Políticos lageanos que apoiaram candidatos de fora tiveram uma resposta pífia das urnas

Segundo o vereador Lucas Neves (PP) o resultado das urnas “lavou sua alma”, pois conseguiu uma votação expressiva, mesmo sem o apoio da prefeitura, de parte do partido e de grandes figuras políticas.

Na realidade, Lucas foi o quinto candidato a deputado estadual pelo PP entre os mais votados. Atrás apenas de José Milton Scheffer (o mais votado), João Amin, Altair da Silva, Silvio Dreveck. Ficou na quarta suplência pela coligação (PP/PSD e PSC) ficando atrás de Silvio Dreveck (PP), Jean Kuhlmann (PSD) e Ulisses Gabriel (PSD).

 

Lucas3.JPG

“Se tivéssemos feito o número previsto pelo partido de cadeiras na Assembleia, estaríamos lá”, diz Lucas. O PP previa que faria cinco cadeiras e conseguiu apenas três. A política mudou, contatou o vereador: “Infelizmente os partidos tradicionais sofreram nesta eleição. Isso é um reflexo daquilo que se constituiu ao longo do tempo: a população está indignada com os políticos”.

E mais: “Não conseguimos uma das vagas, mas chegamos ao final da votação contabilizando algo que me deixa feliz: fui o 2º mais votado em Lages. Isso nos dá ânimo para continuar fazendo o que a gente acredita”.

Realmente nesta leitura entendemos porque o vereador diz que lavou a alma. Muito mais ainda porque os candidatos para os quais parte do partido trabalhou, especialmente àqueles ligados ao vice-prefeito, como Silvio Dreveck e Valdir Comin também não se elegeram. O primeiro fez 375 votos em Lages e Comin apenas 101. Na realidade o PSL foi o único partido que foi coeso para as urnas.

Houve disputa entre Lucas e lideranças do PP, discussão entre os apoiadores de Gabriel Ribeiro e a o presidente do PSD João Alberto Duarte. E no MDB muitos não apoiaram o vereador Thiago Oliveira.

HampelMushue.jpg

O ex-vereador Mushue Hampel apoiou Valter Gallina (que fez 374 votos em Lages), o secretário regional Juarez Mattos apoiou Cobalchini que fez 150 votos e

David2.JPG

o vereador David Moro apoiou Dirce Heiderscheidt que fez 493 votos.

A considerar a pífia votação destes, esta traição aos companheiros locais, dos quais precisarão no momento em que se candidatarem no futuro, lhes custará muito caro.

Em Lages sobraram apenas 81,02% de votos válidos

Em Lages, dos 123 mil eleitores aptos a votarem apenas pouco mais de 98 mil foram às urnas. A abstenção foi a maior já registrada: 20%.

Que somados aos 8% de votos nulos e 7% de votos em branco, sobraram apenas 81,02% de votos válidos (79.742). Com poucos votos e muitos nomes em disputa, acabaram pulverizados.

Confirmou-se que sem os votos de fora não teríamos nenhum deputado eleito, nem mesmo a deputada federal Carmen Zanotto. Dos 84.703 votos que recebeu, apenas 35.787 vieram das urnas de Lages.

O único deputado estadual eleito, Marcius Machado (PR) fez 30.277 votos, mas em Lages, apesar de ficar a frente dos demais, conseguiu 23.474 votos.

Lucas Neves (PP) teve 26.794 votos e ficou na quarta suplência e fez apenas 18.310 votos aqui.

Mesmo o candidato Thiago Oliveira (MDB) fez apenas 4.194 votos em Lages, dos 7.926 que totalizou.

Até mesmo o vereador Bruno Hartmann (PSDB) fez em Lages a metade da votação: dos 5.841 votos que recebeu: 2.657 saíram das urnas locais.

Pesquisas realizadas pelo Instituto On Line – mas não divulgada -, já apontava há cerca de duas semanas que Marcius tinha 20% dos votos a deputado estadual e Lucas ficava na casa dos 18% e, em terceiro lugar, estaria o deputado Gabriel Ribeiro com cerca de 9%, bem próximo ao resultado das urnas.

Ainda bem que não ficamos sem representação, tanto na Câmara dos Deputados como na Assembleia. Pelo menos uma cadeira. Apesar de Lucas estar na suplência há pouca probabilidade de que venha assumir, a não ser que o candidato Gelson Merísio vença no segundo turno e chame quatro dos cinco deputados eleitos.

De qualquer forma, a representação serrana no legislativo foi menor do que a esperada pois se perdeu uma vaga importante no contesto, de Senador, com a derrota de Raimundo Colombo.

É preciso fazer o registro que em Lages ele foi o mais votado, obtendo 28,39% dos votos, pois 44.578 lageano votaram nele. 41.398 outros votaram em Esperidião Amin e 25.722 em Jorginho Melo.

Hobus pede a sinalização turística da rodovia Caminhos da Neve

O Deputado Estadual, Milton Hobus (PSD) fez a indicação a Secretaria de Estado da Infraestrutura e Departamento de Infraestrutura do Estado, para que seja elaborado o projeto de planejamento e execução de obras para sinalização turística da Serra Catarinense.

O pedido é amparado na Lei 17.295, que instituiu a Rota Turística Caminhos da Neve. De acordo com Milton Hobus a indicação prioriza o trecho da SC 114.

“Queremos estimular os poderes constituídos, empresários e comunidade a inspirar novas ações para a região,” disse. Para Milton Hobus, que foi autor do Projeto de Lei que cria oficialmente a Rota Turística Caminhos da Neve, o poder público tem que aproveitar melhor os potenciais turísticos da Serra Catarinense. A Rota Turística Caminhos da Neve, é composta por 09 cidades: Bom Retiro, Rio Rufino, Urupema, Painel, Bocaína do Sul, Lages, São Joaquim, Urubici e Bom Jardim da Serra.  

 

Ivanildo quer saber

O vereador Ivanildo Pereira (PR) está querendo saber quais são os encaminhamentos dados aos pedidos de informação enviados pelo Legislativo Municipal à Prefeitura de Lages, especialmente à Secretaria de Planejamento e Obras.

Ele pergunta através de requerimento qual o procedimento feito diante do recebimento de alguma indicação desta Casa Legislativa, qual o cronograma feito pela secretaria e qual o prazo para algum tipo de retorno, resposta ou justificativa das referidas indicações. As dúvidas serão encaminhadas ao prefeito Antonio Ceron (PSD), que terá um prazo de até 30 dias para responder.

Parece que o secretário de Obras não está respondendo aos questionamentos dos vereadores. Está acima dos poderes e do que determina a lei.

 

Críticas por causa da pintura de um monumento

5d757d93_aa51_460c_81ba_fcc7060b2418.jpg

Houve muitas críticas, nesta quarta-feira, com relação a pintura que o secretário de Serviços públicos e Meio Ambiente, Euclides mecabô, determinou, do monumento da Fraternidade, da praça do mesmo nome.

Pintou de verde e amarelo e os críticos entendiam que deveria ficar no cimento natural por ser uma obra de arte, mas este monumento já era pintado, embora de verde e laranja, como lembrou o secretário. Francamente, acho que tem coisas mais importantes a ser debatido ou defendido.

A executiva do PSL em Lages. Presidente é Fernando Araldi Sommariva

ExecutivaPSL.jpg

A quase desconhecida executiva do PSL em Lages, que foi formada em julho.
 
Da esquerda pra direita: Ronaldo Cordeiro – Vice-Presidente; Fernando Araldi Sommariva – Presidente; Andréia Kizyzanoski – Secretária Geral; Larissa Sandri Wojcik – suplente; Deocildo Michelotto – Tesoureiro Geral; Alberi Chiodelli – Primeiro Tesoureiro.
 
 Estão programando uma agenda do Comandante Moisés em Lages, com carreata, mas ainda não está definido o dia.

Corpo de Bombeiros vai usar o espaço da antiga Casan em Lages

 
No dia 09/10/18 (terça-feira) nas dependências do Agência de Desenvolvimento Regional de Lages, foi assinado do termo de cooperação entre a ADR Lages e o Corpo de Bombeiros Militar de Lages, para cessão do uso das instalações físicas onde funcionava a Casan. 
 
a62d6818_8d29_403b_9c80_7183cf6e89e4.jpg
 
O termo assinado autoriza o 5º BBM a utilizar o espaço físico . No local, será construído uma pista de Busca e Resgate Urbano, com foco voltado para treinamento dos cães da instituição, também, é vislumbrado a possibilidade de sediar provas de certificação tanto nacional como internacional.
Juarez Mattos secretário da ADR fez questão de frisar a importância desta cooperação “o espaço está ocioso há um bom tempo e o empréstimo para o Corpo de Bombeiros será de grande valia a toda comunidade, devido ao importante trabalho que o Corpo de Bombeiros presta a comunidade”, já o Capitão BM Mateus Muniz Corradini, agradeceu disposição e boa vontade do secretário na seção do referido espaço.
 
O terreno medindo aproximadamente 15 mil m² faz divisa com as dependências do 5º BBM,  atende requisitos técnicos e colabora com aperfeiçoamento dos militares da corporação.

MDB se reúne na segunda para tomar um posicionamento para o segundo turno

O vereador Thiago Oliveira informou que na segunda-feira a executiva do MDB local deverá se reunir para discutir o posicionamento do partido no segundo turno. Pessoalmente Thiago é a favor do apoio ao candidato do PSL ao governo, o comandante Moisés. Mas, se o partido decidir diferente ele acompanha o MDB.

Segundo o vereador, a partir de agora é preciso esquecer a campanha e desenvolver um trabalho para a coesão das lideranças do MDB. O partido esteve muito dividido nestas eleições e ele reconhece isso, mas acha que pode mudar.

Thiago adiantou que agora deverá tomar também um novo posicionamento na Câmara, a partir de sua volta ao legislativo no início de novembro.

Thiago diz que sabia que era uma eleição difícil

0_2.jpg

Agradeço a cada um e cada a confiança depositada em mim. A minha família, sempre ao meu lado em todos os meus projetos de vida. A minha equipe dedicada, incansável e fiel.  As pessoas que nos receberam em suas casas, nas empresas, a militância e a todos que nos acompanharam nessa caminhada eleitoral, o meu muito obrigado!

Cumprimento cada profissional da imprensa e seus dirigentes pela condução imparcial dos trabalhos de comunicação durante o processo eleitoral do primeiro turno e a pré disposição de acolher nossas propostas e divulgá-las à sociedade. Agradeço as inúmeras mensagens de apoio recebidas pelos internautas que acompanharam nossa trajetória nas redes sociais Facebook e Instagram.

Não foi possível a eleição, sabíamos que era difícil, mas demos mais um passo na minha trajetória política e valeu o aprendizado. Retorno à Câmara de Vereadores de Lages, no dia 20 de outubro, e aproveito para reafirmar meu objetivo como legislador, trabalhar pela educação.

Pela inovação na forma de ensinar, pela elevação dos índices de escolaridade da nossa região ainda tão baixos e insatisfatórios e pela melhoria da qualidade de vida dos cidadãos lageanos e catarinenses.

Foram dias de muito trabalho, de muita luta, percorrendo o estado de Santa Catarina e que valeram muito a pena pelo carinho recebido em todas as cidades em que passei e deixei meu recado. No meu gabinete no legislativo lageano, sigo como sempre, à disposição de todos os cidadãos e em busca de dias melhores.

Reinou a democracia, a vontade do povo prevaleceu e houve renovação. Vamos juntos escrever uma nova história na política brasileira.

Um forte abraço

Thiago Oliveira