Justiça determinou o fechamento da casa asilar de Campo Belo do Sul

A justiça determinou o fechamento da casa asilar Cacilda Ribeiro, em Campo Belo do Sul, porque não realizou as adaptações às normas da vigilância Sanitária já que não cumpre os requisitos mínimos para funcionar como casa asilar. Como não atende aos padrões exigidos especialmente porque não dispõe de cozinha e refeitório separados. Segundo os responsáveis haviam recebido um prazo de 180 dias para fazer as reformas, mas mesmo antes de concluir este prazo foi determinado seu fechamento, mesmo já estando com o projeto em mãos.

Na realidade esta casa atende hoje 15 pessoas, mas não é uma instituição pública e nem recebe recursos públicos. A família Ribeiro começou a receber algumas pessoas há cerca de oito anos e acabou virando uma casa asilar. Se mantém com os recursos obtidos das aposentadorias das pessoas que lá estão. O gasto mensal chega a R$ 22 mil, mas a receita é de R$ 17 mil. A prefeitura ajuda no fornecimento de fraldas, remédios, etc… A família Ribeiro nem é proprietária da casa, paga aluguel. Segundo o que se

Das 15 pessoas que lá estavam, quatro já foram retiradas e a própria prefeitura está trabalhando para encontrar as famílias destas pessoas ou encontrar outro local para abriga-las.

Segundo o promotor de Justiça Guilherme Back Lock, a casa não tem condições de continuar abrigando estas pessoas porque além do espaço não atender aos padrões exigidos, a casa é alugada e não comporta adaptações. Além de que não dispõe de uma equipe mínima com médico, enfermeiros, etc.

Para o promotor, o próximo passo discutir com a prefeitura para que estabeleça uma política pública para atendimento dos idosos.

Deixe um comentário