Casarão de 1830, na Coxilha Rica, foi demolido

Um dos casarões mais antigos da região da Coxilha Rica, em Lages, foi demolido. Pertencente a fazenda do Cadete, a edificação foi construída por volta de 1830. Segundo o Instituto Patrimônio Histórico Nacional (Iphan), junto com outros bens da região, a casa estava em processo de tombamento.  

O processo começou em 2009 pelo Passo de Santa Vitória. Com o passar do tempo, se estendeu para região do Caminho das Tropas. Segundo o Iphan, integram o projeto, o Passo, alguns trechos de muros de taipa e oito fazendas relacionadas. Entretanto, ainda não há uma conclusão, e já foram feitos vários recortes da área inicial, definida para tombamento. 

Segundo ele, não houve notificação por parte do Iphan de que a casa estava em processo de tombamento. Para Nazareno, a edificação teve de ser demolida por apresentar risco. “Porque ela (a casa) tinha problemas estruturais e a mãe tem 74 anos e não poderia correr risco de ficar embaixo dela”, justifica, complementando que “Não temos informação se a casa sede dessa [fazenda do Cadete], que estava com problemas estruturais, ainda integrava esse estudo.  Mas com certeza não há nenhuma notificação acerca da existência de processo de tombamento, nem ao MPF [Ministério Público Federal], nem à essa proprietária”, afirma.

Casarão, de mais de 200 anos, é demolido na Coxilha Rica

1 comentário em “Casarão de 1830, na Coxilha Rica, foi demolido”

  1. Um procurador não saber o que é patrimônio arquitetônico e cultural, a maior parte destes fazendeiros não conhece o assunto e só pensam em vender estas propriedades para ganharem dinheiro, analfabetos culturais, merecemos paulatinamente perder nosso patrimônio para uns bestalhões que vivem ainda na idade da pedra. Um povo burro que não preserva a sua história.

Deixe um comentário