Eleitora queria votar duas vezes e responsável pelo Cartório eleitoral foi intimidado por uma PM

Soube esta semana que o Gilmar Duarte, chefe do cartório da 21ª Zona Eleitoral, foi ameaçado com voz de prisão de policiais militares, em uma das sessões das quais ficou como responsável durante a votação de domingo, dia 7.

É que uma eleitora saiu da urna dizendo que votou errado e queria votar novamente.

Imagina, tem até disso!

O mesário explicou que não era possível votar pela segunda vez. Mas, a leitora intransigente começou uma confusão. Saiu da sessão e voltou pouco depois acompanhada de uma policial que tentou intimidar Gilmar. Ele explicou à policial que ele não poderia entrar na sessão sem autorização do presidente de mesa ou do juiz eleitoral

A policial saiu da sessão e voltou minutos depois acompanhada de outros policiais que continuaram a intimidação a Gilmar, ameaçando prendê-lo.

A confusão só cessou depois que o Gilmar ligou para o comandante da PM, Tem. Cel Alfredo Nogueira, que conversou com os policiais.

Não há dúvida que foi falta de preparo dos PMs para atuarem em uma eleição. Eles teriam de saber que só o juiz eleitoral poderia deliberar a respeito e não há precedente de que um eleitor tenha votados duas vezes numa mesma eleição. E também que o responsável por uma sessão designado pela Justiça Eleitoral está ali representando a própria justiça e precisa de respeito.

Acil lança campanha para conscientização sobre a Lei que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas

0.png

O Núcleo de Eventos da Acil lançará no dia 18 de outubro, às 14 horas, na ACIL, uma campanha para conscientização sobre a Lei nº 4080/2015, que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas.

Garantir a segurança dos frequentadores e proprietários de bares e casas noturnas de Lages tornou-se o principal objetivo dos membros do Núcleo de Eventos da Acil depois do trágico incidente que ocorreu com os sócios da casa noturna Zafira. Eder Goularte era membro do núcleo e estava ajudando na formatação desta campanha que também tem como objetivos a conscientização das pessoas sobre as consequências do consumo de álcool nas ruas, como por exemplo a perturbação do sossego alheio, o acúmulo de lixo deixado nas ruas e o cheiro forte de urina nas calçadas próximas aos locais de consumo.

Temos de verificar o que houve com o convênio da prefeitura com a PM para fiscalizar, o cumprimento desta lei entre outras como do controle dos vendedores ambulantes.

 

Pavimentação para dar acesso ao Sest/Senat

As obras de asfaltamento de trecho da avenida das Torres, de acesso ao Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest/Senat), tem previsão de conclusão na tarde desta segunda-feira (15 de outubro). Os trabalhos são realizados por equipe da secretaria municipal de Planejamento e Obras, da Prefeitura de Lages.

0_12.jpg

Trata-se de um pequeno trecho de 150 metros de extensão, e inclusive recebeu criticas da comunidade da Vila Mariza, que entende que só beneficia ao Sest/Senat e nada mais.

Mas a prefeitura informa que o projeto de pavimentação da pista já existente, interligando à BR 282 à rua Bruno Luersen, faz parte do pacote das 76 vias urbanas que estão sendo planejadas para recapeamento e pavimentação asfáltica, pela Secretaria de Planejamento e Obras da Prefeitura de Lages.

Foto: Marcelo Pakinha

Comandante Moisés diz que só falará em secretariado após o dia 28

"O candidato ao Governo de Santa Catarina, Comandante Moisés, em sintonia com o Partido Social Liberal (PSL) de Santa Catarina, presidido por Lucas Esmeraldino, diante de notícias veiculadas pela imprensa e em redes sociais nos últimos dias, vem a público externar que não há qualquer posicionamento oficial, referente à nomeação de membros para compor o alto escalão do eventual Governo", diz a notra distribuioda pela direção estadual do partido.  

Enfatiza que se mantém rígido em sua proposta de despolitizar o Governo e, aliado a isso, se manterá firme em governar Santa Catarina com profissionais de carreira. A indicação dos membros que comporão um futuro e eventual Governo, se dará apenas após o dia 28 de outubro. Manifestando desta forma, o respeito aos eleitores e a disputa democrática neste segundo turno, para o Governo do Estado de Santa Catarina.

 

Carne do gado crioulo ainda é pouco comercializada

0_11.jpg

 Edson Martins, um dos maiores produtores da raça crioula em Santa Catarina, destaca que inúmeros criadores da raça stão se incorporando à Associação Brasileira de Criadores de Bovinos da Raça Crioula Lageana. Todos têm investido em conhecimento no corte da carne, apreciada pelo alto marmoreio, suculência, e muito saborosa.

No entanto, a carne ainda não é comercializada em larga escala.

A venda é feita diretamente entre o produtor e o consumidor. “Nós vendemos o animal para o frigorífico e depois compramos a carne que é vendida a clientes de carteira”, explica Edison.

No território nacional existem pouco mais de quatro mil cabeças, sendo que somente a metade tem registro. Desse montante, a maior fatia, 85% está em solo catarinense.

Criação de ovelhas volta a cresceu na Serra depois do leão Baio ter quase dizimado o rebanho

0_10.jpg

A Serra Catarinense já foi referência na produção de ovinos. A queda se deu a partir do desafio da sobrevivência da onça suçuarana, conhecida como leão baio, o que obrigou aos produtores a se adaptarem à realidade, fazendo com o que os animais não permaneçam mais no campo, sendo recolhidos em galpões, à noite.

Esta transição criou um novo hábito e os rebanhos estão voltando a crescer. Além disso, um cão pastor conhecido como Maremano Abruzês está se tornando uma eficiente ferramenta de proteção às ovelhas em meio aos rebanhos. O animal é criado desde filhote junto às ovelhas e passa a conviver e proteger o rebanho.

Leilões da Expolages superaram os R$ 2,3 milhões

0_8.jpg

Só o agronegócio foi responsável por boa parte da movimentação econômica da Feira desta edição da Expolages que aconteceu no final de semana, no Parque Conta Dinheiro 

A partir dos leilões e comercializações diretas, o faturamento superou a R$ 2,3 milhões. No segmento da indústria e do Comércio, o giro de capital também foi bastante expressivo.

0_9.jpg

Todos os expositores participantes saíram com o sentimento de satisfação. Pelo menos quatro caminhões, além de alguns tratores e automóveis foram vendidos, entre inúmeras formas de negócios ligados ou não ao campo geraram um grande retorno ainda não mensurado. Porém, a prospecção futura se aproxima dos R$ 20 milhões.

Parabéns às Leoas, campeãs da Taça Libertadores da América

0_7.jpg

Parabéns às Leoas pelo título de campeã da Taça Libertadores da América, cuja disputa encerrou no final de semana.

O time será recebido em Carreata, nesta terça-feira. para dividir com a população a alegria pela conquista do título.

O primeiro compromisso das Leoas da Serra, em Lages, após a Libertadores será na quinta-feira, dia 25, às 20h, no Ginásio Jones Minosso, em Lages, pela Liga Catarinense. E será logo contra a maior rival, a Female, de Chapecó.

Marcius ainda não definiu seus assessores na Assembleia

Ao explicar sua garra que o faz sair praticamente sozinho, com uma mochila nas costas pedindo votos, o deputado estadual eleito, o cientista político Marcius Machado (PR) disse que encarra sua atuação política como uma missão. Mesmo sem mandato – foi cassado no mandato de vereador porque trocou justamente de partido para ter a oportunidade de concorrer a deputado estadual e concorrer a prefeito na última eleição – continuou o trabalho político. Marcius se elegeu vereador pelo PPS. Como não tinha espaço para concorrer a deputado estadual, uma vez que Toni Duarte desejava o mesmo, foi para o PR. Isso lhe custou a cassação por infidelidade partidária.

 

marcius_votou_e1475418065554.jpg

Concorreu a deputado estadual em 2014 e ficou na 2ª suplência, pois fez 17.248 votos e faltaram 3.685 para conseguir uma cadeira. Ficou em segundo lugar na disputa a prefeito em 2016.

 

Há cerca de três anos sem mandato, Marcius dizia que estava “afiando o machado” enquanto aguardava a próxima eleição, atuando como advogado, dando curso de oratória e palestras, se preparando para o próximo embate eleitoral. Garante que não faz política apenas para obter poder: “ se fosse assim hoje eu seria vice-prefeito”, disse ele.

Revelando que recebeu a proposta para integrar a chapa de Antônio Ceron como vice. Diz que estamos em um novo tempo, “tempo da nova política sem compra de votos, sem churrasquinho, sem gasolina, estamos abrindo um novo caminho e, para fazer isso, é preciso ter coragem”, explica. Conta que teve uma estrutura mínima nesta campanha, gastando apenas 10% do valor previsto.

A previsão de gastos feita pela Justiça eleitoral era de que para se eleger deputado estadual gastaria cerca de R$ 1 milhões. Marcius contou com R$ 100 mil repassados por Jorginho Melo do fundo partidário. Uma das críticas que eu ouvi a respeito de Marcius foi de que ele não ajuda financeiramente ninguém. “Realmente eu não dou dinheiro. Se fizesse isso estaria praticando o que nós condenamos. Eu ajudo com meu trabalho, participo de todas as festas e eventos comunitários fornecendo o meu trabalho”. Realmente, em todas as festas de igreja, por exemplo, lá está Marcius trabalhando.

O deputado eleito ainda não escolheu a equipe que estará em seu gabinete na Assembleia, mas já definiu que terá com ele um engenheiro para fiscalizar as obras do governo, pois não pode admitir que o estado inaugure obras que não atenderam ao memorial contratado: “para que não tenhamos interdição em ginásio recém inaugurado por infiltrações, como aconteceu aqui”, citou. Marcius garantiu que vai cumprir os quatro anos como deputado, mas “pode tardar, mas não falhará” a sua volta para disputar novamente a prefeitura.