Assinado financiamento com a Caixa

Serão R$ 35 milhões de recursos do Finisa e mais R$ 4 milhões repassados pelo Governo do Estado de Santa Catarina. Repasse este feito diretamente pelo governador Carlos Moisés da Silva que esteve em Lages visitando a 31ª Festa Nacional do Pinhão

Na noite de sábado (15 junho) no Parque de Exposições Conta Dinheiro, local da 31ª Festa Nacional do Pinhão, o prefeito do Antonio Ceron e o secretário de Planejamento e Obras, João Alberto Duarte, assinaram contrato com recursos do Programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), via Caixa Econômica Federal (CEF), no valor de R$ 35 milhões.

Pela Caixa Econômica Federal assinaram o contrato, o diretor regional para os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, Hélio Durante, além do superintendente regional da CEF, Ederson Negri, e do gerente geral da CEF em Lages, Tomy Preto.

Do total financiado, a Prefeitura irá investir R$ 30 milhões em obras de infraestrutura urbana, entre as quais as de pavimentação de ruas e avenidas da cidade. Os outros R$ 5 milhões serão investidos na aquisição de imóveis (indenização de imóveis desapropriados em virtude da execução do projeto de implantação da avenida Ponte Grande).

CPI questionou funcionários sobre o desvio de medicamentos e fechamento de leitos

A CPI do Pronto Atendimento realizou na quarta-feira e ontem (13) as últimas oitivas, ouvindo sobretudo os funcionários que têm acesso ao almoxarifado para levantar, especialmente, a utilização dos medicamentos controlados, já que existe uma investigação policial em andamento apurando o desvio. Pelos depoimentos obtidos, se constatou que até fevereiro deste ano não havia controle da saída destes medicamentos. Todos os técnicos em enfermagem que atuam no Tito Bianchini tinham acesso a eles, e só um levantamento feito quando a farmacêutica recém designada fez um inventário, se constatou que não havia ali a quantidade dos remédios descrito. Mas, foi somente no final de fevereiro que as responsáveis determinaram que fosse feito o confronto das informações da saída dos medicamentos com os prontuários dos médicos. Feito isso, contataram que os números não fechavam. O processo então foi alterado e hoje só saem mediante a receita do médico. As depoentes também repassaram informações sigilosas.

Além da questão dos medicamentos, a comissão ouviu enfermeiras do Hospital Tereza Ramos, uma vez que na segunda-feira haviam 19 pessoas no Pronto Atendimento aguardando leito e quando os vereadores da CPI estiveram lá às 22 horas, questionaram o hospital e apareceram pelo menos dois leitos disponíveis. Obviamente que estes leitos não foram liberados apenas naquela hora da noite. O que disseram é que todo o problema se refere a falta de funcionários no hospital. No 5º andar apenas três profissionais estavam atendendo e no 3º andar outros cinco. Sem funcionários, mesmo com leitos disponíveis, não há como receber novos pacientes. A esperança é que já estão sendo chamados novos profissionais até o mês que vem, que deve amenizar a falta de pessoal. Só no 5º andar serão abertos mais oito leitos, ficando 16 disponíveis. Mas tudo depende da contratação anunciada.

Onde ficará a sede própria do Consórcio da Saúde

A Amures está adquirindo este imóvel, anexo a sua sede, na rua Otacílio Vieira da Costa. Está pagando R$ 450 mil.  Ali será construída a sede do Consórcio Intermunicipal da Saúde que hoje congrega 25 municípios. Além dos 18 da Serra, mas sete outros: Brunópolis, Celso Ramos, Frei Rogério, Ponte Alta do Norte, São Cristóvão, Santa Cecília e Vargem.

A Amures  irá construir a sede e depois repassará ao consórcio.

Trecho da BR 101 foi parcialmente interditado nesta sexta-feira

Um trecho de asfalto da BR-101 em Balneário Camboriú, no Litoral Norte catarinense, apresentou fissuras nesta noite de sexta-feira (14). Por segurança e para obras emergenciais, o local foi parcialmente interditado, informou a concessionária Arteris Litoral Sul.

A faixa da direita e acostamento no sentido norte, na altura do km 135,5, estão bloqueados, de acordo com a concessionária. Até as 21h, não havia previsão de liberação.

Conforme a Defesa Civil de Balneário Camboriú, o asfalto cedeu como reflexo de uma escavação lateral na rodovia, para a colocação das pilastras de uma nova ponte sobre o Rio Camboriú.

A equipe da Arteris Litoral Sul trabalha no local. A Defesa Civil monitora a situação. Segundo o órgão, as rachaduras estão se movendo “em menor velocidade”.

Abertura da festa é marcada pela participação de políticos

Como sempre, o público nunca é muito expressivo na abertura do evento. As pessoas fogem dos discursos.

Além da vice-governadora Daniela, a deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania) e o senador Jorginho Melo (PL), sempre presentes. Também no palco o deputado estadual Marcius Machado (PL) e o deputado federal do PSL, Fábio Schiocket. Ele que é um dos mais novos deputados eleitos. Tem 30 anos, é representante do Vale do Itajaí e exerce também a função de secretário da Câmara dos Deputados.

Também presente à festa, o secretário Lucas Esmeraldino, que também compareceu a reunião da Amures, à tarde.

Amures vai adquirir terreno para instalar o Consórcio de Saúde

Os prefeitos da Amures aprovaram na tarde desta sexta-feira (14), a compra de um imóvel para construção da futura sede do Consórcio Intermunicipal de Saúde – CIS-Amures. Os recursos serão rateados entre os 18 municípios, mais uma contrapartida da deputada federal Carmen Zanotto que assumiu o compromisso de destinar R$ 250 mil para auxiliar a aquisição.

A decisão de compra do imóvel por foi unanimidade, durante assembleia dos prefeitos e a previsão de economia é de ao menos R$ 10 mil por mês, depois que a unidade passar a funcionar em sede própria. O presidente da Amures prefeito de Bom Retiro Vilmar Neckel, disse que a decisão dos prefeitos demonstrou mais uma vez, a preocupação em otimizar os recursos públicos.

Já, o presidente do Consórcio de Saúde prefeito de Rio Rufino, Thiago Costa, explicou que as atividades do consórcio continuarão funcionando normalmente, e que a construção de uma nova sede ainda demandará um certo tempo. “O importante nesse momento é fazer aquisição do imóvel por questão estratégica. Será dado um passo de cada vez”, frisou.

Foto: Oneris Lopes