produto que teria matado a vegetação

0_7.jpg

Um produto desconhecido, porém, de forte reação, escorreu de um terreno perto de outras empresas próximas às margens da BR 116, na cidade alta, em Lages. Por onde passou deixou marcas semelhantes à de queimadas, e parte da vegetação afetada, como roseiras plantadas ao longo da cerca, acabaram morrendo. A percepção do dano ambiental ocorreu a cerca de uma semana.

Na tarde desta quinta-feira (13), após ser informada da ocorrência a Polícia Militar Ambiental foi investigar. A partir da constatação irá instaurar um procedimento investigatório e análises de laboratório serão feiras para saber exatamente qual tipo de resíduo que causou os danos na vegetação próxima e acabou escorrendo também no riacho.

13 Dezembro 2018
Prefeitura tem um ano para adequar as 27 unidades básicas de saúde

O Município de Lages firmou termo de ajustamento de conduta (TAC) proposto pelo MPSC e se comprometeu a promover uma série de adequações em 27 Unidades de Saúde do Município. O acordo contempla reformas estruturais e adequações às normas da Vigilância Sanitária, do Conselho Regional de Enfermagem e do Corpo de Bombeiros.

O acordo foi proposto pela 14ª Promotoria de Justiça da Comarca de Lages, com atuação na área da cidadania e direitos humanos. Segundo o Promotor de Justiça Carlos Renato Silvy Teive, o TAC contempla todas as unidades de saúde de Lages, à exceção do pronto Atendimento Tito Bianchini e da Unidade Básica de Saúde Santa Catarina, a respeito dos quais já havia sido firmado acordo anteriormente.

Com o acordo, o Município se comprometeu a providenciar, entre outras melhorias: reformas estruturais - principalmente para correção de infiltrações; trocas de mobiliário que se encontra deteriorado, a fim de propiciar maior conforto e segurança aos usuários dos serviços de saúde; correção de procedimentos de saúde; adequações de ordem sanitária; adequações na segurança contra incêndio; e implantação do Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos de Saúde (PGRSS) e do Plano de Segurança do Paciente) em todas as unidades.

O prazo para cumprimento de todas obrigações é de um ano, com exceção para reformas de infraestrutura, cujo prazo é de dois anos. A fiscalização do cumprimento das obrigações caberá à Gerência de Vigilância Sanitária do Município. Em caso de descumprimento do acordo, o Município de Lages fica sujeito à multa diária de R$ 200 por obrigação descumprida.

Última atualização em Sexta, 14 de Dezembro de 2018 18:27
13 Dezembro 2018
Comissionados da Câmara começam a ser demitidos

Os 20 funcionários comissionados da Câmara de Vereadores foram chamados na tarde desta quinta-feira para assinarem suas demissões. Entre eles estão os diretores que foram contratados ainda na gestão da vereadora Aidamar Hoffer. Entre ele o diretor geral Miltinho Mathias, Álvaro Mondadori, Osni Proença, Sandro Anacleto....

AidaReuni__o.jpg

Agora os cargos só serão preenchidos em janeiro, quando o novo presidente Vone Scheuermann assumir a função. Segundo ele todas as decisões serão tomadas em conjunto com a mesa diretora. Os membros eleitos esta semana já se reuniram para começar a traças as estratégias de atuação e definir nome.

13 Dezembro 2018
Marcelo Schlichting faleceu nesta quinta-feira no HNSP

Marcelo.jpg

Marcelo Schlichting faleceu hoje vítima de embolia pulmonar. Ele estava internado no Hospital Nossa Senhora dos Prazeres. Segundo informação ele passou por uma cirurgia do estômago e teve embolia pulmonar.

Marcelo foi secretário da Acil e diretor administrativo do Porto de Imbituba durante todo o mandado do governador Raimundo Colombo. Era professor universitário e ex-gerente de Programas e Ações do Governo do Estado de Santa Catarina,

Última atualização em Quinta, 13 de Dezembro de 2018 19:28
13 Dezembro 2018
Prefeitura fará a pavimentação de toda a extensão da Coronel Córdova

Coronel_Cordova.jpg

Concluída a pavimentação asfáltica de 386 metros de extensão da rua Coronel Córdova, a obra terá continuidade, a partir da próxima semana, com o asfaltamento do trecho que se estende até a confluência com a avenida Dom Pedro II. 

“O trecho concluído teve recursos de emenda parlamentar da deputada Carmen Zanotto, sendo que agora a Prefeitura asfaltará o trecho seguinte, utilizando-se de recursos, pessoal e maquinário próprios da municipalidade”, garante o secretário, Claiton Bortoluzzi.

A execução deste projeto, segundo Bortoluzzi, iniciará ainda neste mês de dezembro. “A previsão é de que a pavimentação ficará pronta até o final deste ano”, disse. 

Foto: Marcelo Pakinha

13 Dezembro 2018
Comunicação do futuro governo será também na linguagem dos sinais

comunicacao_mais_acessivel_e_inclusiva_20181213_1348798933.jpg

Símbolo universal da frase “Amo você”, na língua de sinais

Na manhã desta quinta-feira, 13, o governador eleito Carlos Moisés e a vice-governadora eleita Daniela Reinehr receberam a intérprete de Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) e membro da Comissão de Acessibilidade da OAB Tubarão, Luciellen Lima, para uma conversa sobre a inclusão de pessoas surdas nas comunicações oficiais do governo.

Junto com o futuro secretário de Comunicação, Ricardo Dias, foi apresentado um projeto para que as comunicações e publicidades sejam feitas também com tradução para LIBRAS.

“É um direito que está sendo ignorado há muito tempo, porque a legislação é antiga, mas os surdos têm o direito de ter acesso à informação na língua deles, então todo e qualquer tipo de informação deve ser passada na língua de sinais. Este projeto, apresentado hoje, fala não só disso, mas começa por isso, com um novo olhar para a questão”, explica Luciellen.

13 Dezembro 2018
Os Mattos abriram e agora vão encerrar as atividades da ADR

A família Mattos foi quem inaugurou a Secretaria Regional e também será responsável por fechar suas portas. Elizeu Mattos foi o primeiro secretário e, o primo, Juarez Mattos, será o último.

O problema de Juarez agora é saber para quem entregará a chave das instalações uma vez que estará automaticamente fora do governo no final do mês.

Início  |  « Anterior12345678910Próximo »  |   Fim