Câmara de Vereadores da capital aprovou três projetos que envergonham a classe política

Os projetos impactam as finanças públicas em aproximadamente R$ 4 milhões de reais por ano. Os dois primeiros se referem ao reajuste anual, pela inflação, do vale-alimentação e dos salários dos servidores efetivos e comissionados da Câmara. O terceiro projeto atrela o valor destinado ao custeio das assessorias dos gabinetes dos Vereadores a 25% da mesma verba destinada aos Deputados Estaduais de Santa Catarina. Na prática, este último permite elevar a verba de R$ 20 mil para R$ 27,5 mil por mês, por vereador (23).

Ou seja, ao longo de um ano pode aumentar o custo em R$ 2,3 milhões (R$ 100 mil por vereador). 

1 comentário em “Câmara de Vereadores da capital aprovou três projetos que envergonham a classe política”

  1. Isso está nas leis orgânicas das câmaras e é legal, como a capital é extremamente política há esta ligação com os tetos da Assembléia, quem tem dinheiro usa esta atribuição, se Lages tivesse recursos também poderia fazer isso.

Deixe uma resposta para Névio S. Filho Cancelar resposta