Das 62 torres do parque eólico apenas oito estão funcionando

Começaram a chegar as peças que irão substituir componentes das torres eólicas, em Bom Jardim da Serra. Hoje a maior parte das 62 torres instaladas em 2011, não está funcionando. Aliás apenas oito estão em funcionamento.

Mais que ninguém, a prefeitura de Bom Jardim é a mais preocupada com o funcionamento do parque eólico, porque deixa de receber os royalties e o ICMS pela venda da energia produzida. Segundo o prefeito Serginho Rodrigues de Oliveira o município perde cerca de R$ 150 mil mensais. 

A expectativa é que, em três meses, todas as torres estejam funcionando.

Reforma no prédio da Farmácia Básica

Vai levar 120 dias, isso é, quatro meses, as obras na Farmácia Básica Municipal, para a reforma de sua cobertura. Contudo, o atendimento só será interrompido por duas sextas-feiras, que ainda não foram definidas.

A revitalização está sendo realizada para prestar melhor atendimento à população. A obra está sendo custeada pelo proprietário do prédio, sem onerar os cofres públicos.

Sobre as sugestões da CDL e Acil na ocupação dos espaços do calçadão

Considerando o fato de que em pouco mais de dois meses estará sendo entregue o calçadão revitalizado, entendo que as sugestões feitas pela CDL e a Acil, na semana passada, vieram um tanto quanto encima da hora. Mais ainda ao se observar que o edital para a concessão dos espaços, principal alvo das sugestões, já deve estar em vias de ser lançado. Já podemos adiantar, diante das circunstâncias, de que a inauguração será apenas da estrutura física, das obras, pois o processo de licitação dos espaços não deverá estar concluído até lá. E quiçá se consiga a conclusão da ocupação antes das festividades do final do ano.

As obras do calçadão já chegaram à rua lateral onde ficam as escadarias de acesso

Esta é a grande expectativa do lageano: o Natal Felicidade neste calçadão revitalizado. Portanto é preciso não criar expectativa quanto a este primeiro momento da entrega das obras na data do aniversário da cidade, quando Lages comemora os 253 anos de fundação.

Deverão apenas ser retirados os tapumes com as obras concluídas, mas os espaços vazios. Mesmo assim há certa apreensão pois no levantamento feito pelo Correio Lageano das obras em andamento, consta que a revitalização do centro está com apenas 65% das obras feitas.

Mas vamos ter fé porque, pelo menos neste caso e da Reforma do mercado público, o governador Moisés garantiu o repasse de recursos para a conclusão. Não faltando dinheiro, basta apressar os trabalhos e creio que o prefeito Ceron deve estar atento a isso.

Quanto às questões das sugestões da CDL e Acil, ao que parece todas elas vieram ao encontro do que já está sendo projetado: com a instalação de bistrô com café, restaurante e espaço para a venda de artesanato entre outros. Creio que o objetivo maior de ambas as instituições foi mesmo de garantir a limitação do comércio ambulante especialmente daqueles que exploram este comércio de forma irregular.

Homem é condenado a 18 anos de prisão por matar a esposa

O Conselho de Sentença entendeu que o homem levado a julgamento popular nesta terça-feira (10), no Fórum Nereu Ramos, é culpado pela morte da companheira. O crime ocorreu em dezembro de 2017, em Lages, na presença da filha do casal, na época com dois anos de idade. Ele teria espancado a vítima até a morte, por asfixia, pois teve o pescoço quebrado. O homicídio foi duplamente qualificado, mediante a utilização do meio cruel e feminicídio. Ele deve cumprir a pena de 18 anos e oito meses de reclusão em regime inicial fechado.

O homem tinha uma união estável com a vítima fazia oito anos e, conforme denúncia feita pelo Ministério Público, nos últimos tempos passou a demonstrar comportamento violento em relação à companheira. O réu, hoje com 28 anos, estava preso desde outubro de 2018. Durante o processo, foram ouvidas 14 testemunhas. Quando interrogado pelo juiz Geraldo Corrêa Bastos, promotoria de justiça e defesa, durante a sessão, o homem negou as acusações. Ele pode recorrer da decisão junto ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina. (Processo número 0011184-94.2017.8.240039)

15 vereadores pedem que o executivo altere o padrão de vencimentos dos médicos veterinários

MOÇÃO LEGISLATIVA Nº 0348/2019

 

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE LAGES
SOLICITA AO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL ALTERAÇÃO DO PADRÃO DE VENCIMENTO DOS SERVIDORES MÉDICOS VETERINÁRIOS  NOS MOLDES DO PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 006/2018.
O(s) Vereador(es) abaixo nominado(s) com assento nesta Casa Legislativa, no uso de suas atribuições legais e regimentais vem à presença de Vossa Excelência requerer, após manifestação do Egrégio Plenário, envio de Moção Legislativa ao Excelentíssimo Prefeito Municipal de Lages, Senhor Antônio Ceron, com o seguinte teor:

A CÂMARA DO MUNICÍPIO DE LAGES, no uso de suas atribuições legais e regimentais, acatando proposição, envia a seguinte MOÇÃO LEGISLATIVA:

A presente proposição tem como objetivo de solicitar ao Poder Executivo Municipal a confecção e envio à esta Casa Legislativa de Projeto de Lei Complementar nos moldes do de número 006/2018, a fim de estender a alteração do padrão de vencimento, também, à categoria profissional de médico veterinário que compõe o quadro funcional de servidores municipais.

Considerando que o vencimento do servidor público municipal, ocupante do cargo de nível médio ou superior, cuja profissão é regulamentada em Lei Federal e que tenha salário mínimo profissional estipulado pela mesma legislação, não poderá ser fixado em valor inferior a esse salário mínimo profissional;

Considerando que os vencimentos dos servidores médicos profissionais pagos pelo município estão defasados, sobretudo, ao considerar que a Lei Federal nº 4950-A de 22 de abril de 1966 fixa o piso mínimo profissional da categoria de 5 (cinco) a 6 (seis) vezes o salário mínimo vigente no País, em conformidade com a grade curricular da graduação.

Considerando a não inclusão dos médicos veterinários no Projeto de Lei Complementar 006/2018 que, conforme a legislação federal supracitada, tem o mesmo piso nacional dos arquitetos e dos engenheiros químicos e agrônomos, beneficiados com a alteração dos seus vencimentos pelo Projeto de Lei Complementar em questão.

Solicita à Vossa Excelência,  o encaminhamento de Projeto de Lei Complementar à esta Casa Legislativa, no sentido de alterar o padrão de vencimento dos cargos de médico veterinário para o correspondente ao padrão 61, da Tabela Padrão de Vencimentos do Anexo VII F da Lei Complementar nº 296 de 06 de setembro de 2007. 

Sala das Sessões, 09 de setembro de 2019.
Bruno Hartmann (PSDB)

Vereador
Pedro Figueredo (PSD)
Vereador
João Maria Chagas (PSC)
Vereador
Jean Pierre (PSD)
Vereador
Luiz Marin (Progressistas)
Vereador
Lucas Neves (Progressistas)
Vereador
Jair Junior (PSD)
Vereador
Ivanildo Pereira (PL)
Vereador
Vone Scheuermann (MDB)
Vereador
Osni Freitas – Bugre
Vereador/PDT
Mauricio Batalha Machado (Cidadania)
Vereador
Gerson Omar dos Santos (PSD)
Vereador
Thiago de Oliveira (MDB)
Vereador
Sargento Sobrinho (DEM)
Vereador
David Moro (MDB)
Vereador

Gerson quer que a mesa da Câmara apresente balanço das despesas e recursos recebidos

À MESA DIRETORA DESTA CASA LEGISLATIVA:

SOLICITA À MESA DIRETORA QUE APRESENTE AO PLENÁRIO OS BALANÇOS DOS RECURSOS RECEBIDOS E AS DESPESAS REALIZADAS DA CÂMARA DE VEREADORES DE LAGES CONFORME PREVÊ O ART. 28 INCISIVO 7º DO REGIMENTO INTERNO.

JUSTIFICATIVA:
Conforme determina o regimento interno, no seu Art. 28, no seu inciso 7º. que diz:

“art.28….

VII – apresentar ao plenário até o dia vinte de cada mês o balanço relativo aos recursos recebidos e às despesas realizadas no mês anterior;”

Solicitamos que seja cumprido o que diz o art supracitado, e seja apresentado ao plenário, até o dia 20 de cada mês, os recursos recebidos e as despesas realizadas por esta casa, para que todos os vereadores tomem conhecimento.
Lembrando que o regimento não prevê que por conta de haver o portal de transparência, não seja necessário que tal apresentação seja feita, tendo em vista que essa é uma prerrogativa da presidência, solicitamos que o regimento seja cumprido.

Sala das Sessões, 03 de junho de 2019.

Gerson Omar dos Santos (PSD)
Vereador
Concordo com o vereador, é preciso que mostre como é possível que esteja agora distribuindo recursos de forma tão generosa

Churrasco apressa sessão da Câmara

Vereadores decidiram apressar a sessão desta terça-feira. O motivo é que não querem perder muito tempo já que há um gordo churrasco a espera deles em uma chácara perto da cidade.

Não sei quem está patrocinando o churrasco e nem qual é o motivo da comemoração.

Hoje é o Dia do Gordo, quem sabe seja esta a comemoração, na falta de outro!

Em tempo: é bom destacar que a despesa com o churrasco foi dividido entre os comensais. Uma confraternização dos vereadores