As críticas que estão levando a campanha por uma caminho perigoso

As críticas que a coligação do candidato Antônio Ceron está fazendo ao que ele imagina ser sua principal adversária, Carmen Zanotto, está levando sua campanha á um caminho perigoso. Nunca vi uma campanha bem-sucedida ao tomar este caminho.

O uso do dinheiro do Fundão. Não há nada de impróprio no seu uso. O absurdo é o congresso aprovar uma verba tão alta para os partidos usarem na campanha.

O fato de estar em campanha e não no congresso ou nas sessões da Câmara, também não cola. As sessões são remotas e nada impede que ela participe na votação de matérias importantes.

Portanto, o que o povo espera é que a discussão gire em torno das ideias e propostas. O resto é baixaria!

4 comentários em “As críticas que estão levando a campanha por uma caminho perigoso”

  1. Ingratidão! Quando é pra trazer “R$$$$$” gringa “serve”. Essas são as atitudes de políticos do Planalto Serrano, que só elogiam quando há “vantagen$$$”. Independente do resultado das urnas, a gringa foi mais longe que muitos homens, “machistas”. O partido que hj manda no paço quase não tem MULHERES, PARDOS E NEGROS, e outras minorias em cargos de grande monta. Poucos concorrendo, quase nenhum (a) com mandatos.Preconceito estrutural na Serra, não só agora, mas em muitos pleitos passados e presentes. Nos municípios vizinhos a mesma coisa. Os partidos políticos refletem o que ocorre na sociedade. As leis tentam equilibrar a balança, nem sempre conseguem. Dos vários candidatos em toda Serra nem 10%, são de representantes das minorias. O aumento de partidos, tentam equilibrar, as desigualdades, mas muitos não prosperam. Os partidos maiores não se submetem a qualquer tipo de regras, não temem nem a justiça, contudo,as urnas estão esvaziando, Coronéis perdendo mandatos, os votos estão minguando. A Serra vem se livrando, a cada pleito, dos “Velhos Coronéis” donos de partidos de aluguel e de incompetentes “bom de papo”!

  2. Olivete, enquanto a polêmica do uso do Fundão estiver ativa ninguém discute a origem da verba de campanha do referido candidato. Nada que alguém com um bom faro para rastrear o caminho do dinheiro não encontre. Mas como nada acontece, o passar do tempo diminui a possibilidade de questionamento… A concordância obrigatória (quando é paga) leva a uma situação onde o pagador sente-se no direito de classificar aqueles que discordam. A situação venezuelana começou da mesma forma…

Deixe um comentário