Arruda fala a respeito da situação financeira da prefeitura

 “A prefeitura está numa situação cômoda, no começo da gestão houve mais dificuldades, tendo em vista as dívidas acumuladas em curto prazo. Quitamos contas de curto e longo prazo, e sobrou espaço no nosso balanço para fazermos um financiamento de investimento em obras iniciadas neste segundo semestre e que se prolongarão no próximo ano inteiro. Total de R$ 50 milhões junto à Caixa Econômica Federal (CEF)/Finisa, sendo R$ 35 milhões já liberados”

 “A projeção é concluir a gestão em 2020 com menos dívidas do que as recebidas e mais obras realizadas: Complexo Araucária; etapas avançadas do Complexo Ponte Grande; UPA; Praça João Costa; Praça João Ribeiro em 90 dias; Calçadão Túlio Fiúza de Carvalho; ruas Nereu Ramos, Coronel Córdova e Correia Pinto, no pacote de revitalização do Centro; Centro-Dia do Idoso, e Mercado Público, este até meio do ano”

“O terceiro ano é no qual uma prefeitura mais produz, pois nos dois primeiros são pagas as contas. A economia se estabilizou, nossas receitas melhoraram um pouco e houve um pouco mais de facilidade. Os financiamentos aconteceram, pois é essencial elaborar e aprovar projetos, o que leva de 12 a 18 meses. O ano de 2019 foi um ano bem produtivo. O restante da gestão deve deslanchar e então as melhorias projetadas conseguem ser concretizadas.”

Secretário da Administração e Finanças, Antônio Arruda ao fazer um balanço da situação econômica da prefeitura.

4 comentários em “Arruda fala a respeito da situação financeira da prefeitura”

  1. Arruda não possui uma visão gestora e administrativa é um cargo comissionado meio privilegiado mas deve guardar segredos que a nossa vã Filosofia não consegue desvendar, por isso sempre está nos governos, um tipo Golbery do Couto e Silva do regime militar de 64 e que nunca caia, só quando morreu.

Deixe um comentário