Mais oferta de cursos superiores a distância

O Centro Universitário Avantis – UniAvan começa 2021 com uma grande novidade. A instituição chega a Lages para ofertar o único EAD Premium do país. A Unidade vai oferecer cursos focados nas necessidades da serra catarinense, o que contribuirá com o crescimento da cidade e com parcerias importantes para ampliar o acesso a uma educação de excelência na região.

A Unidade de Lages já inaugura com 17 cursos que estão com inscrições abertas. Os interessados podem optar por Administração, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Arquitetura e Urbanismo, Biomedicina, Ciências Aeronáuticas, Ciências Contábeis, Comércio Exterior, Design de Interiores, Educação Física (bacharelado e licenciatura), Fisioterapia, Gestão de Recursos Humanos, Gestão Financeira, Logística, Marketing, Nutrição, Pedagogia e Processos Gerenciais.

2 comentários em “Mais oferta de cursos superiores a distância”

  1. Nunca vi abrir tanto Curso Superior na região mais pobre de SC. Onde nas 19 prefeituras da Amures só vemos semianalfabetos e analfabetos funcionais, dentre outras limitações, se elegerem em todas as esferas de poder. Entram nas prefeituras e puxam seus cabos eleitorais, e derrotados pelas urnas, mas que são puxadores de votos da campanha. Aí sim o nível educacional despenca mais ainda, são os contratados e comissionados. Sem contar mais de 30 anos que não se fazem concurso pra maioria de cargos de Curso Superior, profissionais que poderiam ajudar a dinamizar a economia da região. Dentre os quais administradores, contadores, economistas, advogados e professores além de todos os profissionais da saúde, dentre outros, por exemplo. É uma região que segue a “cartilha de Lula e do PT” quanto menos leitor melhor, assim seguem incentivando quadros, despreparados, é o que vemos da maioria dos partidos, com raras exceções. Depois tem que haver cursos de legislação pra vereadores, de administração pública e orçamento aos prefeitos, e assim por diante. Além do “cabresto da GRATIFICAÇÃO”, ou seja, por exemplo se o servidor é auxiliar adm. da mãe prefa, e trabalha de cabo eleitoral do atual prefeito, ganha uma gratificação até a próxima eleição, e se der certo, continua. Só que o servidor não atenta que um dia irá aposentar, com o salário do concurso, e não da gratificação. Todo o relatado ocorre na esmagadora maioria das prefeituras da Serra.

  2. …”É uma região que segue a “cartilha de Lula e do PT” quanto menos leitor melhor,…”
    DELIROU LEGAL…. MUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU

Deixe um comentário