Olivete Salmória
salmoriaolivete@gmail.com


Parceiros

251.jpg

 

lages_parque_jonas_ramos_peq.jpg

 

Arquivo

 
25 Abril 2018
Governo aguarda liberação de recursos para as obras de contenção na Serra do Rio do Rastro

unnamed_13.jpg

O Governo conseguiu nesta semana a aprovação dos Planos de Trabalho (PT) junto ao Governo Federal para obras de contenção na Serra do Rio do Rastro, entre os municípios de Orleans, Lauro Müller e Bom Jardim da Serra.  
 
A solicitação para a liberação de recursos foi através do Ministério da Integração Nacional e Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil foi estimada no valor de R$ 24.267.924,04. O ministro da Integração Nacional, Antônio de Pádua Andrade, assegurou nesta quarta-feira, 25, em reunião com o governador Eduardo Pinho Moreira, que os recursos serão liberados o quanto antes. 
 
Foram aprovadas as ações para a execução obras preventivas em 25 pontos da Rodovia SC-390, Serra do Rio do Rastro, com o valor de R$ 20 milhões. 
 
Foto: Cristiano Rigo Dalcin
25 Abril 2018
Vereador pede sinalização no viaduto da Duque de Caxias

Lucas01.jpg

 

O vereador Lucas Neves (Progressistas), está reivindicando ao superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e ao supervisor do órgão na cidade, Enio Jacobos Spieker que se produzam ações necessárias para implantação de sinalização gráfica horizontal no pavimento sob o viaduto (BR-282), localizado na Avenida Duque de Caxias, objetivando o controle, advertência e orientação aos usuários, propiciando assim mais segurança ao fluxo de veículos e pedestres.

25 Abril 2018
Prefeitura tem prazo para fazer licitação das funerárias

 

A licitação para a concessão do serviço funerário em Lages foi suspensa no ano passado porque uma das funerárias inscritas contestou o edital.  Mas, na semana passada, em despacho do desembargador Luiz Fernando Boller, foi determiado que em 60 dias a prefeitura faça a licitação, para apontar as cinco funerárias para explorar o serviço.

Pela lei, só pode permitir o funcionamento de uma funerária a cada 30 mil habitantes. Sendo assim, em Lages podem haver apenas cinco, e hoje são seis: Nossa Senhora do Rosário, Anjo da Guarda, Cristo Rei, São Pedro,, Bom samaritano, São José. Contudo, como é uma licitação, está aberto também para a participação de empresas de fora.

25 Abril 2018
Mais um supermercado para Lages

 

Mais um supermercado em Lages. Agora o Fort Atacadista de Itajaí está anunciando investimento igual da Havan: R$ 40 milhões e pretende gerar 200 empregos.

Se fala tanto que temos aqui uma massa de desempregados, os salários mais baixos do estado e uma população pobre mas, pelo que vejo, não é bem assim. Seu comércio é forte e os investidores que vêm de fora só elogiam as vendas que fazem aqui. Dá para entender?

25 Abril 2018
Guarujá cobra obras antes das eleições

Guaruja.jpg

Outdoor que a Associação de Moradores do Guarujá  instalou hoje na entrada do bairro. Três obras que os moradores reivindicam: pavimentação de ruas, uma base das Polícia Militar e a reforma do Centro Comunitário.

Leia o que diz o presidente:

 

Olá moradores do bairro Guaruja e adjacentes!
 
Hoje começa uma campanha chamando atenção dos políticos por conta do pleito eleitoral deste ano.
 
Cada ano eleitoral todos vem fazer suas promessas,  ganham votos do Guaruja e depois somem.
 
 Este ano faremos diferente.
 
Já esta nas principais  entradas do Guaruja ESTE OUTDOOR pedindo as obras necessárias. 
 
Para cada obra temos promessa de algum agente político.
 
Todavia, precisamos ANTES DAS ELEIÇÕES
 
Sabemos  que as grandes obras vem somente através da política. 
 
Por isso em 2018 iremos saber quem verdadeiramente fez algo pelo bairro.
 
É isso.
 
AMBG
Luiz Borges

 

Fazendo diferente
25 Abril 2018
O Fundam afundou, disse o presidente da Amures

 

Falando sobre a Fundam 2 e o anúncio de que o governo o suspendeu, o presidente da Amures, e prefeito de Urubici, Antônio Zilli, disse que “o  nome já está dizendo Fundam: afundou, não existe mais. A Amures gastou mais de R$ 200 mil para elaborar projetos. Agora vamos ter de buscar recursos em outras fontes para poder executar estes projetos”.

Zilli2.jpg

Foram feitas diversas reuniões nos municípios para falar sobre esta verba e as comunidades ficaram na expectativa da vinda da verba. Lembro que até o ex-secretário Walter Manfrói deixou seu cargo em Floriasnópolis e subiu a Serra encarregado pelo governador Colombo, para cuidar do Fundam. 

 

Alguns municípios não receberam nem a totalidade do Fundam 1

“Ainda teríamos mais R$ 200 mil do Fundam 1, que era de R$ 1, 8 milhão só veio R$ 1,5 milhão e o restante não deve vir mais”, disse o prefeito Zilli.

25 Abril 2018
Pedido de cassação já se vulgarizou

Como se não bastasse os dois processos em andamento na Câmara para a cassação dos vereadores Vone Scheuermann (MDB) e Jair Junior (PSD), na quinta-feira foi protocolado mais um agora acusando de falta de decoro parlamentar também pedindo a cassação, agora do líder do governo, Gerson Omar dos Santos (PSD).

O primeiro partiu do vereador Jair Júnior invocando o artigo 40 da Lei Orgânica do Município que proíbe ao vereador firmar contrato com o poder público. O segundo foi formulado pelo Secretário de Desenvolvimento Econômico, Mário Hoeller de Souza (PSB) contra Jair Júnior numa nítida demonstração de retaliação. Motivo: por tê-lo incluído no relatório da CPI da Infelicidade com peculato culposo.

Por último, Paulo Roberto Oberziner (ex-PTdoB que passou a chamar-se Avante) entrou com representação conta Gerson dos Santos, por conta de sua viagem à Brasília, para acompanhar o prefeito Antônio Ceron, para o que gastou R$ 3 mil da verba da Câmara de Vereadores, sendo que R$ 1.140,00 em diárias e 1.950,00 em passagens aéreas. Em sua justificativa para o gasto, o vereador informa que foi a Brasília para a assinatura de convênio com a Secretaria Nacional de Defesa Civil para combater as enchentes ao longo do rio Carahá.

O argumento de Oberziner é de que o convênio não depende da ação do vereador uma vez que quem o assinou foi o prefeito Ceron. Gerson apenas o acompanhou no ato.

Se vulgarizou o pedido de cassação embora apenas o primeiro tenha clara fundamentação na legislação.  Sabemos que a cassação é um ato político, embora possa ter repercussão jurídica. E como tal é um expediente pelo qual não somente os vereadores, como qualquer cidadão comum pode usar.

Mas o fato é que com tantas representações já feita a possibilidade é que todas acabem batendo na trave. Por conta da falta de fundamento de uma acaba por comprometer todas. Isso na Câmara, porque no caso do Vone, o Ministério Público já instaurou inquérito para apurar os fatos.

 

25 Abril 2018
Paes desmente que teria pedido o afastamento de João Alberto da ADR

 

Segundo a assessoria do MDB local, não é verdadeira a informação de que incomodado pela fala do prefeito Antônio Ceron durante o lançamento da nova loja da Havan, o presidente local do partido teria solicitado ao governador Pinho Moreira para que demitisse dos cargos todos os comissionados da ADR ligados ao PSD, incluindo o secretário João Alberto Duarte. 

Segundo o próprio presidente Luiz Ademar Paes, "não passa de uma mentira, espalhada por pessoa a serviço de alguém que não deseja a reedição da aliança PSD/MDB".

 

Leia a nota expedida pela executiva do partido:

 

Na última terça feira (24), o empresário e presidente do diretório municipal do MDB de Lages, Luiz Ademar Paes esteve presente no lançamento da nova mega loja da Havan, o qual ressalta a importância destes investimentos. “Lages merece esses e outros grandes investimentos, é mais oportunidade de emprego e geração de renda para a nossa cidade” destacou. Paes aproveitou para negar com veemência a informação de que, após os discursos do empresário Luciano Hang (Havan) e do prefeito Antônio Ceron alguém teria ligado para o Centro Administrativo e que ele teria exigido todos os cargos da ADR de Lages em sentido de represália.

“De forma alguma isso ocorreu. Não faz parte da minha índole e nem de qualquer um integrante do MDB. Quem plantou essa informação fez de forma equivocada e mal intencionada, afim de geral mal estar dentro do MDB e do governo bem como da boa relação de amizade que mantemos tanto com o ex-governador Raimundo Colombo quanto com o secretário João Alberto. É preciso filtrar as informações que são divulgadas e procurar a verdade” enfatizou Paes.

Última atualização em Quarta, 25 de Abril de 2018 15:26
25 Abril 2018
Chagas reclama de boicote às suas iniciativas

 

Vereador Chagas ficou muito bravo porque tinha marcado uma sessão itinerante no Salto Caveiras, mas reclama que especialmente a vereadora Aidamar Hoffer intercedeu junto à prefeitura e conseguiu fazer as obras necessárias, esvaziando a sua iniciativa.

Mas Aidamar observou que foram cascalhadas apenas duas ruas e há muita coisa ainda por ser feita no Salto.

Continuando, Chagas reclamou que não dá com o tratamento que está recebendo em relação aos seus pedidos: "Dias destes pedi tubos para uma rua e a prefeitura não deu.Comprei os tubos e dias depois apareceram os tubos no bairro", conta.

Estão boicotando o Chagas, será?

Última atualização em Quarta, 25 de Abril de 2018 14:34
25 Abril 2018
Plano Diretor está sendo discutido pelos representantes da comunidade

Nesta terça-feira (24) a CDL juntamente com a ACIL, a Associação dos Engenheiros e Arquitetos da Serra - AEA, o Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB, e o Sindicato da Indústria e da Construção Civil de Lages - Sinduscon,  esteve reunida com os vereadores de Lages e inúmeras lideranças empresariais para análise e discussão do Plano Diretor. Agora sim está recebendo adiscussão ampla que merece a matéria.

Vereadores10.jpg

Esta ação vai ao encontro das audiências públicas já realizadas nos últimos meses pelo Poder Legislativo Lageano.

Neste encontro foi possível aprofundar algumas questões por parte de quem entende do assunto.

um__4_.jpg

“Lages necessita desta nova redação para seu Plano Diretor, que garanta a ocupação ordenada, e que cumpra os fatores de acessibilidade e sustentabilidade, mas que também garanta a manutenção dos empreendimentos existentes e a viabilidade para novos investimentos”, afirma  Marcos Tortelli, presidente da CDL.

Para dar continuidade aos debates, a Câmara realiza nesta quarta-feira, 25 de abril, às 19h, a terceira audiência pública sobre o tema, para a qual empresários, entidades e cidadãos são convidados a participar.

Fotos: Claine Andrade

Início  |  « Anterior12345678910Próximo »  |   Fim