Deputada eleita tem que retirar do ar publicação que incentiva o controle ideológico

carolina.jpg

A deputada estadual eleita Ana Caroline Campagnolo tem que retirar do ar imediatamente a publicação que incentiva o controle ideológico das atividades dos professores e alunos das escolas públicas e privadas do sistema de ensino do Estado e dos municípios, postada em seu perfil do Facebook. Ela também está proibida de manter o "canal de denúncias" por ela criado sem qualquer amparo legal. A ordem liminar do Juiz da Vara da Infância e da Juventude da Capital foi expedida na quinta-feira (1/11) e atende ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público de Santa Catarina.

"A requerida (a deputada eleita) pode, assim como é assegurado a todos os cidadãos brasileiros, exercer o seu direito a livre manifestação de pensamento através das redes sociais…no entanto, a publicação como a que está em tela possui conteúdo que vai além do exercício da liberdade de pensamento e expressão de ideias e críticas… fere diretamente o direito dos alunos de usufruírem a liberdade de expressão da atividade intelectual, científica e de comunicação…", explica o Juiz Giuliano Ziembowicz, na decisão liminar.

Caso a liminar seja descumprida, a deputada estadual eleitra Ana Caroline Campagnolo está sujeita à multa diária de R$ 1.000,00. O pedido de indenização por danos morais formulado pelo Promotor de Justiça será analisado pelo Juiz no mérito da ação.

 

As novas câmeras vão começar a funcionar em breve

45166311_2676358605711527_1799031838878990336_n.jpg

O comandante do 2ª Região de Polícia Militar, Coronel Moacir Gomes Ribeiro entregou ofício ao prefeito Antônio Ceron disponibilizando espaço para receber o pessoal da Diretran para fazer o videomonitoramento das 70 câmeras instaladas em vários locais da cidade.

O governo forneceu as câmeras, já instaladas e ainda concedeu um espaço para a fiscalização.

3e6be0b1_eb69_42a3_a398_56ab00346ea0.jpg

 

Prefeitura não tem recurso para pavimentar rua cuja obra já foi licitada

Sem_t__tulo.jpg

Boa tarde,
Venho à público manifestar minha indignação sobre o descaso da nossa Administração Municipal com relação a rua Zeca Atanásio, aqui no bairro Sagrado Coração de Jesus.
É extremamente preocupante o desinteresse da Administração em pavimentar esta rua. Uma rua de grande fluxo de veículos que, nos dias de chuva vira um lamaçal e nos dias de sol, poeira infernal.
Essa nossa rua já foi até licitada a obra de pavimentação, mas não existe ordem de serviço, muito menos execução de obra. 
Questiono integrantes da Administração, inclusive o secretário de Planejamento e não tenho uma resposta plausível, a justificativa é de não ter "RECURSO", MAS SE NÃO TEM, COMO FOI LICITADA? 
Agora vejo que a Prefeitura irá revitalizar todo o Centro da cidade, aí eu pergunto: COM QUAL RECURSO? E OS OUTROS BAIRROS, NAO FAZEM PARTE DA CIDADE?

CONVIDO À TODOS DA IMPRENSA
FAZEREM UMA VISITA AQUI EM NOSSA RUA

Silvana Niebuhr Schlemper

 

Para o MP, a prefeitura de Palmeira é modelo de controle interno

5e24503a_c2e3_4f66_89bb_f08d70895a2a.jpg

 
O Ministério Público de SC, através do Centro de Apoio Operacional da Moralidade Administrativa vai usar o modelo de controle interno da prefeitura de Palmeira, para incentivar outras controladorias a seguirem as boas práticas de gestão pública e transparência.
 
909cead1_5a8c_461b_bcaa_77163cc93796.jpg
O pedido à prefeita Fernanda Córdova, foi feito pelo coordenador do Programa Unindo Forças, promotor de justiça Samuel Dal-Farra Naspolini. Quem está a frente deste setor em Palmeira é o colaborador Geverson Martins Chaves.
 
Fernanda Córdova afirma que sempre deu plena autonomia ao controlador interno Geverson Chaves para trabalhar.
 
Fernandaprefeita.jpg
 
“É com orgulho que temos agora esse reconhecimento. Não há mais espaço na gestão pública para o famoso jeitinho de se fazer as coisas. Tem de haver transparência e impessoalidade em tudo”, cita a prefeita.
 
Além da economia aos cofres públicos, Fernanda Córdova está quebrando o paradigma de que na iniciativa pública pode se fazer tudo, como se não houvesse dono. E revela: “Tenho enfrentado alguns atritos. Muitos não aceitam, porque antes podiam fazer determinadas ações e agora não pode mais. O que procuramos mostrar é que as coisas mudaram e existem instruções normativas a serem seguidas”, reitera.
Fotos: Oneris Lopes

Praça será isolada por tapumes

0_8.jpg

Segundo explicou o secretário Claiton Bortoluzzi, ontem, na assinatura da ordem de serviço para revitalização do centro de Lages, a execução das obras iniciarão pela Praça João Costa, a qual será isolada por tapumes, ficando um corredor de passagem de pedestres entre as ruas Nereu Ramos e Coronel Córdova.

“Depois de concluída esta primeira etapa, partiremos para as obras no calçadão Túlio Fiúza de Carvalho. Elas abrangem também desde a Praça da Catedral até o Terminal Urbano, pela extensão da rua Nereu Ramos, enquanto que pela rua Coronel Córdova a revitalização se estenderá deste proximidades do Colégio Bom Jesus Diocesano (cruzamento com a rua Lauro Müller) até a Praça Vidal Ramos Sênior (anexa ao Terminal Urbano)".

Projeto moderniza a vigilância sanitária de SC

0_7.jpg

Ao analisar o Projeto de Lei (PL 253/2018) que propõe a normatização do funcionamento da Vigilância Sanitária de SC, o deputado Fernando Coruja (Podemos), disse que “ o texto legal será analisado mas à primeira vista esse projeto moderniza a vigilância, atualizando conceitos e fornecendo ferramentas para que possa atuar em sintonia com as necessidades do nosso estado, da sociedade catarinense e do setor produtivo”.

 

Coruja lembrou que durante a participação da Vigilância Sanitária na CPI dos Medicamentos falsificados, ficou clara a dificuldade enfrentada na verificação e autuação das irregularidades que o setor apresenta. “Um novo código e a utilização de novas tecnologias certamente vão possibilitar uma melhor atuação para minimizar este e outros problemas”, ressaltou o parlamentar dizendo que é importante que o PL seja aprovado ainda este ano, “pois estamos fechando a gestão e gostaríamos que esse trabalho árduo, de praticamente 15 anos, fosse encerrado e que pudéssemos deixar um código mais moderno para o estado”.

 

Os deputados que participam da Comissão de Saúde anunciaram apoio ao PL que será analisado também pelas Comissões de Constituição e Justiça e Finanças e Tributação. Antes de ir a plenário, porém, o texto também terá que passar pela Comissão de Turismo e Meio Ambiente.

 

Expectativa agora é que o prefeito faça mudança no secretariado

Dos 18 municípios da Serra, em apenas dois, o candidato do PSD, Gelson Merísio obteve mais votos que governador eleito, Comandante Moisés: em Cerro Negro (fez 59,45% dos votos contra 40,55% para Moisés) e São José do Cerrito, onde Merísio fez 53,64% dos votos contra 46,36% do candidato do PSL.

E foi em Urubici e Palmeira onde o Comandante Moisés teve os maiores percentuais de votos: Urubici: 74,28%; Palmeira: 74,03%; sendo que Otacílio Costa (73,33%), ficou em terceiro lugar. Em Lages, Moisés levou 67,23% dos votos válidos contra 32,77% do candidato do prefeito Antônio Ceron, Gelson Merísio.

Este fez exatos 28.471 votos, 7.361 a menos do que fez no primeiro turno (35.832 votos).

Obviamente que não foi por causa da declaração do deputado estadual Gabriel Ribeiro que acabou caindo a votação de Merísio, mas é claro que pesou o fato de que muitos dos seus partidários abandonaram o barco.

Embora reiterasse o voto a Merísio, o ex-governador não fez campanha para ele e não sei até se realmente votou no segundo turno.

O prefeito Ceron, embora também permanecesse fiel a Merísio, não colocou seu bloco na rua, como fez no primeiro turno.

Ficou claro o descontentamento do serrano com o governo do PSD em nível estadual e também mandou um alerta ao prefeito Ceron que precisará reinventar sua administração para poder chegar até 2020 com chances de se reeleger ou eleger seu sucesso.

Esta onda da virada, acredito, terá sequência nas eleições municipais e dependendo do desempenho do governo estadual até lá, pode ter consequências arrasadoras. Há que se pensar bem para se lançar os candidatos em 2020 porque terá de ter um perfil diferente daqueles governantes que já tivemos até aqui.

Em termos de Lages, o questionamento agora é se Ceron fará mesmo o necessário ajuste de seu secretariado e tire dos que ficam o ranço de autoritarismo que alguns ainda conservam.  

Chagas pede plano de saúde para os servidores e vereadores

JO__o_Chagas.jpg

Foi polêmica a proposta do vereador João Chagas para a contratação de um plano de saúde para os vereadores, apresentada na sessão de segunda-feira.

Ele justificou: “os funcionários da Câmara de Vereadores não possuem nenhum tipo de plano de saúde, e possuem muitas dificuldades em atendimento médico, atrapalhando por muitas vezes sua rotina laboral para conseguir acompanhamento para tratamento de saúde seu e de seus dependentes”.

Houve quem protestasse, mas segundo o vereador a proposta é que os próprios funcionários e vereadores paguem o plano. Teve de retirar o requerimento para posterior discussão do assunto.

A impressionante trajetória eleitoral do comandante Moisés

Trajet__ria.jpg

Saiu de 1% das indicações de voto para ganham uma eleição com o maior percentual de votos da história eleitoral do estado.

A população viu nele a oportunidade para mudar a política no estado. A eleição deste ano terá repercussão nas eleições municipais daqui a dois anos.

Para vencer as eleições será preciso fazer uma política diferente.